Conecte-se!



 
InícioPortalRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 Gakkou No Kaidan[Histórias de Fantasmas]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Oda Nobunaga
Novato
Novato


Sexo : Masculino
Virgem Galo
Número de Mensagens : 101
Idade : 23
Karma Karma : 0
Moedas de Ouro 40
Data de inscrição : 23/01/2011

Ficha Do Dobrador
Profissão:
Nação Atual:
Arma:

MensagemAssunto: Gakkou No Kaidan[Histórias de Fantasmas]   Sab 05 Fev 2011, 5:23 pm


Isso é uma paródia de Gakkou no Kaidan,está bem comprida porque eu quis parodiar cada detalhe e gastei o dia todo,desde manhã. Very Happy


Titulo: Gakkou no Kaidan - parody (Ou: Quando os espiritos da escola resolvem encher o saco dos outros)
Capitulo estimado: Aproximdamente serão 21.(Para cada episódio)
Censura: 12 anos,o mesmo que o do anime.Se algum conteúdo estiver extrapolado,me avisem que eu edito.



Capitulo 1: Esta tarde,os espiritos irão revirar de suas prisões!-Amanojaku,uma criatura que parece que saiu de um jogo de RPG!

Um homen sem noção estava andando em uma escola velha e abandonada.

Homen: Estranho, por que tem um montes de coisas que não precisavam ser largadas aqui como guarda chuvas? Por que deixaram luzes acesas e ainda por cima ainda mandam eletricidade para local abandonado?E o mais importante... Cadê o banheiro? :O

Voz: Atrás de você...

Homen: Obrigado! Very Happy

Ele se virou e viu uma aberração.

Homen: Mas o que é isso, será que joguei muito jogos no computador ultima... Hei!O que você vai fazer... ?AAAAAAAH!

Algum tempo depois...

Satsuki estava com a sua família - mãe se mudando para a vizinhança e passaram pela escola velha.

Satsuki: Mas que escola acabada, é para lá que eu e Keiichiro vamos estudar?

Reiichiro (ou "pai"): Era aqui que sua avó costumava ser diretora e eu e sua mãe estudávamos lá! Very Happy

Satsuki: E o que isso responde minha pergunta?o.o

Keiichiro: Mim queria continuar a estudar na nossa escola antiga!

Reiichiro: Mas como eles não suportam gente que usa mim no inicio da...Quer dizer,essa é a velha escola,mas vocês vão estudar naquela escola ao lado!

Keiichiro: Very Happy

Satsuki: Ufa,que alivio,aquela outra parecia assombrada...Estava preocupada sobre o que fazer se o sanitário não desse descarga!

Reiichiro: Bom, na da escola velha tem fossas enquanto os vasos da escola nova gasta litros de águas pelos nossos "serviços”... È pior para o ambiente.

Satsuki: Obrigado por cortar a minha moral. ¬¬

Keiichiro: A onee-chan agora vai usar os sanitários da escola velha?Mas você não acha que é assombrada?

Satsuki: Bom, porque era velha, mas...

E de repente a Satsuki teve a sensação de que um vulto estranho pulou do lado do carro e a Satsuki tentou ver o que era pondo a cabeça para fora.

Reiichiro: Satsuki isso é perigoso!Você pode...

Satsuki: Não foi nada,e não acho que perderia a cabeça por ter colocado a...

De repente passou um motoqueiro doido que chutou a frente do caminhão para acelerar mais e seguiu em frente!

Motorista do caminhão: VÂNDALO! D:<

Reiichiro: Viu,Satsuki?Ele podia ter quebrado a sua...Perai,aquele motoqueiro não tinha cabeça?O.O

Motorista do caminhão: Deve ser sua imaginação,mas não liga,aqui é um lugar perfeitamente normal!Very Happy

Reiichiro: Ok,eu cresci aqui.Smile

Satsuki e Keiichiro: O____O

Lógico que o motorista só se importava com o dinheiro da família e não iria deixar eles irem ir embora fácil

E depois finalmente chegaram a casa!

Avô: Porque morar na casa de sua esposa falecida...?

Avó: Você poderia simplesmente morar com a gente, mas desse jeito daqui a pouco vai querer se casar com o fantasma dela se aparecer! D:

Reiichiro: ...

Satsuki: Pai!A casa da nossa avó materna é bem espaçosa!Podemos ir lá em cima? Very Happy

Reiichiro: Lógico, você é pequena e não colocaram todas as coisas aqui...E pode subir porque essa é nossa casa agora...o_o

Avô: Então... Ao menos não vamos gastar tanta água na nossa casa.

Satsuki não deu a mínima para a superficialidade do seu pai e subiu correndo junto com o Keiichiro e entraram em um cômodo grande.

Satsuki: Não colocaram aqui nada ainda!

Keiichiro: Aqui poderia ser nossa sala de jogos!

Satsuki: Vou falar com o nosso pai depois, weeee! Very Happy

E se jogaram de costa no chão.

Voz: Eh, calcinha branca? Você é puritana ou é sem criatividade mesmo?

Satsuki se levantou e olhou para todos os lados e viu, pela janela, o pervertido em uma varanda da casa vizinha.

Hajime: Oi, sou o Ayoama Hajime e gostaria que melhorasse na escolha das suas calcinhas, principalmente se você for se transferir para nossa escola! Very Happy

Satsuki: Seu pervertido!Ficou esperando alguém aparecer? D:<

Hajime: Que?Como eu iria saber que você iria aparecer?

Reiichiro: Satsuki!Keiichiro!Vamos colocar o memorial da mãe de vocês no quarto!E leve o quadro dela, por favor,Satsuki!

Keiichiro: Mim...Não posso levantar,machuquei a costa nesse chão!

Satsuki pegou o quadro e fez um gesto feio para o Hajime e foi com o seu pai arrumar o memorial.

Hajime: Ela não tem uma mãe?Oba, se eu for me casar com a garota, eu não terei sogra, perai, eu disse casar?O.O

Keiichiro: Alguém me ajude... T.T

Depois, no outro dia...

Reiichiro: Tudo bem, então?Cumprimente o diretor e tudo o mais que vocês já sabem?

Satsuki: Tudo bem, pai.

E Reiichiro foi para o trabalho.

Keiichiro: Até mais!

Satsuki: Keiichiro, o que é isso na sua mochila?Eu acho que nessa escola também não pode vender doces,açúcar e vira-latas escondido!Espere...Mas esse é o nosso gato,porque você trouxe!

Keiichiro: Porque eu não tenho amigos...T.T

Satsuki: O professor pode brigar com você!E se ele achar que você quer aprontar?Ou que quer vender o gato ilegalmente?E se ele for alérgico?E se ele for um cão falante?Ele pode não gostar... Melhor leva ele...

E de repente o gato pulou e saiu correndo!

Keiichiro: Kaya!Não me deixe só!

Satsuki: Oh, não!

E eles seguiram o gato.

Satsuki: Kaya, Kaya!?

Keiichiro: Se o gato responder e aparecer,agente sai correndo ou pega ele?

Satsuki: ...

E eles vêem Kaya entrando na escola velha.

Keiichiro: Kaya entrou na escola velha...

Satsuki: Será que é só porque somos japoneses,agente vai acabar entrando em um lugar abandonado na primeira vez que chegamos perto?!Ok,vamos entrar!

E de repente o vento fez a entrada,que estava entreaberta e acorrenta,se abrir por completo e de repente um ser de cabelo roxo se aproximava por trás sem eles perceberem.

Keiichiro: Mim está com medo!

Satsuki entrou em momento de coragem e entrou puxando seu irmão.

Satsuki: Não estou com medo!Não estou com medo!Não estou com...

E de repente a porta se fechou e eles se viraram e vira um garoto fazendo careta,mas o que assustou mesmo foi o garoto com cara de polvo!Os irmãos cairam de susto,mas Satsuki percebeu que o garoto que não tinha cara de polvo era o Hajime.

Keiichiro: È o Onni-chan do outro dia!

Hajime: Se assustou?E calcinha branca de novo!?Você não se lembra do meu conselho?

Satsuki: Então você fica aqui esperando garotas como eu entrarem aqui?Mas é mesmo o vizinho pervertido!

Hajime: Você é que deixa a calcinha à vista!De qualquer forma eu vim te alertar porque esse prédio está fechado...

Keiichiro: Kaya entrou aqui!

Satsuki: È o nome do nosso gato!Nós ajude a procurar,pelo menos!

Hajime: Não dá,é melhor não ficamos aqui!

Reo: Verdade, sobre isso...Eu,o grande pesquisador espiritual número 1,2,3,4,5,6,7...250 da nossa escola,Kakinoki Reo devo contar a vocês!

Satsuki: Besteira, vocês só querem nós assustar!

Hajime: As coisas são bem piores para quem não acredita,eles te observam por trás de um jeito mais pervertido do que eu imitando eles...Que foi,para onde você está olhando?

E os dois garotos olharam para trás e viram o ser de cabelo roxo e se assustaram a ponto de ficar atrás de Satsuki.

Momoko: Perdoe-me!Eu assustei vocês? Smile

Reo: Mas espere... Você é da sexta série!? Very Happy

Hajime: Tão linda, será que ela acerta na escolha da calcinha? Very Happy

Satsuki: Perdoe-me também, é o meu primeiro dia e ainda não conheço ninguém...

Hajime: Eu e Reo não somos alguém que você conhece aqui?

Reo: Bom,as pessoas consideram menos de 5 minutos um tempo muito curto para dizer que uma pessoa admitir que conhece a outra...

Satsuki: Eu sou Miyanoshita Satsuki.

Momoko: Miyanoshita?

Satsuki: Alguma coisa...?

Momoko: Nada... Eu sou Momoko Koigakubo, da 6ª série, classe 1.

Satsuki: Então você é mais velha, prazer em conhecê-la!

Hajime: Reo...¬¬

Reo: Acho que minha teoria estava errada.

Momoko: Mas que incômodo, meu chapéu conseguiu voar com o vento para a janela do segundo andar... Não me pergunte como, por favor. O.o

E os dois garotos já quiseram armar para terem ela.

Hajime: Não se preocupe, que eu, o Ayoama Hajime de 5ª, classe 3, vai procurar para você! Very Happy

Reo: E eu sou Kakinoki Reo, da mesma classe que ele, mas bem mais esperto!

Momoko: Verdade?Muito obrigada! ^.^

Satsuki: Vocês mudaram de atitude muito rápido...São pervertidos mesmo!Bom, vamos procurar o chapéu e o nosso gato!

E eles foram para o segundo andar e não perceberam que o portão foi novamente acorrentado sem ninguém aparente, mas dessa vez ficou realmente trancado

Hajime: não se preocupe Momoko, Hajime-sama está aqui...

Reo: Eu também...

Momoko: Ah, rapazes, vocês são tão corajosos! Very Happy

Satsuki: Tanto que percebo eles tremerem apenas com eles perto de mim... U.U ”

Momoko: Ué,meu sexto radar está sentido alguma coisa...

Hajime: Poderia ser um fantasma?

Momoko: Não sei, só sei que tem alguma coisa para a esquerda, vejam para lá, por favor.

E eles se viraram e viram uma estátua usando um chapéu e Reo berrou tanto que deu um susto no Hajime!

Satsuki: Não é a estátua de Ninomiya Kinjiro?

Keiichiro: Será que alguém resolveu tirar ele da entrada e colocar aqui para nós assustar?

Momoko: Ora, ele está com o meu chapéu.

Hajime deu um soco no Reo por ter gritado e pegou logo o chapéu.

Momoko: Desculpe-me senhor estátua, esse é meu chapéu, mas se quer emprestado tem que pedir antes.

E a estátua abriu os olhos com um sorriso amarelo.

Estátua: Oh, sim, me desculpe, isso não foi correto por parte de uma estátua de um filósofo!

Mal a estátua fantasma falou a metade da frase, os garotos saíram correndo.

Quando foram descer, Keiichiro e Reo tropeçaram e as meninas tombaram e caíram neles de tal forma que Hajime
conseguiu ficar animado e calmo por ver as calcinhas delas, mas não prestou atenção e tropeçou também, e caiu em cima dos outros. Logos se levantaram e Hajime deu o chapéu para Momoko.

Hajime: Aqui. Foi bem fácil.

Momoko: Obrigada, mas eu não esperava que a estátua falasse... Só tratei bem porque acredito que os objetos também
têm alma!

Satsuki: Mas aquilo realmente tinha alma pelo jeito!

Reo: Mas eu estava certo!Certo!Tem fantasma nessa escola!Eu deveria ter filmado com uma câmera, mas ai todo mundo
sempre diz que é falso, então não iria adiantar nada...

Hajime: Ok nerd por fantasma, mas temos que sair daqui!

Keiichiro: Mas Kaya...

Hajime: Esquece o gato,quando você tiver o jeito de Momoko,eu vou pensar no seu pedido... Talvez nunca.

Satsuki: Não!Ele é especial para mim, ele apareceu no funeral da minha mãe em Tóquio... T.T

Hajime: E isso não lembra que a sua mãe está morta?

Satsuki: Mas...

Momoko: Tudo bem, tanto o meu chapéu, quanto o gato e aquela estátua tem alma e seu valor, devemos achá-lo!E isso
também pela Satsuki! ^.^

Todos: o_o

Satsuki: Obrigada, mas você também não precisa ser tão...

Keiichiro: Kaya está lá!Vamos!

E eles foram para um corredor onde tinha pias e mesas.

Satsuki: Kaya!Onde você está?!

Reo: Bom, felino não fala então ele não vai responder...

E eles viram Kaya sendo acuado por um cachorro.

Satsuki: Ei, você cão, pare de atormentar o nosso gato!

Reo: Cães não...

E o cachorro se virou para ele e assumiu um rosto humano.

Cão: Tsc, vocês levam um gato para uma escola e não pensam que cachorros com cabeça humana que “vive”,na mesma
escola,resmungando não vão falar nada?

Satsuki: Viu, Keiichiro, eu não disse que... MAS O QUE?

Eles recuaram, mas o cão caiu fora e Kaya aproveitou e fugiu de todos.

Eles continuaram e passaram em frente a um banheiro e Keiichiro abraçou Satsuki.

Keiichiro: Mim está apertado!

Satsuki: Não é bom ir ao banheiro nessa escola abandonada, deve faltar higiene...

Keiichiro: Momoko-san abre a porta para mim!

Momoko: Está bem, quem sabe o gato tenha entrado aqui e a porta tenha sido fechada sozinha?Vamos checar também por preucação.

Satsuki: Vamos então.

Eles entraram no banheiro e Satsuki teve que puxar Hajime e o cara de polvo que estavam com medo.

Reo: Mas se o fantasma do banheiro...

Momoko: Hanako-san!

Reo: Está doida?

Momoko: Apenas quis ser educada... D:

Um lote se abriu e as meninas foram ver,mas não viram nada,e então os garotos viram Hanako.

Hanako: Olá! Very Happy

Os dois garotos saíram do banheiro correndo gritando feito retardados e quase foram atropelados por um motoqueiro sem cabeça e as garotas foram verificar se eles estavam vivos e Reo pulou na cintura de Momoko.

Reo: Vamos embora,é perigoso,mim já está tirando água do joelho nas calças!T.T

Hajime: Desculpa fiada seu pervertido, só queria abraçar Momoko!

Satsuki: Falou o senhor “gosto de ver calcinhas”!

Antes que Hajime falasse alguma coisa, um fantasma com tesoura apareceu vindo na direção dele e eles saíram correndo
de novo.

Cinco minutos depois eles tropeçaram e o fantasma passou direto.

Reo: Era só abaixar em caso de um Teki-Teki como aquele nos perseguir!

Hajime: Por que não falou antes?

Reo: Era arriscado, eu li na Wikipédia e lá qualquer um pode editar uma informação, poderia está errado...

Hajime: È com isso que você se considera um grande pesquisador? ¬¬’’

Eles foram tentar abrir a porta, mas não conseguiram.

Momoko: Acho que a porta está ressentida porque agente passa por ela toda hora sem pedir... D:

Keiichiro: Coitadinha...

Reo: Bom, se depois de um cachorro e uma estátua, não duvidaria que a porta ficasse maluca, deve ser um fantasma que
prende portas, o...

Hajime: Chega seu “enciclopédia de fantasma” maluco!

Satsuki teve um mau pressentimento e olhou para cima, vendo uma criatura vermelha se aproximar.

Hajime: Parece uma criatura de RPG... Um oni vermelho. O:

Momoko: Parece bem menos assustador que os outros..

Amanojaku: Quer ser minha namorada, Satsuki-chan?

Satsuki: Mas o que é isso?Eu te perguntaria por que tão de repente se você fala-se “amigos”,mas SUA NAMORADA?

Amanojaku: Sem a sua mãe para ter atrapalhar, eu não terei uma sogra!

Hajime: ...

Satsuki: Nem pensar!Não quero ser amiga de um fantasma pervertido!Basta o Hajime, apesar de ainda está vivo...

Hajime: O.O’...

Amanojaku: Vai se arrepender se não virar minha namorada!

E ele sumiu.

Reo: Uau, um fantasma mafioso! Very Happy

E de repente um lustre caiu, quase acertando eles e Keiichiro aproveitou e pulou na cintura de Momoko.

Todos olharam para Satsuki.

Satsuki: Que foi?Sou decente!O Reo é que não deveria chamá-lo de mafioso!

E mais coisas se quebraram.

Keiichiro: Eu estou com medo!

E de repente o Amanojaku reapareceu e notaram que ele estava maior.

Amanojaku: Venha ser minha namorada!Ou então se aproxime! Very Happy

Satsuki: Ok. T.T

Ela se aproximou, mas...

Momoko: Cuidado Satsuki-san!

E bem na hora ela se desviou de vários guarda chuvas que Amanojaku atirou nela,mas uma régua quase o atingiu.

Keiichiro: Onee-chaaaaaan!Não deixe que isso aconteça comigo também!

E o Amanojaku cresceu mais e mais.

Amanojaku: Que fantasma iria querer namorar um humano?E de preferência, iria querer chamar a atenção da de cabelo roxo, mas só cantei a mais nova por ter achado que era mais ingênua a ponto de cair na conversa de “quer ser minha namorada”!E a de roxo já deve está exausta de tanto que poderia conseguir... Por que eu falo tanto?Agora vocês vão ver!

Reo: Oh, não, quanto mais agente fica com medo, mais o fantasma cresce e fala e estou com medo!O.O

Hajime: Pare de chorar, seu fresco!

Amanojaku: Full Power 100%!Mas para vocês, já era tarde demais desde que eu apareci!
E eles saíram correndo!

Amanojaku: Estão fugindo?

Hajime: Não, agente já volta!¬¬

Amanojaku: Podem-se esconderem, mas não podem fugirem!
Eles se esconderam justo na sala do diretor.

Satsuki: Aqui deve ser a sala da diretoria... Kaya?

Ela viu o seu gato lambendo o quadro de uma diretora muito parecida com a sua mãe.

Keiichiro pegou o gato,mas Satsuki foi ver o quadro.

Satsuki: Nossa, mas... Não, deve ser a minha avó!

Momoko: Incrível, ela parece uma paciente que eu conheci em um hospital onde eu fui internada no ano passado!

Keiichiro: Poderia ser a nossa mãe, se chamava Kayako?

Momoko: Sim!Satsuki, isso explicaria porque me lembrei de algo do seu sobrenome... Que coincidência!

Satsuki: Não, talvez minha mãe tenha nos reunido! Very Happy

Reo: E ela contou com o fato de que precisou morrer para você adotar o gato que apareceu no funeral dela e que com isso
ele fosse vir até aqui fazendo agente se encontrar justo em uma escola velha onde tem um monte de fantasmas que pode nós matar e que com isso estamos matando o primeiro dia de aula da escola ao lado?O.O

Satsuki: Seu chato, me deixaeu honrar minha mãe... T.T

Amanojaku: Então vocês estão aqui!

Enquanto Amanojaku tentava passar pela porta ,eles correram para outra sala e não souberam aonde ir e Keiichiro quis abraçar a Momoko porque estava com medo,mas ele esbarrou na Satsuki e ela deixou o quadro cair e dele saiu um livro e estranhamente justo na página em que o monstro aparecia desenhado mal feito com algumas coisas escritas.

Momoko: È aquela criatura!

Satsuki: Mas o que será... Talvez eu deva ler: ”15 de março, o pervertido do Amanojaku apareceu querendo namorar comigo, mas como eu sei que não sou a garota mais amada e considerada linda da escola e nem ia com aquela cara de bêbado, não fui ingênua e fiz um circulo mágico com uma fogueira e recitei “Jaku, vai dormir e pare de encher o saco” algumas vezes e coloquei-o em estado ‘Reimin’ em dentro de uma árvore canforeira.”.

Silêncio...

Hajime: O cara de polvo pode falar agora alguma informação!

Reo: Certo, Reimin quer dizer purificar e mandar dormir!

Hajime: O pior é que já estava na cara... U.U’’

Reo: Vamos pessoal, eu sei fazer um circulo mágico!

Momoko: E a fogueira, como nós vamos fazer?

Hajime: Para o laboratório!Lá deve ter lâmpada ao álcool!Viu como eu tenho atitude Momoko-san? Very Happy

E eles foram para o laboratório correndo logo que Amanojaku avançou para dentro da sala que nem um sapo.

Keiichiro: Como achamos tão rápido?

Hajime: Não sei, mas eu não estou achando a lâmpada!

Momoko e Hajime jogaram a mesa para lado para Reo ter espaço começar a fazer o circulo com o giz e logo, Hajime achou
a lâmpada enquanto o Amanojaku quebrava a porta quem um louco. Eles entraram em dentro do circulo e Momoko, querendo fazer algo útil tentou acender o fogo.

Momoko: Por favor, senhor fósforo!Colabore e “acenda” a lâmpada!

E deu certo.

Momoko: Obrigada, fósforo-san!Very Happy

Todos: O__O

Momoko: Está acesa!Vamos!

Satsuki: Vamos fazer o ritual!

O Amanojaku iria pôr as mãos neles, mas eles começaram a recitar o feitiço...

Todos: Jaku vai dormir e pare de encher o saco!Jaku vai dormir e pare de encher o saco!

Amanojaku: Mas o que?Como vocês aprenderam o feitiço?Espere,mas essa garota mais nova e esse livro... Nãooooooooo!

O Jaku começou a virar pó enquanto eles recitaram mais duas vezes e fim de jogo.

Satsuki: Finalmente ele desapareceu!

Momoko: Mas de quem será esse diário?!

Satsuki: Aqui diz “Kamiyama Kayako” e blá, blá... O que importa é quer era da minha mãe!

Keiichiro: Quer dizer que era da mamãe?

Todos: ...U.U’’

Satsuki: Mas ela estava nós protegendo!T.T

Reo: Na verdade foi um “auto-quite”, porque você adotou o gato porque sua mãe morreu e ele apareceu lá no funeral e ai
o gato foi até aqui, onde você arriscou sua vida e acabou achando o diário por causa do gato. Sua mãe causou problema e resolveu ela mesma.

Satsuki: Eu te odeio... Mas ela então continuou a nós ajudar mesmo depois da morte e isso é bom!
E eles saíram de lá.

Reo: Estou morrendo...

Hajime: Estou exausto.

E eles ouviram um sinal tocar.

Momoko: O sinal...

Hajime: A ESCOLA! O:
Reo: Um tempão em uma e você nem prestou atenção nisso?

Moça do sinal: O horário letivo terminou, se você continua na escola, por favor, saia...

Satsuki: Era o meu primeiro dia!T.T

Momoko: Mas está tudo bem!Agente aprendeu aquela coisa nas árvores canforeiras, pelo menos...

Hajime: AS ÀRVORES!Elas foram cortadas!

Reo: Sim, todas elas... Dessa região. O.O

Momoko: Então onde é que ele foi selado?

Satsuki: Precisamos saber!Se ele quiser namorar, quer dizer, se ele enlouquecer de novo,será terrível!

Amanojaku: Calem a boca, eu estou bem aqui,quando eu recuperar meus poderes,eu vou matar todos dessa escola e dominar o mundo!

Reo: Socorro!O bicho feio voltou!

E todos procuram até achar ele e conseguiram ver de onde ele estava falando.

Amanojaku: por que não estão paralisados de medo!Mas o que é isso,o corpo de um gato?

Keiichiro: Kaya está falando!

Momoko: Então ele deve ter sido selado no gato!

Amanojaku: Como se eu quisesse que me pusessem na cana!Tirem-me daqui!

Momoko: Mas como?

Amanojaku: Façam como fizeram com as árvores canforeiras!

Keiichiro: Quer que nós te transformarmos você em cadeiras ou mesas?

Amanojaku: Não, sua toupeira, que matem esse gato!
]
Satsuki: Nem pensar!

Amanojaku: E então vou ficar preso nesse gato preto?Então vocês vão ver só uma coisa que não vão gostar... >=]

Reo: Um termo que resume o que você terminou de dizer é “se arrepender”.

Momoko: “Gato preto”?Racismo é errado.

Satsuki: E depois o certo seria “gata preta” porque Kaya é um gato fêmea!

Amanojaku: Estou preso em uma fêmea ainda por cima?!Agora vocês vão ver...

Zelador: Mas o que é isso, um gato?É bom que vocês não fiquem com ele no horário letivo porque se não vou apreender como mercadoria ilegal!

E Amanojaku apenas miou e pulou para fora do colo de Keiichiro e então o zelador foi embora.

Satsuki: Aquele maldito, fingido ser um gato!

Amanojaku: Interessante, então todos os espíritos presos nas montanhas se soltaram... E vocês irão se arrepender ouviram?!

Momoko: E o que o inicio da frase tem a ver com o final?Não ficou feliz por ter sido solto?

Amanojaku: ¬¬”


Fim do capitulo.Continua...


N/a: Descupem o tamanho,querem que eu encurte nos próximos capitulos?


Última edição por Oda Nobunaga em Dom 27 Fev 2011, 5:53 pm, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Matt Shadows
Habitante da Tribo da Água
Habitante da Tribo da Água


Sexo : Masculino
Virgem Cachorro
Número de Mensagens : 562
Idade : 22
Karma Karma : 4
Moedas de Ouro 295
Data de inscrição : 14/01/2010

Ficha Do Dobrador
Profissão: Waterbender
Nação Atual: Tribo da Água
Arma: Besta

MensagemAssunto: Re: Gakkou No Kaidan[Histórias de Fantasmas]   Sab 05 Fev 2011, 11:19 pm

Oda, não é uma critica, mas, pow, vi dois erros, primeiro:


Momoko: Nada... Eu sou Momoko Kaoigakubo, da 6ª série, classe 1.

Momoko: Então você é mais velha, prazer em conhecê-la!

Duas momokos falando uma com a outra?

Reo: Era só abaixar em caso de um Teki-Teki como aquele nos perseguir!

Dois erros nessa:

1 - Só existe UM Teki-Teki
2 - Você não mencionou o Teki-Teki antes.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Oda Nobunaga
Novato
Novato


Sexo : Masculino
Virgem Galo
Número de Mensagens : 101
Idade : 23
Karma Karma : 0
Moedas de Ouro 40
Data de inscrição : 23/01/2011

Ficha Do Dobrador
Profissão:
Nação Atual:
Arma:

MensagemAssunto: Re: Gakkou No Kaidan[Histórias de Fantasmas]   Dom 06 Fev 2011, 9:38 am

Matt Shadows escreveu:
Oda, não é uma critica, mas, pow, vi dois erros, primeiro:


Momoko: Nada... Eu sou Momoko Kaoigakubo, da 6ª série, classe 1.

Momoko: Então você é mais velha, prazer em conhecê-la!

Duas momokos falando uma com a outra?

Reo: Era só abaixar em caso de um Teki-Teki como aquele nos perseguir!

Dois erros nessa:

1 - Só existe UM Teki-Teki
2 - Você não mencionou o Teki-Teki antes.

Isso é um tipo de criticica construtiva,mas continue assim!eu gosto dessas observação,muito obrigado!


Eu escrevi errado,mas corrigi...E repare que eu errei o sobrenome de Momoko,também.

Eu acompanhei a partir do vídeo e Reo diz "um Teki-Teki" e então achei que podia ser assim,ou deve ter sido um engano...

O Teki-Teki é o "fantasma da tesoura" de algumas frases atrás.Mas se quiser,eu coloco os nomes antes dos outros falarem quem é.

Agora tirando isso,a fic está boa?Ficou meio impressão de que se não fossem os erros,você não iria falar nada...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Matt Shadows
Habitante da Tribo da Água
Habitante da Tribo da Água


Sexo : Masculino
Virgem Cachorro
Número de Mensagens : 562
Idade : 22
Karma Karma : 4
Moedas de Ouro 295
Data de inscrição : 14/01/2010

Ficha Do Dobrador
Profissão: Waterbender
Nação Atual: Tribo da Água
Arma: Besta

MensagemAssunto: Re: Gakkou No Kaidan[Histórias de Fantasmas]   Dom 06 Fev 2011, 9:45 am

Malz a impressão, mas é que visão crítica deve ser a primeira coisa a ser comentada xD

A fic tá boa sim, mas é melhor você seguir um pouco menos o anime, tipo, fazer o Hajime tentar não se interessar por calcinha, o Reo ter um momento de coragem finalmente, e a calcinha da Satsuki não precisa ser sempre da mesma cor que do anime xD

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Oda Nobunaga
Novato
Novato


Sexo : Masculino
Virgem Galo
Número de Mensagens : 101
Idade : 23
Karma Karma : 0
Moedas de Ouro 40
Data de inscrição : 23/01/2011

Ficha Do Dobrador
Profissão:
Nação Atual:
Arma:

MensagemAssunto: Re: Gakkou No Kaidan[Histórias de Fantasmas]   Dom 06 Fev 2011, 8:56 pm

Matt Shadows escreveu:
Malz a impressão, mas é que visão crítica deve ser a primeira coisa a ser comentada xD

A fic tá boa sim, mas é melhor você seguir um pouco menos o anime, tipo, fazer o Hajime tentar não se interessar por calcinha, o Reo ter um momento de coragem finalmente, e a calcinha da Satsuki não precisa ser sempre da mesma cor que do anime xD


Obrigado,agora gostei desse coméntário! XD

Vou tentar mudar esses detalhes das personalidades deles!

Segui tanto que se você ver o primeiro episódio de novo,vai notar que atés as frases foram parodiada!


O capitulo tem 3000 palavras,deve fazer as próximas com menos palavras?

Alguma sugestão sobre Momoko,Keiichiro e outras coisas?


Edit:


Capitulo 2- A mão pervertida e nojenta que sai do toalete! - Akagami Aogami, o fantasma trapaceiro que acha qualquer motivo para pegar e matar alguém!


Um bando de desocupados sem noção que não ligam para a natureza estava destruindo um bosque para construir um trilho para trens balas ilegal podendo assim traficar açúcar, dinheiros, vira-latas e afins para as escolas da região.

E aproveitaram para transformar um poço em uma fossa para um tipo de toalete pobre em forma de caixa, mais tarde...

Construtor: Droga! Fiquei com vontade de usar toalete só porque tem um?Nunca tive vontade quando não tinha banheiro por perto!Bem, vou usar-la!

E ele entrou, e iria fazer o serviço, mas ouviu uma voz dentro da privada...

Voz: Papel vermelho ou papel azul?

Construtor: Não precisa, tenho papel aqui... O.o

Voz: Vou repetir. Papel vermelho ou azul?! >:O

Construtor: Papel higiênico! : D

Voz: Ok, de cor vermelha ou azul?

Construtor: Não agüento mais, vou fazer!

Voz: Nããããão!

Construtor: Pensa bem antes de entrar em uma fossa!

Voz: Já chega, vai ser pego sem escolher!

Uma mãozona saiu do vaso e agarrou o cara que gritou por nojo!

Construtor: ECA!Uma mão saindo da privada e pegando na minha cara!NÃÃÃÃÃÃOOOO!

No outro dia, na casa dos Miyanoshitas.

Satsuki tinha feito a refeição e chamou seu irmão e seu pai.

Amanojaku: Hora da bóia!Peixe?Oba! : D

O Amanojaku tentou pular para a mesa, mas a Satsuki bateu nele com uma colher.

Satsuki: Você só vai comer a comida que era para ser de Kaya!

Amanojaku: Isso é ridículo, eu sou grande lord demônio Amanojaku!Mesmo que eu esteja preso nesse gato ridículo, eu deveria ser respeitado... Especialmente porque quando eu sair...

Satsuki: Eu também queria que você saísse da nossa preciosa Kaya, então se apresse logo!

Amanojaku: Então mate o gato!

Satsuki: Não posso!

Amanojaku: È só um gato!Você sente falta da sua mãe, mas não fica infeliz por lembrar-se dela enquanto olha para o gato que você pegou no funeral dela?

Satsuki: Mas... Você não entenderia!

Amanojaku: Então gosta tanto do gato que seria capaz de dá um beijo de carinho para ele?

Satsuki: Que?

Amanojaku: Vem para mim então!

Amanojaku tentou pular na mesa para fingir que depois iria pular em Satsuki, mas na verdade queria pegar um peixe e a Satsuki pegou justo o peixe “alvo” e tentou se defender contra o gato safado!

Além de ter estragado o peixe ao tocar-lo no gato, Satsuki deixou escapar o peixe que caiu no pote de leite do gato. E Keiichiro e Reiichiro apareceram.

Satsuki: Pai, eu sem querer estraguei o seu peixe porque deixei cair no pote de leite e ainda por cima bati no gato com ele... Sinto muito. U.U’

Reiichiro: Não faz mal, eu como ainda assim e já que o gato parece gostar do peixe, eu vou dividir com ele!Very Happy

Satsuki: o_o...

Amanojaku: Miau! =:]

Depois,quando Satsuki e Keiichiro foram para a escola,o gato possuído e maníaco seguiu eles.

Satsuki: Deixe agente em paz, seu psicopata!

Amanojaku: Ora, se eu estava na escola velha, porque eu não posso ir lá de novo?

Keiichiro: Bem...

Satsuki: Foi indo lá que você ficou preso e depois foi preso novamente nesse corpo, cabeçudo. ¬¬’’

Amanojaku: >:O


E Satsuki continuou andar e então Amanojaku fez com que ela tropeçasse com uma lata e ela tombou de cara.

Amanojaku: Meu nome é lord demônio Amanojaku-sama, poder ser só Amanojaku, mas nunca cabeçudo!

E de repente viram que tinha duas pessoas observando eles.

Reo: Nossa, é mesmo o grande demônio-fantasma Amanojaku!

Hajime: Você estava quase desmaiando quando viu ele!

Satsuki: O que vocês estavam olhando?

Reo: Como grande pesquisador espiritual tem que investigar seres espirituais!

Hajime: Na Wikipédia não vale.

Keiichiro: Bom, vocês sabem como tirar Jaku dentro de Kaya?

Reo: Bom...

Hajime: Mas descobri algo interessante... Vi que a Satsuki está usando calcinha rosa! Very Happy
Satsuki deu um soco tão forte na cara que fez ele cair no chão.

Hajime: Ei Jaku faz mais situações como essa com ela para eu pode ter chance de ver as calcinhas dela e juro que dou um jeito de você sair de Kaya logo! Smile

Satsuki pulou em cima de Hajime com força para dá uma lição nele.

Amanojaku: Vocês são tolos... U.U’’

Depois Satsuki chegou à escola e se apresentou para a classe e então Hajime caçoou dela e fez à classe rir, Satsuki tentou bater nele de novo, mas acertou acidentalmente na metade dos colegas e só não levou nenhuma bronca porque o professor Sakata era medroso. Depois, no intervalo, Satsuki foi fofocar com a Momoko.

Satsuki: ...O pior que aquele outro retardado, o Amanojaku, está no corpo de Kaya.

Momoko: Porque não descobre como solucionar o problema com o diário?

Satsuki: Porque não pensei nisso?O_O

Depois elas foram ler o diário, escondidas, embora o gato pervertido estivesse observando elas.

Momoko: Puxa, Kayako-san era uma caçadora de fantasma nata! : O

Satsuki: Eu nem fazia idéia, aqui está: ”Não destrua as árvores e outras coisas perto da escola, além de que elas terem sentimentos, os fantasmas presos nelas poderão se libertar. Mas se você fizer um Reimin apressado ou de barriga cheia, o fantasma poderá entrar em um humano ou animal! Como preucação, arranje um lugar limpo e decente antecipadamente... Se quebrar essa regra, todos os fantasmas irão se libertar e se divertir adoidados e terá que capturar todos eles novamente para que o possuído volte ao normal!”
Momoko: Todo o local está em obras, então todos os fantasmas do diário irão se libertar! Smile

Satsuki: O seu sorriso ainda me mata... ¬¬

Amanojaku: =:S

No banheiro...

Hajime: Porque ela me socou?

Reo: Porque você é um pervertido. Você só fala,respira,cheira,pensa,sente sobre calcinha!

Hajime: E daí?!È preconceito contra quem gosta de calcinha!Ops quero ir ao banheiro de novo! D:

E ele entrou no toalete, mas quase caiu dentro do buraco e quando se segurou para não cair, um jato de água disparou contra ele fazendo bater no teto e quase ao mesmo tempo, todas as torneiras, privadas, bebedouros e pias começaram a atirar muita água!A água dos banheiros dos andares de cima fez com que formasse cachoeiras pelas escadas.

Satsuki: Mas o que é isso afinal?Parque aquático?

Momoko: Legal! Very Happy

Depois, na sala de aula...

Professor Sakata: Muito bem, todos os objetos hidráulicos estão quebrados, por isso se quiserem usar água, vão ter que ir à escola velha.

Aluno 1: Mas talvez tenham que usar o banheiro,dizem que a Hanako aparece lá!

Aluno 2: Que medo!Nem vou precisar usar o vaso, só de vê-la, terei feito a necessidade!

Aluna 1: Nós,garotas,é que estamos ferradas... Hanako só aparece no banheiro feminino! D:

Sakata: Relaxem os fantasmas não existem. Agora alguém que ir comigo?

Todos: ...

Sakata: Ok. T.T


E ele saiu.

Satsuki: Hanako existe! Agente viu! : O

Reo: Na verdade, só eu e Hajime é que vimos mesmo.

Hajime: Não importa, quem me fez ficar fedendo aqui vai se arrepender! D:<

E então Amanojaku estava desocupado por ai e viu o Sakata entrar na escola velha ficando fora de vista do gato psicopata.
Então o Sakata foi até o toalete.

Sakata: Aqui dá medo, mas é melhor do que ficar apertado na mesma sala com aquela menina nova nervosa e psicótica!

Voz: Papel vermelho o azul e ai se falar papel higiênico porque não estou com paciência!

Sakata: Quem é?Não me diga que é a Miyanoshita!Por favor,não me machuque! D:

Voz: ...Dane-se.

E uma mãozona fedida saiu da privada e o pegou e puxou para dentro enquanto o Sakata gritava por puro nojo.

Meia hora depois, o pessoal da classe estava conversando na boa.

Diretor: Mas o que é isso?Não vão estudar? E cadê o senhor Sakata?

Aluna 2: Achamos que ele foi pego pela Hanako-san quando ele foi ao banheiro da escola velha,mas na verdade agente está preocupado porque estamos segurando a bexiga porque não queremos sumir que nem ele!

Diretor: Ok. Eu vou dá uma bronca naquele medroso, que deve ter fugido só de olhar para aquela escola, quando eu encotra-lo... E não sei quem é essa Hanako, mas acho que ela vai receber suspensão!Estude por conta própria, isso vocês não pensam né?! D:<

Satsuki estava preocupada porque quando ela ficasse apertada, ela teria que ir para lá, era melhor então resolver o problema de vez e ela saiu da classe e olhou para a janela que estranhamente dava vista para a escola velha... E viu o gato em uma árvore possuído e psicótico olhando para ela.

Amanojaku: Parece que seu segundo dia de aula foi atrapalhado pela fantasma camarada do banheiro que pegou o seu professor... Embora talvez você nem ligue para ele, mas quem será a próxima vítima?
E de repente Keiichiro apareceu apertado no corredor.

Keiichiro: Onee-chan, mim está apertado!
Satsuki: Droga, agora ficou difícil de eu segurar graças a vocês, vou ter que deter a fantasma do banheiro!E você Keiichiro, vai trocar de roupa!

Keiichiro: Coitadinho de mim...

Satsuki: Não se preocupe, depois de eu prender o fantasma, você pode usa o toalete na escola velha.

Keiichiro: Como se isso fosse bem melhor!Pode ter outros fantasmas lá na escola!¬¬

Satsuki: ...

Amanojaku: =:]

E então a Satsuki levou os outros dois garotos para frente da escola velha.

Satsuki: O fantasma ta dando problema para mim... Quer dizer, para todo mundo!Preciso capturá-lo também,assim como os outros fantasmas, para tirar o Amanojaku na minha preciosa Kaya!Vamos!

Reo: Que?

Hajime: E você se considera pesquisador espiritual!Tchau cara de polvo!

Hajime saiu correndo atrás de Satsuki que já estava entrando na escola velha.

Reo tentou segui-lo, mas foi pego pelo diretor.

Diretor: Então você estava tentando matar aula aqui fora! A aula já vai começar porque já chamei um professor substituto!

Reo: ...T.T

E então Satsuki e Hajime foram procurar o banheiro da escola velha.

Hajime: Satsuki, eu tenho que contar uma coisa...

Satsuki: O que? :O

Hajime: Bom, se eu acabar soltando a água do joelho nas calçar por não conseguir segurar mais, você não conta para ninguém né?

Satsuki: O.O

Hajime: Sabe come é, né?Bebi muito suco e... Satsuki?

Satsuki já estava irritada e indo embora, Hajime tentou segui-la.Mas ele passou no meio de outro corredor que dividia onde ele já estava e ele viu o boneco de anatomia competindo corrida contra o motoqueiro fantasma sem cabeça,Hajime se desviou do motoqueiro,mas ele foi atropelado pelo boneco possuído que se quebrou nele!

Satsuki: Hajime... Você está bem?

Hajime: Ótimo. T.T

E eles finalmente acharam o banheiro feminino onde era o ponto de localização de Hanako.

E a Satsuki foi à frente ao um lote que se abriu e então apareceu a Momoko!

Satsuki: Momoko-chan!Quer me matar de susto?!O que faz aqui?
Momoko: Eu estava apertada e tive uma sensação estranha em relação ao lugar. Very Happy

Satsuki: E simplesmente foi usar o toalete da de uma escola assombrada... ¬¬’’

Momoko: Sim. Smile

Satsuki: U.U’’

Hajime: Estamos procurando a Hanako-san porque estamos apertados e não queremos que ela nós incomode.

Momoko: Para vê-la, só temos que chamá-la, né?Hanako-san! Very Happy

Hanako: Ola. Smile

E eles tomaram tanto susto que foram para o quarto lote se esconderem.

Hanako: Vocês... Não deveriam... Entrar ai.

Hajime: Agora você nós avisa?E porque fala desse jeito curto e lento...

Hanako: Fantasma... Que diz muito... Banaliza-se. Bye.Smile

E ela sumiu.

Hajime: Impressão minha ou ela não tinha nariz?

Uma voz saiu da privada.
Voz: Papel vermelho ou azul... Espere, essa de cabelo roxo é bonita, já vou ficar com ela só para mim! Very Happy

E uma mãozona puxou a Momoko.

Momoko: Socorro, fantasma pervertido!

Satsuki: Momoko-chan!

Satsuki e Hajime puxaram Momoko para fora e Satsuki caiu com a Momoko para longe da privada, mas Hajime ficou muito perto.

Voz: Mas que chato... Vou então descontar no garoto e amassá-lo!

E então ele pegou Hajime e Satsuki tentou puxá-lo, mas não conseguiu.

Voz: Pensam que eu sou bobo?

Satsuki: O que vamos fazer?

E Amanojaku apareceu.

Amanojaku: Esse é o Akagami Aogami!

Satsuki: Não é a Hanako?
Amanojaku: Se vira.

Momoko: Veja o diário!

Satsuki demorou um pouco, mas conseguiu achar informação sobre ele.

Satsuki: “Akagami Aogami é um fantasma em forma de mão fedida que aparece no banheiro e pergunta se você quer papel vermelho ou azul.”

Hajime: Qual eu devo escolher?! D:

Satsuki: “Se você escolher ‘vermelho’, ele vai esparramar seu sangue pelo banheiro até ficar tudo vermelho, se escolher o ‘azul’, ele vai te apertar e bater em todo lugar até ficar azul e mole como água viva”

Momoko: Todas as opções são ruins!

Hajime: Já sei!Quero papel rosa!

Voz (Akagami Aogami): Rosa...?

Hajime: Isso, rosa!Na verdade eu queria laranja, mas ai eu lembrei do que a Satsuki estava vestida por baixo e...

Amanojaku: Idiota...Se escolher qualquer outra cor e pior ainda,pedir rosa e ainda por cima depois sugerir outra cor que ainda por cima não é vermelho ou azul...Uma coisa muito pior irá acontecer!

Akagami Aogami: Pensa que sou trouxa?

E então a privada e o chão em volta dela se quebrou e a mão começou a puxar Hajime para dentro de um túnel de plasma colorido. E quando as meninas viram, Hajime estava segurando por um cano.

Amanojaku: Ferrou para você, playboy que ama calcinhas. Vamos te ver algum dia lá no quintos dos infernos... Ou nunca!

Momoko: O diário, Satsuki-chan!

Satsuki: Aqui está: “[8 de Novembro]O pervertido do Akagami Aogami queria que eu fosse morar com ele e como eu não queria viver para o resto da minha vida no esgoto com uma mão pervertida e fedida...Desenhei o símbolo do templo Shinto em uma garrafa com água pura e respondi ‘Estou com diarréia e estou usando o banheiro dando descarga ao mesmo tempo!’ e então o fantasma entrou em Reimin por puro nojo como se ele não fosse fedido e ficasse dentro da privada o tempo todo!”

Momoko: Aqui tem uma garrafa com água!
Satsuki pegou a garrafa que Momoko tinha achado e desenhou o símbolo...

Satsuki: Mas acho que água não é pura!

A mão começou a puxar Hajime com mais e mais força!

Hajime: Adeus mundo cruel!

Satsuki: Hajime-chan!

E ela chorou na garrafa e o símbolo desenhado nela começou a brilha!

Satsuki: Mas o que...

Momoko: È o amor!Recite o feitiço Satsuki! Very Happy

Amanojaku: È o amor... Que estraga o meu dia. ¬¬’’

Satsuki: Estou com diarréia e estou usando o banheiro dando descarga ao mesmo tempo!Estou com diarréia e estou usando o banheiro dando descarga ao mesmo tempo!

Akagami Aogami: Que noooooojooooo!Preciso me banhar com água pura!

E tudo voltou a ser reconstruir e a mão fedida foi para garrafa e foi selada com a folha da garrafa que estava com o simbolo.

E a privada espirrou Hajime para fora que caiu em cima das meninas.

Momoko e Satsuki: Hajime-san!

Hajime: Estou bem!

Momoko: Então Hanako só queria ajuda!Coitada! D:

Hajime: Bom, vamos sair desse lugar!

Satsuki: Acho que estamos esquecendo algo...

E eles foram embora sem ver que o professor foi jogado para a fora do vaso todo fedido e desmaiado.

Quando eles saíram, viram Reo e Keiichiro.

Keiichiro: Onni-chan, você demorou tanto que eu fui tirar água do joelho numa moita e diretor me pegou depois desse cara de polvo e agora tenho um aviso para entregar ao papai...: (

Satsuki: Come é?!

E ela foi correr atrás do irmão começou a fugir, em círculos, da irmã mais velha!Mas o gato maníaco chamou atenção deles.

Amanojaku: Ei,vocês ai cabeções,terão que enfrentar coisas bem piores! =:]

Satsuki: Mas se você quer sair do corpo de Kaya, terá que nós ajudar a prender os fantasmas!

Amanojaku: O que?Bem, cale a boca!

E ele foi embora...

Momoko: Ele é mesmo o Amanojaku, mas deve ter sentimentos por dentro...Sad

Keiichiro: Também acho!

Os outros: ¬¬

Fim do capitulo 2.Continua...

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Matt Shadows
Habitante da Tribo da Água
Habitante da Tribo da Água


Sexo : Masculino
Virgem Cachorro
Número de Mensagens : 562
Idade : 22
Karma Karma : 4
Moedas de Ouro 295
Data de inscrição : 14/01/2010

Ficha Do Dobrador
Profissão: Waterbender
Nação Atual: Tribo da Água
Arma: Besta

MensagemAssunto: Re: Gakkou No Kaidan[Histórias de Fantasmas]   Sex 11 Fev 2011, 8:58 pm

...Tenso...bom, a fic tá boa, mas continua com um dos mesmos erros, tá seguindo demais o anime e colocando menos comédia, tipo, a água pura continuou sendo a lágrima, o keiichiro apareceu com a cueca mais molhada que o oceano pacífico, o nerdão, digo, o reo, foi pego pelo diretor, e etc..., bom, desculpe mas não deu pra rir desse capítulo =/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Oda Nobunaga
Novato
Novato


Sexo : Masculino
Virgem Galo
Número de Mensagens : 101
Idade : 23
Karma Karma : 0
Moedas de Ouro 40
Data de inscrição : 23/01/2011

Ficha Do Dobrador
Profissão:
Nação Atual:
Arma:

MensagemAssunto: Re: Gakkou No Kaidan[Histórias de Fantasmas]   Sex 11 Fev 2011, 9:12 pm

Matt Shadows escreveu:
...Tenso...bom, a fic tá boa, mas continua com um dos mesmos erros, tá seguindo demais o anime e colocando menos comédia, tipo, a água pura continuou sendo a lágrima, o keiichiro apareceu com a cueca mais molhada que o oceano pacífico, o nerdão, digo, o reo, foi pego pelo diretor, e etc..., bom, desculpe mas não deu pra rir desse capítulo =/

Mas não se preocupe,vou mudar as coisas bastantes!

EDIT: Bom,se tiver algo errado,me avise!


Capitulo 3: A maldição da grande festa de artes cafonas da escola

A grande festa de artes canfonas iria ocorrer no auditório da escola, mas após uma forte chuva, vários raios atingiram o lugar que acabou incendiado. E os alunos ficaram olhando para o estrago...

Satsuki: Se a festas forem canceladas, pelo menos eu não vou perder meu tempo levantando todos e tudo do cenário da peça... Smile

Keiichiro: Mas mim já perdi muito tempo fazendo os arranjos e trajes ontem à noite! T.T

Satsuki: Se você não tirasse água do joelho na moita, o diretor não iria dá esse trabalho como castigo em troca de sua ficha limpa na escola!E ainda por cima deixou para última hora...

Keiichiro já iria começar a chorar, mas...

Momoko: Mas Keiichiro, o que importa é que você fez o trabalho, não precisa se preocupar!

Reo: Pelo menos assim ninguém vai perceber que além de eu perder o serviço dos trajes e arranjos, eu não pude ter o papel principal!Como pesquisador espiritual talentoso, eu devo ser o personagem principal de uma peça que fale de fantasmas!Bem feito para o que iria ser o principal que não vai poder se apresentar por causa disso... Era o Keita, né?Hajime, porque você não me mandou calar a boca?

Hajime: Eu estava pensando... Eu estava falando com ele há pouco tempo e ele disse que queria que algo de ruim acontecesse com o auditório para não participar da peça por medo já que a peça fala de um papel principal que dizem que é amaldiçoado!Ele deve está se sentido culpado...

Keita: Legal!Meu desejo funcionou! Very Happy

Hajime: ... Ou não.

Aluna: Eu já sei o porque!

Era uma garota estranha de uniforme azul escuro e tinha cabelo preto. Ela disse tão alto que chamou atenção de todos.

Keita: Que o que?Do que está falando, Shinobu?

Shinobu: È óbvio. Ouvi você desejando o que acabou de acontecer naquela escada velha da montanha!

Reo: Lá vem a doida que quer propagar rituais e superstições baratas.

Shinobu: Mas é bom tentar!Vocês não têm sonhos?

Todos pensaram um pouco e muitos saíram correndo para a escada e o resto foi atrás para ver o que mais iria acontecer. Era um caos, um monte de gente fazia seu pedido menos nobre que o outro!

Aluno 1: Quero ser corajo...Não consigo,tenho medo de pedir!

Aluna 2: Quero arranjar um jeito de meu coelho Shirotabo voltar a vida!

Reo: Não acredito, são todos bandos de crentes!

Satsuki: Não sei porque agente não conta sobre os fantasmas da escola velha...

Momoko: Mas por um lado, eles poderiam ficar muitos preocupados!

Hajime: A Momoko-san está certa e sempre damos conta para proteger todos!
Momoko: Obrigada! Very Happy

Keiichiro: Onni-chan, eu posso pedir algo também? Very Happy

Satsuki: Depende...

Antes de mais alguma coisa, o diretor e os outros professores finalmente tinham alcançado os alunos. E Logo que o pessoal parou de pedir em frente a escadas, o diretor finalmente conseguiu chamar atenção.

Diretor: Já se alcamaram?Bom, quanto à grande festa, nós ainda podemos fazê-los no auditório da escola velha!Vocês ainda farão a peça da festa! Very Happy

Reo: Que chato! Agora todos vão descobrir minhas falhas...

Keita: Nunca!Vou pedir para que eu não participe!

Keita subiu rapidamente nas escadas para que o pedido fosse atendido com eficiência.

Keita: Quero que eu sofra um acidente para não ter que participar da peça como o principal!

Todos: O__O...

Reo: Porque não se joga ai da escada de uma vez?

Hajime: Pare de piorar as coisas!

Diretor: Senhor Kakinoki, é proibido, nessa escola, incitar os outros a se machucarem!Vai levar mais um aviso para os seus pais!

Reo: T.T...

Keita: Bom, vamos para o auditório de a escola velha fazer os ensaios. E vejam que apesar de eu não ir participar, caso o meu desejo se concretize, eu sei muito bem atuar!
Todos: ...

Garoto correndo: Se eu fosse você, eu iria aproveitar a oportunidade!

Ninguém deu atenção ao garoto, com exceção de Momoko que viu o garoto que estava de roupa branca e estava correndo para o outro lado.

No dia seguinte, no auditório velho da escola velha, depois de muito tempo arrumando tudo, os alunos foram fazer os ensaios. Keita era bem cafona na atuação, mas era o que seria necessário para a peça.

Prof. Sakata: Muito bem, pena que eu estou achando que vai acontecer algo ruim que vai fazer você não participar da peça.

Keita: Admita você está com medo que vai acontecer uma desgraça tão grande que além de me machucar, vai poder machucar você também!

Prof. Sakata: Acho que vou pedir para ser corajoso para aquela escada... T.T

Reo: Bom,talvez acontecerá uma desgraça...

E de repente uma bola de ferro gigante de máquinas usada para demolição surgiu atrás da cortina do palco e atingiu Keita!

A bola foi lançada tão forte, que a corrente se soltou e voou junto com Keita e então atravessaram a parede da frente do auditório, um pouco em cima da entrada. E os outros foram ver se ele estava bem. Mas ele estava esmagado pela bola.

Prof. Sakata: Que desgraça, o auditório velho também foi danificado, o diretor vai me matar!

Aluna 3: Será que ele morreu?

Aluno 2: Dizem que quem tem morte traumáticas,voltam para assombrar as pessoas!

Hajime: Bom, Satsuki, parece que você vai ter que fazer um diário que nem a sua mãe...

Reo: Deu certo, quer dizer, o desejo dele se realizou.

Keita: Me... Ajudem...T.T

E depois chegaram os responsáveis pela máquina da bola de ferro. Eram demolidores de lugares abandonados.

Satsuki: Pai?Então foi o seu grupo de demolidores que fizeram isso?

Reiichiro: Claro, você não iria querer demolir algum lugar da sua escola quando crescesse?Eu só não esperava testemunhas...

Satsuki: ...

Reiichiro: Estou brincando, mas algum professor com voz estranha ligou para nós e disse que queriam que demolíssemos o auditório da escola velha e pensei, porque não?Quanto mais rápido e mais coisas nós demolimos, mais nós ganhamos! Very Happy

Prof. Sakata: Mas o professor disse o nome dele?

Reiichiro: Não, mas pensando bem, talvez tenha sido alguém dando trote...

Reo: Quem será que teria feito um trote desses? : ]

Hajime: Você é doente... ¬¬

Reo: Mas eu não fiz nada!

Depois o grupo principal foi em frente à escada.

Hajime: Então tudo o que Keita desejou, acabou virando realidade... Não sei quanto aos desejos de outros porque eles estavam fazendo muita bagunça e não entendi mais nada!

Momoko: Se tudo o que é dito aqui vira mesmo realidade, qualquer pedido poderá ser aceito!

Reo: Bem esperado de você!

Hajime: Ela disse uma coisa óbvia, seu cabeçudo!Mas momoko-san tem razão!

Satsuki: Então vamos tentar!

Todos: Certo!

Momoko: Quero emagrecer até onde eu achar que está bom!

Satsuki: Eu quero mesada para os próximos 5 anos!

Hajime: Quero me sair bem em todos os testes!
Reo: Eu quero o papel principal da peça!

Todos: Que?!

Reo: Eu quero, porque a peça fala de fantasmas!E sou um grande pesquisador espiritual!

Voz: Que tolo.

E eles viram o Amanojaku na escada.

Amanojaku: Francamente, da forma de vida mais estúpida que existe você se destaca nela!

No dia seguinte.

Keiichiro: O Satakata-sei disse que era para eu levar o que preparei,já que os danos do auditório velho ainda permite que a festa aconteça...

Reo: Vejam isso, fui selecionado para o papel principal da peça!Meu desejo deu certo!

Satsuki: Mas tudo o que recebi como dinheiro foi 5000 yenes do meu pai para eu não delatar ele caso o diretor for processá-lo por ter caído no trote de ontem...

Momoko: E eu não emagreci, talvez porque já estou feliz do jeito que eu estou magra! Very Happy

Hajime: Bom, ainda faltam os meus testes... Pelo jeito, estou ferrado!

Momoko: Se você estudar, não terá problemas!

Reo: Então eu fui escolhido pelo meu talento!

Hajime: Mas o papel principal é sobre um cara que as garotas se apaixonam!

Reo: Como?Satsuki, Momoko, eu sou lindão?

Satsuki: Não.

Momoko: Desculpe-me, Reo, mas você não faz o meu tipo.

Reo: Okay, mas vou arrasar na apresentação!Um grande pesquisador espiritual tem que ser um bom ator em peças sobre fantasmas!

Depois, nas escadarias...

Momoko: Será que os pedidos só acontecem se tiver relacionados a grande festa?

Hajime: Se for, talvez eu deva me preocupar porque no roteiro, o personagem principal quebra todos os ossos morre e estranhamente isso já aconteceu com um cara que atuou nessa peça justo nessa cena! Por outro lado, Reo enche a nossa paciência!

Satsuki: Mas ele pediu que tivesse o papel principal e não que o que acontece nele fosse real!

Amanojaku: Pode até ser!

E eles não viram Amanojaku até que ele resolveu aparecer.

Amanojaku: Mas um fantasma, que deve está amaldiçoando essa escada, que fez com que aquele outro garoto estúpido se machucasse e ainda por cima fez com aquele auditório ridículo fosse destruído... Com certeza vai achar uma desculpa para ferrar o Reo. E seria bem melhor se mais coisas ruins acontecessem, afinal, eu me alimento do medo de vocês, humanos, e me sinto bem com isso!

Momoko: Vamos avisar o Reo, já que a família dele vão comer yakisoba!

Amanojaku: E o que isso tem a ver?

Satsuki: Bom, se não forem, vai ser um alívio!

Hajime: Vamos checar!

Amanojaku: U.U’...

Então eles foram para o apartamento.

Sra. Kakinoki: Que legal que vocês vieram nós visitar, nosso filho preparou o yakisoba!

Hajime: Reo sabe cozinhar? O_O

Sr.Kakinoki: Pior que não, o fizemos tentar cozinhar como castigo por ter recebido dois avisos logo no primeiro mês de aula!E é a 5º vez que ele tenta preparar.

E Reo saiu da cozinha, segurando uma panela de macarrão frito.

Reo: O que está havendo gente?Preparei macarrão frito, mas acabei com todo o molho de Yakisoba, então é só macarrão frito mesmo com legumes e carne...

Hajime: Que seja Reo, você tem que abandonar a peça!

Reo: Vocês estão com inveja, queriam o papel principal!

Satsuki: Bom, como posso querer, o papel tem que ser feito por um homen porque...O papel é de um homen!

Momoko: O mesmo vale para mim e, mas não sou da sua série e turma...

Reo: Sumam daqui!

Reo jogou o prato sobre eles que rapidamente saíram e fecharam a porta fazendo com o que o macarrão caísse e escorre se na porta.

Reo: Sou o master pesquisador espiritual, portanto devo fazer a peça sobre fantasmas!

Sr e Sra. Kakinoki: ...

No dia seguinte, no ensaio, Reo estava tentando de tudo para ser cafona.

Reo: E por causa da maldição, eu me denotarei dessa vida sem amor, então vou subir, subir, subir...

E ele foi sendo levantado até que finalizou...

Reo: E agora, eu cairei... E morrerei!E todos os seres vivos e os espíritos irão sumir da face da terra!

E a corda se arrebentou e Reo caiu no chão, porque o colchão não estava bem colocado!

Prof. Sakata: Hei você não caiu na hora certa!

Satsuki: Mas nós não o soltamos, foi a corda que se arrebentou!

E de repente um raio furou o teto quase atingindo o Reo e o prof. Sakata saiu correndo por ser covarde.

Reo: Isso é uma conspiração contra mim!

Hajime: Ou é culpa das escadas amaldiçoadas!

Reo: O que acabou de acontecer tem explicação!

Satsuki: Mas dois raios em lugares próximos?

Reo: Há certa possibilidade com certeza!

Aluna 4: Uma e um milhão?

Reo: O que você tem a ver com isso?

Aluna 4: Eu tive que levantar você com os outros dois...

Reo: Nem notei e estou pensando em não notar que esses dois invejosos!

E eles viram Amanojaku rindo na janela.

Satsuki: Então foi você! D:

Amanojaku: E se for, não estou nem ai! Very Happy
E o gato psicótico pulou para fora do auditório.

Aluna 4: O gato falou?

Hajime: E daí?Já tem coisas estranha acontecendo faz um tempo...

Reo: Então o gato louco era o culpado!Bom, vão ver se acha uma corda melhor e fiquem de olho nele!Amanhã, o talentoso pesquisador espiritual vai mostrar como se atua!

Hajime: Até quanto ele vai ficar convencido?

Satsuki: Mas agora sabemos o culpado disso tudo!

Os restos dos alunos que estavam ajudando nos figurinos não sabiam o que dizer...

No dia seguinte, começou a grande festa cafona. Satsuki e os outros prenderam Amanojaku dizendo que ele poderia se livrar do corpo se ele entrasse lá dentro, e o gato psicopata acreditou.

Amanojaku: Tirem-me daqui!Eu não fiz nada de errado!

Hajime: Entrar ai foi um erro.

Amanojaku: Cale a boca, toupeira!Hei,vi algum fantasma ali!

Satsuki: Pensa que vai nós enganar assim?

E Keiichiro chegou depois da peça dele.

Satsuki: A peça já vai começar Keiichiro, fica com essa coisa maluca!

Amanojaku: Vão se lamentar depois, toupeiras!

Momoko: Vamos!

Enquanto isso, Reo estava impaciente pela demora dos outros e foi atuar por conta própria apesar da falta de alguns arranjos!

Reo: Oh... Meu belo corpo parece está sangrando por todos os lugares!

E ele realmente sangrou pelos dedos, ouvidos e o nariz.

Reo: Meu corpo realmente está sangrando!

Sra. Kakinoki: Nossa Reo interpreta muito bem!

Logo Momoko, Satsuki e Hajime chegaram.

Aluna 5: Onde vocês estava?

Momoko: Ocupados. : )

Hajime viu o Reo sangrando e quase desmaiando,mas incapaz de fazer outra a não ser continuar a peça.

Hajime: Mas como?Nós não entregamos os arranjos... E não era para está sangrando desse jeito!

Satsuki: Mas nós prendemos Amanojaku!

Momoko: Se bem que ele falou de um fantasma naquela hora em que conversamos da última vez na frente da escada.

Satsuki: Certo, vou pegar o diário e perguntar qual é o fantasma para o Amanojaku!

E eles foram, mas no meio tempo.

Amanojaku: Keiichiro.

Keiichiro: Que?

Amanojaku: Tire-me daqui,por favor.

Keiichiro: Ok. Very Happy

Ele fez tão rápido que mal pôde pensar uma vez pelo menos e o Amanojaku escapou.

Keiichiro: Eu sou uma toupeira! T.T

Logo Satsuki e os outros chegaram.

Satsuki: Keiichiro, você soltou ele e agora não saberemos qual é o fantasma que quer matar o Reo!

E de repente Momoko abraçou o Keiichiro.

Momoko (possuída): Está tudo bem agora!Quer dizer, quase tudo... Satsuki olhe o diário.

O diário se abriu sozinho e mostrou um fantasma, mas não se perguntou o que estava acontecendo, mas a verdade era que sua mãe, Kayako, estava possuindo a Momoko porque afinal sua filha não iria conseguir se virar sozinha... E então Satsuki pegou o diário e leu.

Satsuki: “[12 de Novembro] Recitando um ritual que não era barato e usando um talismã que era caro, e coloquei o Kutabe em Reimin em uma estátua numa estátua de Jizô que parece com a estátua que fica na frente da escola, ultimamente a originalidade das esculturas tem caído... Quanto ao fantasma, ele ficava na escada da montanha, no quarto degrau, era um fantasma terrível que fez com que eu saísse com um montes de garotos pervertidos sem eu perceber porque eles tinham feitos os pedidos nela! Vê se pode, será que existe um fantasma que não tenha mente poluída? “

Momoko (possuída): Não precisava ler tanto... Mas é esse o fantasma, não é?

Hajime: Sim!Para as escadarias!

Satsuki: Agora eu entendi, por isso que nossos desejos não foram realizados!Não desejamos coisas no quarto degrau, mas então... Reo é talentoso?

Hajime: Vamos!

Hajime puxou as garotas e o Keiichiro, mas quando chegaram, a escada estava sendo destruída!E viram um motorista de caminhão levando os pedaços.


Satsuki: Mas o que é isso?
Motorista: Estamos destruindo a escada para construir um canal secreto ilegal para jogar açúcar, dinheiro e vira-latas para vocês fazerem o trabalho sujo graças alguns professores corruptos que vocês têm...

Hajime: Nem precisa ser corrupto!Talvez o Prof. Sakata esteja por trás disso porque ele viu o Keita pedir tudo aquilo e se ferrar, portanto ele deve ter querido se livrar dessa escada doida!

Motorista: Não entendi nada, mas pode ser, tchau!

E ele foi embora.

Momoko (Kayako:): No meu tempo, as coisas eram menos sujas...

Hajime: Que?

Momoko (voltando ao normal): Como, eu estava falando alguma coisa?

Satsuki: Esquece, temos que fazer alguma coisa!Keiichiro, o que você está fazendo nos destroços?

Keiichiro: Aqui está o Ojizô-san que parece com o filósofo na frente da escola velha!E tem um selo estranho, talvez minha mãe tenha usado ele!

Hajime: Mas a cabeça dele está decapitada!Talvez por isso o Kutabe se libertasse!Mas quem foi o idiota que quebrou a cabeça?

Não muito longe dali, o motoqueiro sem cabeça atropelava os manequins em uma loja e cortava a cabeça deles.

Satsuki: Você tem cola, Hajime?
Hajime: Porque tudo eu?Talvez você mesma ache uma cola por ai...

Momoko: Não se preocupe, eu achei uma super-cola aqui atrás de você, Satsuki. Mas Hajime parece que tem o seu nome nela... Acho que é sua. : )

Satsuki: Ainda bem que você não perdeu em um lugar difícil, Hajime-san, espere um pouco... A super-cola estava atrás de mim e você me pediu para procurar...Seu pervertido!Eu entendi o que você quis fazer e ver!

E ela deu um soco na cara dele!

Momoko: Calma, pessoal, temos que se concentrar em ajudar Reo!

E eles ouviram risadas e era o Amanojaku.

Amanojaku: Que problema, logo que aprenderam a prender o egocêntrico do Kutabe, não tem como saberem o que pode substituir a miserável da escada... Nem saberem onde ele está.

Satsuki: Amanojaku!Nós ajude!

Amanojaku: Não me importo com o que acontece com vocês, humanos.

Hajime: Mas se deixar cada um de nós morrermos, nós poderemos virar fantasmas e ai você vai ligar pelo fato de você nós deixar na mão?

Amanojaku: Entendam uma coisa. Tem cinco classes nos meus conceitos. Primeiro: Eu, o grande Amanojaku. Segundo: Fantasmas poderosos e que tem o meu estilo. Terceiro: Fantasma de humanos e fantasmas de essências como eu que ficam me desafiando também se encaixam nessa categoria. Quarto: Os humanos. Quinto e o mais baixo: O idiota com cara de polvo que se diz pesquisador espiritual, mas fica se arriscando no que não deveria.

Momoko (Kayako): Amanojaku, não esta nada bem com você, tem um trecho que diz “E todos os seres vivos e os espíritos irão sumir da face da terra!” e tudo que aquele garoto tiver que fazer e disser na peça será realizado!

Amanojaku: Como?Tem um trecho como esse?

Momoko (Kayako): Sim, quer dizer que seus dias de fanfarronices vão acabar para sempre!Se realmente sabe de alguma coisa!Fale logo, antes que seja tarde demais!

Amanojaku: Mas você deve está mentindo para me convencer!E depois quem garante que eu sei sobre todos os fantasmas que existem pela região?

Momoko (Kayako): Então você vai ter que promover uma certa fantasma de humana para a segunda classe do seu conceito!

Satsuki, Hajime e Keiichiro: ...

“Momoko” fez com que o gato se erguesse do muro onde ele estava e jogou ele no chão e começou a girá-lo no ar.

Momoko (Kayako): Agora entendo porque os fantasmas adoram usar os próprios poderes, diga logo Amanojaku!Por favor!Se não você poderá vomitar bolas de pelos antes de sumir!

Amanojaku: Só porque estou num corpo de gato, não quer dizer vou agir como um!

Dois minutos depois...

Amanojaku: Mas será que vocês não pensam?Se aquela escada poderia ser utilizada, então arranje outra!E pare de me girar!

Satsuki: Podemos usar aquela que estás sendo usada no palco!

Keiichiro: Isso parece óbvio...

Momoko (Kayako): Na verdade é, mas preciso fazer com que ele vire um ser melhor!

E Momoko desmaiou e os outros, menos Keiichiro e Amanojaku que se chocou contra o muro, foram salvar Reo. Logo Momoko acordou.

Keiichiro: Momoko-nee-chan, você falou que nem a mamãe agora mesmo! Very Happy

Momoko: Eu também me imaginei conversando com a Kayako agora mesmo! Very Happy

Amanojaku: E acho estranho o fato de vocês acharem isso normal, e preciso de um descanso agora mesmo! D:

E Satsuki e Hajime,quando chegaram,viram que o Kutabe estava atrás de Reo(todo molhado de sangue,suor e lágrimas) e estava brilhando fortemente, mas a platéia achava que eram apenas efeitos especiais!Momoko e Keiichiro chegaram logo e eles se vestiram com panos para não chamarem atenção como intrusos!

Hajime colocou o Ojizô-sama no quarto degrau e eles se preparam para dizer o feitiço.

Todos os quatros: “Kutabe, pare com suas fanfarronices e deixe outros fazerem a deles e se manda”, “Kutabe, pare com suas fanfarronices e deixe outros fazerem a deles e se manda”, “Kutabe, pare com suas fanfarronices e deixe outros fazerem a deles e se manda”!

Reo: Tempestades do mundo mandem ver raios que me partam!

Mas na hora da última frase, Kutabe foi tragado para dentro da estátua!E apenas um raio atingiu o auditório velho e ele caiu no chão e os outros se viraram,podendo ser vistos pela platéia.

Hajime: Se ele morreu, tem o lado bom das coisas... Não vamos ter que ouvir ele de novo!

E Reo começou a se mexer e se levantou!

Reo: Estou vivo!Vivo!Superei a maldição, sou o maior!

Todos: Ah...

Anônimo: Estava mais interessante ele morto... Gosto de história triste sabe?

Sr. Kakinoki: Mas adorei a interpretação, essa coisa com cara de polvo é meu filho!

Sr.Kakinoki: E eu sou a mãe do garoto!

Sra. Ayoama: E o garoto mais velho com esse pano idiota é meu filho, mas ele nem iria aparecer na peça e então está atrapalhando!Vou dá uma bronca nele quando ele descer daí!Ou então o diretor vai matá-lo...

Sr. Ayoama: Eu sou o pai do mesmo garoto, mas eu fui esperto e me divorciei da mãe dele faz um tempo e então não me perguntem nada sobre ela que eu não vou saber responder!

Hajime: Que vergonha...

Satsuki: Se pelo menos você se escondesse direito, sua mãe não iria te descobrir!

E justo a Sra. Koigakubo resolveu falar com o pai de Satsuki.

Sra.Koigakubo: E você?Parece que seu cônjuge não está... Ela está uma reunião como o meu?
Reiichiro: Bom, ela se foi... E a menina e o garoto mais novos são meus filhos!

Sra. Koigakubo: E a mais velha é a minha, mas isso não importa... E qual é sua com esse sorriso que você ficou fazendo a maior parte do tempo e segurando um retrato da família para convencer a todos que é um viúvo?Se você teve culpa proposital na morte dela, posso te defender com o meu trabalho de advocacia, mas vai sair caro!

Reiichiro: Eu não matei minha esposa! O__O

Sra.Koigakubo: Esse é o espírito da coisa!

E felizmente a cortina já tinha se baixado e o pessoal não pôde mais ouvir as asneiras(com exceção de Reiichiro) dos pais (os últimos falaram baixo, mas eles estavam bem pertos a ponto de eles ouvirem.)

Prof. Sakata: Belo improviso!

Reo: Eu sei, fiz tudo sozinho!

Hajime: Não acredito!

Satsuki: Ele nem sabe o que passamos!

Momoko: Fala sério!

Prof. Sakata: Hora do cumprimento dos atores!

E então todos se uniram e iriam fazer o cumprimentou, mas quando a cortina se levantou... Momoko viu a sua mãe falando com o pai de Satsuki e na hora que se perguntou qual assunto eles teriam chegados, ela teve mais uma possesão.
Momoko (Kayako): Você pare de dá em cima nele! E você, Reiichiro fique longe dessa mulher!

E ela pulou do palco para cima do Reiichiro que fez com que ele caísse longe Sra. Koigakubo.

Momoko (Kayako): Eu sempre te amei Reiichiro-san!Pelo menos faça sua parte enquanto viver!

Todos do auditório: O_____O’

Sra.Koigakubo: Não sei o que você faz com minha filha, mas posso te proteger no tribunal porque dinheiro é tudo!

“Momoko” girou a cabeça para ela.

Momoko (Kayako): Então você não merece cuidar da Momoko-san! D:<

Sra.Koigakubo: ...

Momoko (normal): Mas o que aconteceu?Eu estraguei algo?

Keiichiro: Onni-chan, isso é o que as pessoas dizem que é TPM?

Satsuki: Acho que sim...

Hajime: Mas é mensal, só a Satsuki parece ter quase o tempo todo, por que será?

Satsuki simplesmente deu um soco nele.E todos tiveram que dá explicação para a bagunça.

Continua...

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Matt Shadows
Habitante da Tribo da Água
Habitante da Tribo da Água


Sexo : Masculino
Virgem Cachorro
Número de Mensagens : 562
Idade : 22
Karma Karma : 4
Moedas de Ouro 295
Data de inscrição : 14/01/2010

Ficha Do Dobrador
Profissão: Waterbender
Nação Atual: Tribo da Água
Arma: Besta

MensagemAssunto: Re: Gakkou No Kaidan[Histórias de Fantasmas]   Dom 13 Fev 2011, 2:49 pm

"E de repente uma bola de ferro gigante de máquinas usada para demolição surgiu atrás da cortina do palco e atingiu Keita!"

*Cutucando o cadáver* Esse aqui mohel xD

Tenso...a Kayako teve uma manifestação mutcho da loca...mas, eu entendi errado ou a "Momoko" girou a cabeça em 360 graus? Tenso isso...

Quero ver como vai ser o cap da Babasare \o/ Continue assim Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Oda Nobunaga
Novato
Novato


Sexo : Masculino
Virgem Galo
Número de Mensagens : 101
Idade : 23
Karma Karma : 0
Moedas de Ouro 40
Data de inscrição : 23/01/2011

Ficha Do Dobrador
Profissão:
Nação Atual:
Arma:

MensagemAssunto: Re: Gakkou No Kaidan[Histórias de Fantasmas]   Dom 13 Fev 2011, 3:38 pm

Matt Shadows escreveu:
"E de repente uma bola de ferro gigante de máquinas usada para demolição surgiu atrás da cortina do palco e atingiu Keita!"

*Cutucando o cadáver* Esse aqui mohel xD

Tenso...a Kayako teve uma manifestação mutcho da loca...mas, eu entendi errado ou a "Momoko" girou a cabeça em 360 graus? Tenso isso...

Quero ver como vai ser o cap da Babasare \o/ Continue assim Wink


Dessa vez eu mexi bem nas coisas! XD

"Momoko" girou a cabeça só em 180º graus para poder falar com a mãe de Momoko que estava atrás,porque se fosse uma volta completa,ela estaria vendo Reiichiro de novo.

Ainda vou tentar fazer o capitulo 4 hoje,o Babasare ainda vai demorar mais um pouco,talvez na próxima semana e ainda não bolei idéias novas para esse episódio....



EDIT:

Capitulo 4: A vingança do músico clássico –Réquiens que matam!
Era mais um dia que parecia ser ter chance de ser normal, mas sempre há circunstâncias que fazem algum fantasma pirar...

Mais uma aula monótona tinha acabado e Hajime já queria se divertir logo e tirou de sua mochila, uma câmera e um pequeno ventilador móvel da mochila e uma câmera.

E colocou rapidamente embaixo de Satsuki e ligou, fazendo levantar a saia dela e Hajime começou a filmar.

Satsuki: Mas o que é isso?!

Hajime: Espere ai mais um 5 segundos, se o vídeo for muito curto não vou poder converter para vídeo no computador, já que a câmera é meio velha...

Mas Satsuki abaixou a saia rapidamente para o pervertido de o Hajime parar de ver.

Hajime: Da próxima vez, evite calcinha larga demais.

Satsuki: Isso foi muito errado, Hajime-san! D:<

Hajime: Calma, não vou colocar isso na internet, também não sou maníaco!

Satsuki: Deixe-me apagar isso!

Hajime: Como se você soubesse! Very Happy

E ele fugiu dela e a perseguição acabou indo parar nos corredores e forma para a direção onde estava à professora de música cafona, a Okabe.

Okabe: Parem em nome da autoridade da escola!

Hajime e Satsuki estavam correndo tão rápido que trombaram nela.

Okabe: È para evitar esse tipo de coisa que agente pede para não correrem nos corredores!

Hajime: Mas professora, se aqui é um corredor, então deveríamos correr nele!

Okabe: ...Que seja você que estava seguindo ele, Miyanoshita, não pode resolver as coisas com perseguições porque aqui não é um desenho animado e sim, uma escola e afinal, porque estava perseguindo ele?

Satsuki: Ele ficou filmando a minha calcinha!Mostre a ela, Hajime, a sua flagra indecente... Hajime?

Ela tinha percebido que Hajime aparentemente tinha pulado da janela porque era melhor para ele fugir do que levar um aviso e ter a câmera apreendida!

Okabe: Mas aonde ele foi?Que seja, aproveite e me ajude em carregar algumas caixas, se não quiser a sua ficha suja!

Satsuki: Hajime é mesmo um safado! T.T

E então Okabe e Satsuki foram levar caixas para dentro da escola velha, quando chegaram à entrada...

Okabe: Eu achei algumas coisas que agente não vai mais precisar na escola e, portanto eu vou por esse lixo nesse depósito de lixos!
Satsuki: È costume jogarem lixos aqui?

Okabe: Bom, se não pudéssemos utilizar-la mais nós não deixaríamos essa escola velha apodrecer aqui... Mas muitos professores não jogam nada aqui porque tem medo de fantasmas, você acredita nisso?

Satsuki: Você não?

Okabe: Certos tipos de indivíduos não precisam ter medo de fantasmas, é até familiar... : ]

Satsuki: Como assim?

Okabe: Nada!Mas o que é aquilo?

Dois alunos estavam espancando uma mochila com uma caricatura desenhada, que era muito parecido com a Okabe.

Okabe: Vai por as caixas na sala de música velha antes de mim, que tenho umas coisas para resolver!
E então a Satsuki se preparou para entrar lá e a Okabe alcançou os dois alunos.

Okabe: Ela não nós vê aqui!Dêem o dinheiro!São 10 moedas de 500 yenes que eu pedi, certo?

Aluno 1: Então agente se enganou, porque trouxemos 50 moedas de 100 yenes!

Okabe: Dá o mesmo valor, estúpido!Mas a quantidade só prejudica vocês! Agora tomem 10 moedas de 2000 yenes e dão logo para os construtores corruptos te darem doces e outras coisas, porque elas logo vão virar folhas secas!

Aluno 2: Que?

Okabe: Não queira entender!

Enquanto isso a Satsuki, a garota sem sorte, foi levar as caixas para a sala de música sem saber onde era e de repente ela ouviu uma música...

Satsuki: Não sei onde é a sala de música, mas talvez o som venha de lá... Mas quem será?Se bem que a Momoko acha que é normal entrar aqui até para ir ao banheiro ou será que não é ela?

E ela estava quase chegando à sala quando de repente um cachorro apareceu do nada e a ela atropeçou nele, quase derrubando o que estava na caixa.

Cachorro de face humana: Que porcaria, não sei se você sabe, mas é uma chatice quando eu quero ficar teleportando do nada por ai e você vem e me atropela! D:<

Satsuki: Seu cara de pau... ¬¬

E o cachorro sumiu e então Satsuki deixou a caixa de lado e foi ver logo de uma vez que estava tocando a música na sala.

A música estava sendo tocada em um piano, quando a Satsuki se aproximou,a música parou.

Satsuki tentou apertar os teclados, mas os sons não saia perfeitamente...

Satsuki: Será que estava sendo tocado por dentro?

Ela olhou para dentro do piano e tocou numa corda que acabou se arrebentando.

Voz: Pare de mexer ai sua enxerida!Não respeita os instrumentos clássicos?Agora é que vou tocar mais três vezes para te matar!

Satsuki se assustou e saiu correndo.

Voz: Mais três vezes, não se esqueça!

E Satsuki foi contar o ocorrido para seus amigos e o Reo.

Reo: Que?Você ficou ouvindo o fantasma que dizem que pode ser o fantasma do piano?

Hajime: Fantasma do piano, fantasma do banheiro, fantasma disso... Por que eles na usam mais criatividade?

Satsuki: Não sei, poderia ser outro fantasma, mas que resolveu tocar o piano, e porque não?

Reo: Mas provavelmente é o fantasma do piano, porque dizem que ele é tão fresco que além de que ser algum humano o ouvir tocando e ainda por cima a pessoa tocar no piano, ele provavelmente vai tocar a música mais três vezes completando com a primeira para matar a pessoa que ouviu!E dizem que ele toca a famosa música de Beethoven: Fur elise!

Satsuki: Mas é aquela que dura mais de 70 minutos?Não fiquei nem 5 minutos ouvindo aquilo!

Reo: Não é aquela, sua mongol!È outra!

Hajime: Não precisa chamar ela de mongol!

Satsuki: Não tente me defender, Hajime, ainda estou brava por ter me deixado me ferrar e ainda por cima ter querido pular pela janela só pelo que você filmou da minha calcinha!

Momoko: Mas que obsessão você tem, Hajime, mas até que é gente boa. Smile

Hajime: Mas eu me filmei caindo do prédio!Vou por essa parte na internet e será visto por milhares de pessoas que adoram essas besteiras! Very Happy

Satsuki não deu atenção.

Satsuki: Mas então, quanto ao que eu escutei... Eu não devo ter ouvido tudo, seja lá o que eu ouvi!

Hajime: Acho que o fantasma está se lixando para esse detalhe!Talvez ele vai repetir mesmo mais três vezes!

Keiichiro: Então a onni-chan...?

Satsuki: Para isso eu tenho o diário!

Ela procurou, mas não achou nada que detivesse o fantasma!

Satsuki: Por que não tem nada sobre ele?

Momoko: Talvez porque não é possível que todos os fantasmas fossem conhecidos pela Kayako! Very Happy

Satsuki: Tem razão... Mas não precisa falar desse jeito. U.U’

Momoko: Desculpe. : )

Keiichiro: Mas onni-chan, se você morrer, além de eu sentir sua falta, vou perder a aposta!

Satsuki: Que aposta?O__O

Keiichiro: “Kaya” apostou 100 yenes que você não sobreviveria nem dois meses contra os fantasmas!Não tenho os 100 yenes! D:

Satsuki: Bem, espera eu ver aquele gato psicopata... ¬¬’

Momoko: Mas qualquer coisa, é só ficar longe do piano que está na escola velha, não é?

Satsuki: Verdade!Missão cumprida!

Reo: Como se agente não acabasse sempre indo lá... U.U’’

Satsuki: Não me aborreça. U.U

Depois, durante a noite... Satsuki estava tentando arrumar a casa toda porque a sua mãe nunca ensinou o seu pai a viver sem ela e então alguém tinha que fazer o trabalho sujo e então ela estava tentando desentupir a pia.

Keiichiro: Onni-chan sabe o que conversamos quando estávamos falando do fantasma do piano?Bem, mim... Sabe...

Satsuki: Mas o que foi Keiichiro?

Keiichiro: Eu não quero que você morra...

Satsuki: Não se preocupe...

Keiichiro: ...Porque senão vou ter que limpar e fazer tudo, para o papai e mim poder viver, do mesmo modo que você está fazendo agora. D:

Satsuki: ... ¬¬

Keiichiro: ...

Satsuki: ... ¬¬

Keiichiro: E vou sentir sua falta!

Satsuki: Não se preocupe, vai ficar tudo bem!

Keiichiro: A nossa mãe dizia isso também... T.T

Satsuki se segurou para não ficar histérica.

Satsuki: Dias antes de ela ter certeza que iria morrer mesmo.

Keiichiro: Tá bom, então! =D

E ele foi embora, então Satsuki aproveitou a solidão e começou a chorar pela sua mãe e pelo fato de que poderia morrer. Até que o Amanojaku chegou.

Amanojaku: Tola.

Satsuki: Por chorar pela minha mãe? T.T

Amanojaku: Também, mas não é isso.

Satsuki: Por limpar a casa e fazer tudo?

Amanojaku: Também, mas não, sua toupeira, é sobre o fantasma do piano. Pelo jeito, como não pediram a minha ajuda e não estou sabendo de nada, então concluo que o fantasma está a solta por ai... E ficar dizendo que vai ficar tudo bem, não vai resolver. A não ser que o fantasma seja selado assim, mas acho que não. Hihihihahahahahahahahohohohuhuhuhuhahahaha! =}

E Amanojaku saiu de da porta cozinha rindo feito um pervertido.

Satsuki: Eu deveria levar a sério alguém que me diz que se alimenta dos medos das pessoas?O.O

E o telefone tocou e Satsuki foi atender.

Satsuki: Quem é?

Fantasma do piano: Sete dias.

Satsuki: Que?O.O

Fantasma do piano: Sempre quis dizer isso, mas não importa... A partir desse música que vou tocar,só faltarão mais duas vezes!

Satsuki rapidamente desligou o telefone e o fantasma tentou ligar de novo.

Fantasma do piano: È por isso q ue eu gosto da possibilidade de deixar mensagens após o sinal! Very Happy
Satsuki rapidamente tirou o telefone da tomada, mas a televisão ligou e ela viu o piano na tela que começou a tocar, o piano começou a se aproximar da “câmera” e instintivamente Satsuki fugiu para o quarto dela, ouviu o rádio tocar a música e ela pegou e tirou as pilhas.

E ela escutou o som da música vinda na televisão ficar mais audível!Então ela deixou o quarto e foi tirar a tomada da televisão, mas quando conseguiu, a música estava quase acabando.

Mas ela começou a ouvir o som de algum lugar, ela não sabia de onde... Mas ela ouvia.

Ela achou que estivesse vinda da garagem, ela foi até lá e viu o carro. Quando chegou perto, ouviu que o som estava no último volume e por isso que ela poderia ouvir da sala!

E viu que era o rádio do carro e quando foi ele foi tirado, o som da música já tinha acabado.

E ela viu palavras escrita com sangue escorrerem na parede da garagem.

Satsuki: NÃÃÃÃÃOOOO!Levei um tempão para limpar bem a garagem... T.T

Estava escrito: “Mais duas vezes”

Satsuki: E ainda por cima falta pouco para ele me matar... T.T

No dia seguinte...

Hajime: Então... Eu avisei que isso iria acontecer!

Reo: Mas se a maldição da música a persegue, quer dizer que a qualquer momento vamos ouvir a música se estivermos perto dela!Corra para as colinas! D:

E Reo fugiu.

Keiichiro: Onni-chan é normal os pesquisadores de fantasmas agirem assim?

Satsuki: Não sei... o.o

Momoko: Eu tenho uma idéia!Você poderia usar tampões nos ouvidos e assim

Hajime: Bem pensado, Momoko-san!Eu tenho tampões de ouvidos comigo, para não ter que escutar as aulas chatas do professores! Very Happy

Satsuki: Hajime... Você quer me ajudar com isso apesar de que você vai ter que se “sacrificar” ouvindo as aulas chatas...

Hajime: Não se preocupe, eu tenho tampões de reservas!Momoko-san, Keiichiro, vocês também querem? Smile

Satsuki: O____O’’

Momoko: Obrigada, Hajime-san, eu vou aceitar porque nunca se sabe se eu vou precisar mesmo ouvir isso... Não que eu vou usá-las nas aulas! Very Happy

Keiichiro: Eu quero! Very Happy

Satsuki: Bem, talvez eu use isso na aula...

Depois, à noite, Satsuki estava ansiosa,em seu quarto, sobre o que poderia acontecer e estava pronta caso precisasse usar os tampões para se proteger da música.

E então alguém entrou no quarto.

Satsuki: Nãããããoooo! D:

Reiichiro: Calma, eu só vim avisar que tal de Reo ligou para você, é seu namorado? Very Happy

Satsuki: Lógico que não!

Reiichiro: Então você namora aquele outro garoto, o Hajime? Very Happy

Satsuki: Eh... Não.

Reiichiro: Então é a Momoko-chan? Very Happy

Satsuki: ...Não... o.o

Reiichiro:...Não sei quem é.

Satsuki: Vou atender ao telefone.

E ela escutou a voz de Reo, mas ela não sabia que estava sendo enganada pelo fantasma.

Fantasma do piano: Eu sei como te ajudar, mas venha até aqui no beco entre a loja de cigarros e a loja de brinquedos.

Satsuki: Que estranho...

Fantasma do piano: Bem... Por que você acha isso?

Satsuki: Quem abre uma loja para crianças ou de cigarros ao lado de uma loja com público tão diferente como nesse caso?

Fantasma do piano: Não sei, mas venha logo, são os mais próximos da sua casa!

Satsuki: Tudo bem.

E ela desligou.

Satsuki: Como Reo sabe qual é loja de cigarros e de brinquedos mais próximos da minha casa?Sempre o achei tão estranho... Pai, eu vou sair e volto logo!

Reiichiro: Tudo bem...

E depois que Satsuki se arrumou seu pai a viu sair e depois olhou para “Kaya” no sofá.

Reiichiro: Porque os meus filhos têm estados tão distantes de mim de certa forma, como se estivessem escondendo algo de mim?Lembro-me de Kayako-chan antes de ela morrer... Pelo menos você com certeza não escondem nada de mim, né Kaya? Very Happy

Amanojaku: De certa maneira, ”eu” escondo sim! :}

Reiichiro: o_o

Amanojaku: Tchau sua toupeira!

Reiichiro: T.T

Satsuki foi entre a loja de cigarros e de brinquedos, mas só tinha um beco.

Satsuki: O que será que Reo está aprontando? :O

Quando ela se virou, ela viu um piano e sua direção a toda velocidade e sem pensar, Satsuki foi para o beco e ficou encurralada.

E o fantasma tocou a música enquanto ia em direção a ela lentamente.

Satsuki tentou usar os tampões, mas não funcionou.

Satsuki: Nããããããããoooooo!

Mas Satsuki se agachou e o piano passou por cima dela, atravessando a parede e finalizando a música.

E ela viu as palavras escrita com sangues aparecerem na parede... Escrito: “Mais uma vez”

Satsuki: Nãããããoooo!

E ela percebeu que alguém acendeu uma lanterna sobre ela.

Policial: Pichando paredes públicas, hei!

Satsuki: Isso não é o que parece!

Policial: Tudo bem, eu tenho mais spray para você usar! Very Happy

Satsuki: o___o

Policial: Que foi?

Satsuki simplesmente passou pelo lado do policial e saiu correndo já que ele era louco.
E então ela foi para a casa de Momoko pedir ajuda e bateu na porta com força e Momoko apareceu.

Satsuki: Seus pais não estão ai ou você sempre atende as portas?

Momoko: Eu fico sozinha a maior parte do tempo, é ótima ver você. Smile

Satsuki: Preciso de sua ajuda, o piano, do fantasma, da escola velha apareceu diretamente para mim e tocou a música Fur Elise e se ele tocar mais uma vez, eu vou morrer. T.T

Momoko: Vai ficar tudo bem!

E ela abraçou Satsuki por dois minutos e se soltaram.

Momoko: Porque não chamamos os outros para nós ajudarem para acabamos com o piano da escola velha?

Satsuki: Hajime não conseguiu me ajudar até agora e Keiichiro provavelmente não vai conseguir alguma coisa.

Momoko: Bom, mas nunca se sabe!

Satsuki: Tudo bem!

E então todos se reuniram e foram para a escola velha, armados até os dentes com tacos, tesouras, chaves de fendas, espada roubada da família e outras bugigangas que daria para quebrar alguma coisa do tamanho de um piano.

Keiichiro: Porque estamos usando armas se o fantasma não pode morrer com isso?

Reo: Porque nós vamos quebrar o piano para o fantasma não tocar mais, seu mongol!

Hajime: Qual é seu problema, Reo? ¬¬

Reo: Nada, mas estou revoltado porque o fantasma me imitou só isso! D:<

Satsuki: Viu como eles raciocinam, Momoko-chan?

Momoko: ...

E então eles foram a sala de música, com Hajime na frente.

Hajime: Deixe-me cuidar disso, é preciso ter muita visão e atenção para as coisas, pode ter uma armadilha de algum fantasma... Aliás, porque fantasmas não atacam de uma vez em grupos?Parecem que eles ficam esperando o outro terminar de aprontar alguma coisa...

E ele tropeçou em uma caixa cheia de objetos em frente à sala de música.

Reo: Quem é o mongol que deixa essas coisas jogadas no corredor?

Satsuki: T.T...

Hajime: A lanterna quebrou; como se precisássemos dela.
E música foi ouvida vinda da sala.

Momoko: Ele começou a tocar!

Hajime: Vamos!

Hajime abriu a portar e viu o piano tocando “sozinho”.

Hajime: Vou mandar seus restos para um lixão radioativo por ai, seu miserável!

E Hajime jogou o taco fora e sacou uma espada de baixo do casaco.

Hajime: Isso vai ajudar mais!

Satsuki: De onde você tirou isso?o.o

Hajime: È um tesouro da minha família que existe desde o período sengoku, mas a minha mãe nem se importa de eu usar por ai!

Momoko: Nossa, Hajime, que bom que você tem uma ainda... Os meus pais vende tudo que for antigo sem mais nem menos.Smile

Hajime: Obrigado, agora... Piano,se prepare,BANZAI!

Hajime tentou atacar, mas uma espécie de força faia ele ficar longe do piano.

Hajime: Estou me sentindo um personagem de anime! Very Happy

Ele tentou atingir o piano, mas foi jogado para longe!

Reo: Não adianta, é nosso fim porque estamos escutando a música também!

Satsuki: Não quero morrer ainda, Momoko-chan, me abrace!

Keiichiro: Eu também quero um abraço de Momoko-chan!

Reo: Eu também estou com medo!

Hajime: Eu não vou desistir, apesar de também querer morrer abraçado na Momoko!Vou deter o fantasma do piano de qualquer jeito!Momooookoooo!Digo Satsuuukiiiiiiiiiiii!

E ele correu até o piano.

Momoko: Eu vou te ajudar!

Keiichiro: Eu também!

Reo: Eu não!

E Reo se escondeu atrás da Satsuki enquanto ambos viam os outros três tentarem se aproximar do piano e serem jogados para longe.E um livro

Satsuki: Vocês estão bem?

Reo: Estou ótimo!


Satsuki: Eu não falei com você!

Hajime: O que vamos fazer?

O piano continuou a tocar lentamente e Satsuki, com medo, se agarrou na Momoko.

Enquanto isso, a Momoko estava se agonizando um pouco pelo tombo que ela levou e de repente entrou em estado de possuída. Enquanto isso na casa dos Miyanoshitas, o retrato de Kayako soltava faísca azuis e Amanojaku observou aquilo.

Amanojaku: Ora, ora... Alguém deve ter aprendido uns truques depois de morrer. Mas continua sendo um ser inferior a mim. :]

De volta à escola velha...

Momoko (Kayako): O fantasma do piano não está literalmente no piano, está lá naquele quadro do Beethoven!

Hajime: Momoko-chan está falando estranho de novo!Parece até possuída!

Keiichiro: E como quando ela falou que nem a mamãe!

Reo: Mas que fantasma possuiria a Momoko para salvar a Satsuki?

E após dois segundo de raciocínio com a música prosseguindo e a Satsuki chorando agarrada nas pernas de “Momoko”.

Todos: ENTÃO ELA È A...! :O
Momoko (Kayako): Não há tempo para isso!Temos que ter um metrônomo para parar o fantasma e colocá-lo em Reimin!

O fantasma pessoalmente saiu do quadro e foi tocar o piano.

Hajime: Deve ter um naquela caixa que Satsuki trouxe depois de ela ficar brava pelo “caso da calcinha filmada”!

Momoko (Kayako): Como é?

Hajime: Nada!

Keiichiro estava acompanhando a conversa e rapidamente foi procurar o metrônomo que estava na caixa que ficou no corredor, mas o fantasma trancou todos e uma mesa voou em direção a Keiichiro. Rapidamente “Momoko” pegou a espada de Hajime e cortou a mesa em pedaços antes que atingisse Keiichiro.

Reo: Hajime é melhor você tomar cuidado no que vai falar! Very Happy

“Momoko” chutou a porta e procuro o metrônomo, mas não achou nenhum...

Reo: Tudo isso para nada!

Momoko (Kayako): Tem que ter alguma coisa que faça parar uma música!

Hajime: Server o MP3, que desliga e liga músicas?

Momoko (Kayako): Acho que sim!

Hajime pegou o MP3 do Reo que este deixava no bolso sempre.

Reo: O meu não!Ele custou caro e...

Hajime deu um soco no Reo para ele parar de reclamar e deu o Ipod para “Momoko”.

Satsuki: Quero a minha mãe! T.T

Satsuki nem tinha largado direito a “Momoko” e nem prestou atenção na conversa...

Momoko (Kayako): ...

O fantasma do piano nem tinha dado bola por eles terem pegado o MP3... Mas “Momoko” se aproximou dele.

Fantasma do piano: Ora, mas que graça de cabelo roxo mais lindo, quer ser minha serva?Alguém precisa limpar sempre o meu piano! D:

Momoko (Kayako): Não me venha com suas cantadas pervertidas!Isso também é por ter me dado nota razoável demais por causa de uma nota musical errada!Sempre foi um mau professor, seu maníaco por Beethoven!Será que você não é fantasma bom o suficiente para perceber que eu, Kayako Miyanoshita, estou possuindo essa bela garota?

Todos: :O

“Beethoven” parou a música que estava terminando para desabafar.

Fantasma do piano: Claro!Sou um sósia doido!Acharam mesmo que por eu parecer com Beethoven desse quadro ai, significaria que eu era ele próprio?Claro que não, ele era da Europa, mas eu sou tão talentoso quanto ele!E ninguém iria fazer um “Fur Elise” perfeito como eu e ele mesmo que eu tivesse que falsificar notas de alunos com desculpas esfarrapadas!E pior é agüentar bronca de uma ex-aluna depois da nossa morte!

Todos: :O

Momoko (Kayako): “Alguma hora isso tem que acabar, entre em Reimin!”

E o fantasma começou sendo sugado para dentro do MP3!

Fantasma do piano: Beethoven para seeeeeeempreeeeeeeeeeeeeeeeeeee!

E quando o fantasma entrou no MP3, “Momoko” apertou qualquer botão para tentar desligar o som do fantasma, mas sem querer acabou apagando tudo, mas não disse nada.

Momoko (Kayako): Game over para você… Fatalmente.

E Satsuki desmaiou ao mesmo tempo em que Momoko voltou da sua possesão.

E então eles foram embora, sendo que a Momoko foi carregando a Satsuki de volta para casa.

Hajime: Momoko-chan tem certeza que não quer que eu carregue a Satsuki?

Momoko: Não obrigada, hoje eu apenas fui possuída para fazer tudo... Mas preciso fazer algo útil por conta própria!

Keiichiro: Mas Momoko-chan, o que é esse quadro que você pegou lá dentro e colocou na sua mochila?

Momoko: Era um quadro da mãe de vocês, acho que ela iria gostar de guardar lá na sua casa... E também ajudaria a Satsuki fazer um quadro próprio da escola velha para aquele trabalho que os professores mandam fazer todo ano!

Hajime: Finalmente se livramos do fantasma do piano, mas acho que estou esquecendo alguma coisa...

Reo ainda estava desmaiado na escola velha por causa do soco de Hajime.

Enquanto isso, dentro do campo dimensional do quadro que Momoko pegou...

Voz: Então... O fantasma do piano “se foi” e provavelmente alguém irá pintar a escola velha e com isso me libertarei e poderei transitar entre o passado e o presente!E tomarei o posto de melhor professor morto louco que é sósia de alguém!Hihihihihahahahahahah! :]

Continua...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Matt Shadows
Habitante da Tribo da Água
Habitante da Tribo da Água


Sexo : Masculino
Virgem Cachorro
Número de Mensagens : 562
Idade : 22
Karma Karma : 4
Moedas de Ouro 295
Data de inscrição : 14/01/2010

Ficha Do Dobrador
Profissão: Waterbender
Nação Atual: Tribo da Água
Arma: Besta

MensagemAssunto: Re: Gakkou No Kaidan[Histórias de Fantasmas]   Sex 18 Fev 2011, 7:29 pm

Bom, tá ótima, adorei a frase:

"Hajime: Obrigado, agora... Piano,se prepare,BANZAI!"

Mas pra fazer uma referência, como você gosta delas, poderia colocas "BAN...KAI!", uma boa referência a Bleach xD

Percebi um erro de ortografia, repetido várias vezes, em vez de "É" você colocou "È"

E mais um:

O Keiichiro sempre diz "Onni-chan", o que seria "Demônio-chan" em japonês.

Onii-chan = Irmão MAIS VELHO

Onee-chan = Irmã MAIS VELHA

então, além de estar chamando a satsuki de "demônio", ele, mesmo que estivesse na escrita certa, estava chamando ela de irmão.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Oda Nobunaga
Novato
Novato


Sexo : Masculino
Virgem Galo
Número de Mensagens : 101
Idade : 23
Karma Karma : 0
Moedas de Ouro 40
Data de inscrição : 23/01/2011

Ficha Do Dobrador
Profissão:
Nação Atual:
Arma:

MensagemAssunto: Re: Gakkou No Kaidan[Histórias de Fantasmas]   Sex 18 Fev 2011, 7:35 pm

Matt Shadows escreveu:
Bom, tá ótima, adorei a frase:

"Hajime: Obrigado, agora... Piano,se prepare,BANZAI!"

Mas pra fazer uma referência, como você gosta delas, poderia colocas "BAN...KAI!", uma boa referência a Bleach xD

Percebi um erro de ortografia, repetido várias vezes, em vez de "É" você colocou "È"

E mais um:

O Keiichiro sempre diz "Onni-chan", o que seria "Demônio-chan" em japonês.

Onii-chan = Irmão MAIS VELHO

Onee-chan = Irmã MAIS VELHA

então, além de estar chamando a satsuki de "demônio", ele, mesmo que estivesse na escrita certa, estava chamando ela de irmão.



Obrigado,eu me confudia com os nomes...Mas podemos dá um desconto,já que o Keiichiro na paródia fica usando "mim" ao invés de "eu" ás vezes...Mas como eu queria mesmo dizer outra coisa,então é um erro mesmo,obrigado! XD

Mas também é culpa da legendas do anime tub!

Quanto a dica,verei quanto a isso!


Capitulo 5-Datto, o fantasma maníaco por pés!

Um desocupado teve a brilhante idéia de passear com seu cachorro no meio da noite.

Ele estava passeando, até que ele escutou passos vindos atrás dele e como a maioria das pessoas ligadas pelas lendas de fantasmas...


Anônimo: “Betobeto-san,circulando,circulando!”, ”Betobeto-san,circulando,circulando”!


Mas os passos continuaram...


Anônimo: Mas que coisa, então não o Betobeto...


E ele se virou para olhar quem estava seguindo ele e de repente um garoto correndo atravessou o corpo dele e o homen desmaiou de desespero.


“Garoto correndo”: Nada mais chato do que ficar correndo e alguém aparecer na minha frente de repente!


Depois, no fim do dia seguinte, na escola “Amanogawa II”, na saída e entrada da escola.


Satsuki: Então, você tem uma casa de férias?


Momoko: Sim!Nós podemos ir lá qualquer dia!


Satsuki: Legal! Very Happy


Satsuki não viu um desnível no chão e tropeçou ao mesmo tempo em que dois pervertidos se aproveitavam da situação e tiraram uma foto do que foi exposto!

Hajime: Oba, agora eu tenho uma visão da sua calcinha para quando eu quiser! Very Happy


Reo: Tá, mas como eu usei minha câmera, terá que pagar 100 yenes se quiser ver a foto!


Hajime: Deixa de ser chato... ¬¬


Satsuki: Isso é o que vocês dois pensam!Dessa vez eu aprendi a lição e armei um plano!


Hajime: Olhar para onde anda e evitar que você tropece ai?


Reo: Ou você decidiu andar por ai sem calcinha para o Hajime não ver a calcinha?Então você é mesmo uma toupeira!


Hajime: Diga-me, foi essa idéia? *__*


Satsuki: Não seus doentes, eu estou usando uma bermuda por baixo!


E Satsuki mostrou que realmente estava de bermuda!


Momoko: Bem pensado, Satsuki! Very Happy


Hajime: Ah... T.T


Reo: Mas é uma bermuda bem justa, podemos usar o photoshop e fazer a bermuda ficar com a cor do restp perna, se é que me entende!


Hajime: Boa idéia!Às vezes, você pensa cara de polvo! Very Happy


Reo: Mas considerando que vou ter mais trabalho e pelo insulto, vou querer 500 yenes como pagamento e...


Satsuki: Nem vai precisar cobrar!


Satsuki pegou a câmera e jogou para a grande porta que dava para fora da escola, mas sem querer ela acabou acertando o Keiichiro que vinha chorando.


Reo: Minha câmera, não!


E eles rapidamente foram ver se o garoto estava bem e logo, o diretor que estava por perto, também chegou.


Diretor: Mas o que aconteceu?


Satsuki: O pervertido do Reo queria fazer indecências usando photoshop com a foto que ele tirou da minha bermuda justa!Fiquei furiosa e sem querer joguei a câmera no meu irmão! D:


Hajime: E ele tentou lucrar vendendo a fotos dela para mim! D:


Momoko: Eu apenas vi tudo isso. Smile


Keiichiro: Mim está dolorido!Onee-chan... T.T


Reo: Eu sou inocente de tudo!


Diretor: Além de ficar dormindo na escola velha, você aparece fazendo assédio, atentado ao pudor em público, vendas ilegais na escola e agredindo indiretamente aos outros!Vai levar 4 avisos de uma vez!No total você já levou uns 7 avisos!Você sabe o que acontece quando levar 10 avisos e ainda por cima em menos de um semestre meses! D:<

Todos: ...


Reo: T.T


Depois, o grupo se uniu em um canto exterior da escola.


Satsuki: Você não deveria chorar só porque eles roubaram seu almoço e ainda por cima jogaram a sua mochila, toda riscada de giz, do alto do prédio para cima de você... Isso não é a pior coisa que agente já enfrentou nesse lugar!


Hajime: Exato, você deveria socar eles e impor respeito e força!Tipo assim!


E ele deu um soco na cara de Reo no melhor estilo que ele conseguiu fazer.


Momoko: Mas é cruel mandar uma criança, que é incapaz de cometer violência, bater em outras pessoas.


Satsuki: Seria normal mandar ele bater nas outras crianças se conseguisse cometer violência?


Momoko: Bem, mas no caso é pior para ele.


Hajime: Momoko está corretíssima! Portanto espere crescer e ficar mais forte para ver se você cria vontade... ”Se um pássaro não canta, eu espero uma boa oportunidade.”


Satsuki: Mas vai ser muito demorado até esse dia chegar!


Momoko: Sendo assim, você deveria fazer algo que mostre a todos que você é uma pessoa realmente capacitada!Poderia alcançar o primeiro lugar na competição esportiva do Undokai que vai acontecer daqui alguns dias


Hajime: Isso, Momoko-kun é muito esperta! Very Happy


Keiichiro: Mas eu não consigo correr direito!


Hajime: Você pode descobrir um grande talento se você se esforçar!


Cinco minutos depois, Satsuki e Keiichiro estavam correndo juntos.


Hajime: Mas o que é isso, competição de lesmas?Acelere mais, use mais força, atenha-se Keiichiro!Se concentre!Eu vou ajudá-lo! Reo fique com o aparelho e marque quando ele chegar à linha de chegada!


Hajime correu até Keiichiro e subiu na costa do garoto.


Keiichiro: Hajime-kun... Estou cansado! T.T


Hajime: Você tem que se acostumar com excesso de energia perdida e usar mais ainda!


Keiichiro: Mas não vou correr pelo mundo, vou correr alguns metros! T.T


Hajime: Mais de 250 metros!


Keiichiro ficou cansado e tombou no chão fazendo o Hajime cair de cara também.


Reo: Ele quase chegou à linha de chegada, mas vou contar mesmo assim... 0,02 de melhora.


Momoko: Você vai conseguir na próxima, Keiichiro-kun!Ótima ajuda Hajime-kun! Very Happy


Hajime: De nada, Momoko-kun! Very Happy


Satsuki: Só faltou me agradecer...


Mal sabiam eles, que tinha um garoto espionando.


5 minutos depois de descansar no chão, Keiichiro teve que fazer mais uma tentativa!


Ele começou a correr e apareceu no lado dele, um garoto correndo que conseguiu superá-lo e ficou na frente dele.


Satsuki: Eu acho que já o vi antes...


Momoko: Eu sinto algum estranho dele...


Hajime: Hei sua toupeira barbeira, não atrapalhe o treino dele!


Reo: Não deve ser nada, não existe um garoto sobrenatural parecido com ele de acordo com minhas pesquisas espirituais!


Keiichiro ficou com vontade de superá-lo e correu mais rápido, fazendo chegar rapidamente a linha de chegada!


Hajime: Isso foi mais 10 segundos mais rápido!Missão cumprida! >Very Happy


Reo: 10 segundos?Esse aparelho deve está quebrado!


Hajime: Não baixe a auto-estima de Keiichiro, sua toupeira!


Satsuki: Mas aquele garoto que apareceu do nada sumiu.


Momoko: Será que ele...?


No dia seguinte, em um treino de uma classe aleatória para o Undokai.


Treinador: Agora que acabamos esse treino chato, eu vou oferecer as mercadorias ilegais que eu guardei lá dentro!


E ele foi abrir o depósito de coisas para esportes que tinha coisas ilegais escondidas.


Na hora que ele abriu a porta, várias cordas das bandeiras das nações o puxaram para dentro e a porta se fechou sozinho e os alunos escutaram gritos de dor do treinador. Então eles fugiram antes que também fossem pegos pelas cordas.


Depois Reo foi avisar os outros, menos Keiichiro, sobre o que aconteceu!


Reo: Aconteceu algo estranho perto da escola velha, no depósito de coisas para esportes!Acho que é um fantasma!


Satsuki: È mesmo?


Hajime: Alguma novidade?


Momoko: Espero que ninguém tenha se machucado.


Reo: O professor foi encontrado lá e acharam coisas ilegais dele, além de ter ficado em coma, ainda vai ser interrogado pela policia!Provavelmente vai demorar muito ou nunca mais teremos aula com ele! Very Happy


Satsuki: Credo...


Momoko: Realmente, mas vão achar algum professor substituto.


Hajime: Reo, já disse que você é doente?


Reo: E o Undokai poderá ser cancelado.


Hajime: Isso você não diz logo, né?¬¬


Na sala do diretor.


Satsuki: È verdade que o Undokai será cancelado?


Diretor: Sim, você deve ter ouvido rumores que sempre que nós tentamos preparar as coisas para o Undokai, alguém se machuca ou correr risco de ir para prisão.


Reo: È o que vai acontecer com os idiotas que estão se esforçando como aquele garotinho que machuquei no outro dia?Provavelmente é só algum fantasma que causa problemas como tal de Amanojaku!Mas que o pesquisador espiritual aqui pode deter!Se você atrapalhar as coisas, muitos vão sofrer como se tivessem se esforçado, mas no fim fossem mortos por um carro!E...


Diretor: Cale-se, garoto, você não conhece o medo... Quando estiver morrendo sozinho por ai por ter sido expulso pela sociedade, será tarde demais.


Hajime: E o que será daqueles que se esforçaram para conseguir ganhar a competição como o Keiichiro?Talvez tenha algo estranho por trás, mas garantimos que talvez o problema seja resolvido e que todos fiquem bem!


Satsuki: Hajime-chan...*_*


Hajime: E eu dei duro para treiná-lo, não posso ver um aprendiz meu falhar ou nem tentar!
Satsuki: O___O


Diretor: Bem...


Momoko: Por favor, diretor, muitos estão se esforçando para essa competição!Gente como o Keiichiro-kun estão treinando até formarem bolhas nos pés e não conseguirem se mover mais para ganhar a competição!Sei que você acha que tem coisas estranhas, mas de qualquer forma, eu te asseguro que todos vão ficar bem!Então faça com que essa competição aconteça! Very Happy


Diretor: Não consigo dizer não para pessoas como você... T.T


Todos: o_o...


Hajime: Eu também não consigo!


Logo eles saíram.


Satsuki: E vocês praticamente disseram quase a mesma coisa. O.O


Reo: Exato, o diretor me ouviu!


Hajime: Seu modo de falar foi o pior, mas o de Momoko-san for o melhor! Very Happy


Momoko: Obrigada! Very Happy


Enquanto isso, Keiichiro treinava mais e mais, até que viu o garoto corredor de novo,ele conseguiu o mesmo progresso de antes,mas o garoto desapareceu de novo...


Mais tarde, na casa dos Miyanoshitas...


Satsuki: Então, seu gato psicopata, foi você que quase cancelou o Undokai?


Amanojaku: Com mil coisas que eu poderia aprontar com você, porque eu te atrapalharia nisso?Além de que nem foi cancelado, qual é problema...


E ele foi embora.


Satsuki: Então vou ter que pesquisar no diário.


E ela foi para o seu quarto para ler o diário.


Satsuki: “Algum tempo antes de começar o Undokai.” È esse mesmo! “Datto: Um fantasma que só pensa em correr e é maníaco por pés, tanto que ele queria roubar os meus mesmo que eu não fosse a melhor corredora e segundo ele, eu tenho pés lindos. Vê se pode,outro fantasma pervertido...”...Eu tenho que parar de ler os comentários da minha mãe,mas o que ela quis dizer sobre o fato de que os fantasmas queria roubar os pés dela?


Enquanto isso, Keiichiro estava abandonado na escola e resolveu ir sozinho para casa e viu o garoto corredor que finalmente estava parado. E Keiichiro resolveu puxar papo...


Keiichiro: Você é o garoto que me ultrapassou antes!Quando você está lá, eu sinto que posso correr bem mais rápido!Mim nunca te viu nessa escola, você não é daqui? Very Happy


Datto: Eu tinha um amigo que gostava de correr e adorava os pés bonitos de seja lá quem fosse... Mas ele queria mesmo é ganhar no Undokai e treinou até as bolhas formadas nos pés estourarem e as pessoas o segurassem, mas um idiota o atropelou e, meu amigo, acabou morrendo. Mas ele queria correr... E vê mais pés bonitos.


Keiichiro: Que? O___O

E Datto sumiu.



Keiichiro: ...


No dia do Undokai.


Satsuki estava mostrando a página que falava de Datto para seus amigos e Reo.


Momoko: “Datto?”


Satsuki: Sim, ele era um maníaco por pés e depois ter morrido, ele parece querer pegar os pés dos outros!


Hajime: Se eu morrer, então significa que vou arrancar a calcinha de Satsuki só porque eu gosto de ver enquanto estou vivo? D:


Satsuki: Faça isso e vou fazer você adormecer em um rato e te jogar para o Amanojaku. ¬¬


Reo: Então é este fantasma que causou problemas no depósito?!


Satsuki: Escutem isso: ”No dia do Undokai, ás 16h44min (justo o que tem só o número da morte), a pessoa que estiver correndo na linha 4(de novo),terá os pés arrancadas na quarta curva(Ele já é um fantasma e está querendo ter hábitos sinistros...)”


Momoko: Parece apenas um fantasma que precisa de ajuda e amor! D:


Hajime: Momoko-chan tem razão! Very Happy


Satsuki: Eu estive pensando, será que não é aquele garoto do outro dia?


Keiichiro: Ele não é um fantasma!


Momoko: Mas de qualquer forma, o garoto não é igual ao da gravura!


Hajime: Momoko-chan tem razão! Very Happy

Satsuki: Cale a boca, Hajime... Mas temos que colocar o fantasma maníaco por pés em Reimin!E estive pensando... E se o
garoto for o fantasma disfarçado?


Keiichiro: Mas ele não é!É um garoto humano vivo como eu!


Satsuki: Você também achou que a professora de música, Okabe, fosse um ser humano vivo!Mas na verdade era só a Ubume, e uma corrupta!


Keiichiro: Mas ela era legal, comprava doces para mim! D:


Satsuki: Com dinheiro que virava folha secas!E ainda ajudava a movimentar a corrupção da escola. Fiz bem em colocá-la em Reimin!¬¬


Keiichiro: Mas seria coincidência de mais aquele garoto ser um fantasma e não acredito que seja esse tal de Datto...


Hajime: Mas o Undokai vai terminar ás 15 horas!Não teremos problemas, a não ser que chova e...


E de repente começou a chover e todos tiverem que se abrigar.


Satsuki: Diretor, por favor, cancele o Undokai!A chuva vai atrapalhar!


Diretor: Mas no outro dia você queria que o Undokai fosse realizado!


Satsuki: Momoko-chan venha “hipnotizar” o diretor, rápido! D:


Diretor: Veja, está parando de chover!


Satsuki: U.U’...


Logo preparam a corrida da turma de Keiichiro.


Satsuki: Estou torcendo por você.


Momoko: Eu também!


Keiichiro: Obrigado Momoko-chan!*__*


Satsuki: ...


E Keiichiro foi para o seu grupo.


Satsuki viu o garoto corredor indo para o depósito!


Satsuki: È aquele garoto, vamos atrás dele por preucação!


E eles foram para dentro do depósito que se fechou sozinho.


Reo: Isso foi impensado, sua mongol!Eu odeio locais fechados!


E de repente Datto apareceu.


Hajime: Então é aqui o seu quartel-general!


Datto: Bom, aqui era o meu depósito de mercadorias ilegais quando eu estava vivo...


Todos: ...


Datto: Eu levarei os pés daquele menino e dessa graça de cabelo roxo que temos aqui.


Momoko: ...O____O


Satsuki: Porque todos querem Momoko-chan? D:<


Datto: Tudo bem, eu vou levar os seus pés também.


Satsuki: Deixa para lá... O__O


Datto: Bom, preciso levar pés que prestem porque afinal aquele garoto tem pezinhos insignificantes demais!


Satsuki: Então você é realmente Datto!O maníaco por pés.


Datto: Demorou para perceber. :]


Hajime: Porque você nós prendeu aqui?


Datto: Para não terem intrometidos e ter pés melhores que o do garoto, mas relaxe... Seu pé parece ridículo e banal mesmo com o sapato. E o cara de polvo tem cara de que não corta unhas faz 10 meses!


Reo: Como você sabe?


Todos: ...


E o fantasma sumiu.


Hajime: Ainda falta muito tempo para o horário da maldição!


E eles viram Amanojaku na janela.


Amanojaku: Mas é quase o horário da maldição no relógio escola velha!


Satsuki: Mas porque temos que levar a sério um relógio quebrado, só porque é da escola velha?


Amanojaku: Eu já te falei fantasmas sempre vão criar desculpas afiadas para matar, tapear ou ferir alguém!Mesmo que seja um fantasma de humano tolo como esse tal de Datto...


Locutora chata: Agora o 20º evento será a corrida da primeira série!


Satsuki: NÃO!Se Keiichiro perder os pés dele, vou ter que ajudar-lo para tudo! D:


E Satsuki tentou arrombar a porta do depósito para sair de lá, enquanto que no lado de fora o Datto se preparava para roubar os pés de Keiichiro.


Satsuki: Não faça isso, Keiichiro não acredita que você é o maníaco por pés como você está sendo agora, ele se importa com você!Por que você tem que pegar os pés dele?!


Momoko: Ele acredita em você!


Hajime: Você não deveria fazer isso com quem acredita em você!


Reo: Eu nem preciso falar nada. Ele já tem um motivo para parar...


Datto: Eu vou levar os pés daquele menino e depois volto para pegar mais aqui.


E ele foi para a corrida de Keiichiro que tinha começado.


Reo: È o fim!Provavelmente ele vai me matar também quando voltar!


Hajime: Como você é egoísta...


E Momoko teve uma sensação de possesão.


Momoko (Kayako): Poderíamos pular pela janela, aquelas grades de madeira parecem frágeis!


Todos: È verdade! :O


Momoko (Kayako): ...¬¬’’


E eles foram pular pela janela.


Enquanto isso Datto apareceu na corrida, perto de Keiichiro enquanto a sombra do fantasma ameaçava cortar os pés do garoto com uma foice. E os outros chegaram atrasados.


Datto: Se eu não vou correr,ninguém mais vai correr! D:<


Hajime: Pelo menos, talvez ninguém pode ver ele...


Aluno 1: Hei,sua toupeira,sai daí que você nem é da primeira série!


Um monte de gente começou a vaiar Datto pela invasão dele!


Diretor: Esse garoto vai levar um aviso quando terminar a corrida! D:<


Todos: ...


Keiichiro: Hei o que você está fazendo aqui?


Datto: Vim pegar seus pés. Mas não folga porque eu posso cortar todas as suas pernas juntos sem querer e eu quero pegar o da garota de cabelo roxo logo!


Keiichiro: Quis dizer a Momoko-chan?Bom, de qualquer forma, eu correrei pelo seu amigo apesar de você ter me contado meio corrido e nem te me deixado ter simpatia por ele direito!


Datto: Você se importa de correr e vencer por mim?*_*


Keiichiro: Mas eu falei o “seu amigo” e não você... Mas que coisa, mim erra muito nos pronomes, é confuso, mas correrei por “você” se isso significa “o seu amigo...”... Não importo, eu farei algo por você e seu amigo!


E Datto se lembrou do que os outros falaram de Keiichiro e sentiu pena dele...


Datto: Eu não posso deixar isso acontecer!


E ele pegou a foice que a “sombra” dele, que seria usado para decepar os pés de Keiichiro, e tentou conter o próprio poder e voou para o céu.


Datto: Eu só queria correr!Pés para seeeeeempreeeeeeeeeeeee!


E Datto sumiu... E Keiichiro ganhou a corrida.


Mais tarde, Keiichiro estava levando o troféu que tinha o dobro do seu tamanho, mas ele já tinha se acostumado ao treinar com Hajime em cima dele.


Keiichiro: Então ele falava dele mesmo quando disse sobre o amigo dele... De certa forma, eu não errei nos pronomes!O que acharam da minha corrida? Very Happy


Momoko: Você foi muito bom, Keiichiro-kun! Very Happy


Hajime: Graças aos meus treinos! Smile


Satsuki: É porque é meu irmão, claro! Very Happy


Reo: Aquele fantasma sabia que eu era um grande pesquisador espiritual e desistiu na última hora!


Keiichiro: Obrigado, mas esse prêmio pertence a ele!


E Keiichiro jogou o troféu para o alto e caiu no chão, se espatifando.


Todos: ...


Keiichiro: Agora que ficou em pedaços, é mais fácil!



E Keiichiro e os outros jogaram os pedaços do troféu para o céu!


Continua...


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Matt Shadows
Habitante da Tribo da Água
Habitante da Tribo da Água


Sexo : Masculino
Virgem Cachorro
Número de Mensagens : 562
Idade : 22
Karma Karma : 4
Moedas de Ouro 295
Data de inscrição : 14/01/2010

Ficha Do Dobrador
Profissão: Waterbender
Nação Atual: Tribo da Água
Arma: Besta

MensagemAssunto: Re: Gakkou No Kaidan[Histórias de Fantasmas]   Seg 21 Fev 2011, 7:01 pm

LOL! Euriumpouco, mas vc cometeu o mesmo erro, sempre que você coloca um "E" maiúsculo com acento, o acento fica do lado errado

Ex: Satsuki: È aquele garoto, vamos atrás dele por preucação!

Recomendo que não aperte Shift antes de ir apertar a letra...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Oda Nobunaga
Novato
Novato


Sexo : Masculino
Virgem Galo
Número de Mensagens : 101
Idade : 23
Karma Karma : 0
Moedas de Ouro 40
Data de inscrição : 23/01/2011

Ficha Do Dobrador
Profissão:
Nação Atual:
Arma:

MensagemAssunto: Re: Gakkou No Kaidan[Histórias de Fantasmas]   Seg 21 Fev 2011, 7:04 pm

Matt Shadows escreveu:
LOL! Euriumpouco, mas vc cometeu o mesmo erro, sempre que você coloca um "E" maiúsculo com acento, o acento fica do lado errado

Ex: Satsuki: È aquele garoto, vamos atrás dele por preucação!

Recomendo que não aperte Shift antes de ir apertar a letra...


Tudo bem!Mais alguma coisa?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Matt Shadows
Habitante da Tribo da Água
Habitante da Tribo da Água


Sexo : Masculino
Virgem Cachorro
Número de Mensagens : 562
Idade : 22
Karma Karma : 4
Moedas de Ouro 295
Data de inscrição : 14/01/2010

Ficha Do Dobrador
Profissão: Waterbender
Nação Atual: Tribo da Água
Arma: Besta

MensagemAssunto: Re: Gakkou No Kaidan[Histórias de Fantasmas]   Seg 21 Fev 2011, 7:24 pm

Não, fora isso a fic tá ótima o/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Oda Nobunaga
Novato
Novato


Sexo : Masculino
Virgem Galo
Número de Mensagens : 101
Idade : 23
Karma Karma : 0
Moedas de Ouro 40
Data de inscrição : 23/01/2011

Ficha Do Dobrador
Profissão:
Nação Atual:
Arma:

MensagemAssunto: Re: Gakkou No Kaidan[Histórias de Fantasmas]   Dom 27 Fev 2011, 8:06 pm

Matt Shadows escreveu:
Não, fora isso a fic tá ótima o/


Valeu!


Capitulo 6: Baba...Quem?Noite de festa!

Durante uma noite calma, um garoto aleatório estava vendo um filme que não deveria está assistindo.

E ele ouviu batido na porta e alguém pedindo para o garoto abrir a porta.

Voz: Abre a porta, filho, é a mamãe!

Garoto: Como é que minha mãe não conseguiria abrir a porta da própria casa? O.O

Voz: Bem... Abre a porta que você terá uma surpresa!

Garoto: Tudo bem; adoro surpresa! Very Happy

Voz: Garoto tonto... U.U’’

E o garoto abriu a porta e viu a criatura.

Garoto: Então você é uma velha esfarrapada... Desculpe senhora, não tenho dinheiro para te dá.

“Velha”: Velha é o escambau! Meu nome é Babasare!

Garoto: Bem... Tchau! O__o

Babasare: Eu tenho uma surpresinha para você!

E Babasare atacou o garoto com uma foice e este soltou um berro.

No dia seguinte, na escola, Reo foi fofocar sobre esse assunto com as pessoas que ele acha que são amigos dele.

Reo: Olha que demais, uns montes de gente que estavam sozinhos em casas foram atacados por alguma coisa já que todas elas foram encontradas em estado de coma depois de deixada sozinhas!Deve ser um fantasma!

Hajime: E o que agente tem a ver com isso?

Momoko: As pessoas não deveriam achar legal desgraça alheia.

Satsuki: Mas se é um fantasma mesmo, então agente não deveria ligar muito... E bem normal, agora.

Keiichiro: Onee-chan, então você não vai ligar que agente vai ficar sozinho em casa hoje porque papai vai para a reunião da assembléia da cidade? :O

Satsuki: Bem... o_o’

Hajime: Os meus pais também vão lá, mas estou grato porque eles enchem a minha paciência! Very Happy

Reo: Os meus também vão e essa é minha chance de mostrar a existência dos fantasmas para o mundo e vou derrotar esse fantasma!Ficarei famoso!

Satsuki: Momoko-chan, você pode ficar dormir conosco esta noite?


Momoko: Tudo bem! Very Happy

Hajime: Vamos aproveitar e se divertir, Keiichiro-kun, vou te ensinar jogos novos!

Keiichiro: Oba! Very Happy

Reo: Você nunca jogou comigo... Não importo, eu seguirei o rastro do fantasma!Vocês verão!

Mais tarde, na casa dos Miyanoshitas...

Satsuki preparou um banho e foi ver a Momoko na cozinha que apesar de ser a convidada, estava querendo ser gentil e estava cozinhando para a própria anfitriã.

Satsuki: Como você corta bem, Momoko-chan, posso te ajudar em alguma coisa?

Momoko: Você poderia me ajudar a descascar algumas batatas para mim. Very Happy

Satsuki: Bem, foi uma pergunta para puxar conversa... Mas obrigada por vir, porque estava com assusta sobre aquela história!Você não ficou com medo?

Momoko: Bem, eu já vejo fantasma quase o tempo todo!

Satsuki: Mas o fantasma pode ser nojento mesmo ou então pode ser pervertido!O.O

Momoko: Eu espero que não. O estranho é que eu nunca vi esse fantasma e sempre fiquei sozinha. O.O

Satsuki: O que seus pais fazem para deixar você sozinha?

Momoko: Bom, minha mãe se diz como “advogada inescrupulosa” e meu pai diz que é dono de restaurantes, mas quando eu fui visitá-lo no trabalho, ele parecia ser apenas um lavador de prato... E me disse que estava por trás de novas experiências.

Satsuki: O____O’’

Enquanto as duas trocavam informações, Amanojaku estava atento a alguma coisa suspeita pelo ar... E viu, pela janela, alguém saltando que nem ninja.

Amanojaku: Mas que raio é isso? D:<

Enquanto isso, na casa dos Aoyamas... Hajime estava jogando com Keiichiro.

Hajime: O que você está achando?

Keiichiro: Mim o escambau!O jogo é incrível!Estou detonando!Very Happy

Hajime: Que bom, mas você deveria ir com mais calma. Não precisa matar os solados covardes, que estão fugindo, com o poder especial... É melhor você economizar a “barra de poder” e deixe eu acertar alguém.

Keiichiro: Você é dispensável. o__o

Keiichiro fez com que seu personagem matasse o personagem de Hajime, com o poder especial é claro.

Hajime: Eu não deveria ter ativado o código de vulnerabilidade entre parceiros para ficar realista... T.T

Keiichiro: Agora saia e passe a comida por baixo da porta, por favor. o__o
Hajime: ...

Enquanto isso na quitinete onde morava a família de Reo.

Reo estava no computador, montando o seu plano para “registrar” o fantasma e tinha conseguido um hack na internet para recuperar os dados que tinha perdido do MP3, na qual “Momoko” tinha apagado os dados.

Reo: Ótimo, já terminei de criar o WikiFreak, assim que eu registrar algum fantasma eu vou postar informações sobre ele aqui e todos saberão! Ficarei famoso por revelar o outro mundo!

E ficava cada vez mais escuro e tarde. E em uma casa aleatória, uma garota aleatória conversava no telefone.

Garota: Muito bem, eu quero a minha encomenda de 1 kg de açúcar até a meia noite na porta do fundo da minha casa!Se não eu não te darei os 100 yenes!Não me venha com o papo de que quer o dinheiro primeiro porque sou que decidirei as coisas por aqui!É melhor fazer o que mando sem não...

E ocorreu um “blecaute”.

Garota: Caramba, eu estava sendo uma ótima agente dupla. Queria ver a cara do canalha quando eu chamasse a policia logo antes de ele chegar... E os policiais corruptos me dariam 100 kg de açúcar como recompensa!

E alguém bateu na porta de casa e a garota sem pensar, foi abrir... E viu a criatura.

Garota: Mas o que é isso?Olha, senhora, eu não tenho tempo para pobres!E tempo é dinheiro, então nem me pergunte se tenho dinheiro para te dá, ok?Então cai fora!

Babasare: O____O...

Garota: Tchau, toupeira.

Antes que a garota fechasse a porta, Babasare a atacou a fazendo ela soltar um grito.

Enquanto isso, na casa de Satsuki...

Satsuki continuava a conversar a Momoko. Agora estava experimentando o que a Momoko cozinhou.

Satsuki: Momoko, a comida parece está perfeita! Very Happy

Momoko: Obrigada!

E o gato maníaco tentava atrapalhar.

Amanojaku: Quanta falta de preocupação...

Satsuki: Qual é seu segredo?Como você cozinha tão bem?

Momoko: Bem, você aprende a cozinhar quando é deixada sozinha em casa passando fome... E então é só eu fazer a comida do jeito que eu acho bom e fica perfeito! Very Happy

Satsuki: Nossa, que incrível! O.O

Amanojaku: Certo, mas agora vocês deveriam se...¬¬

Satsuki: Eu queria ver melhor como você faz a comida...

Amanojaku: Ótimo, depois fica surpresa com os fantasmas que aparecem e fica me pedindo ajuda...

E eles ouviram uma batida na porta.

Momoko: Será que o Keiichiro-kun voltou? Very Happy

Amanojaku: Mas quem é que bate na porta quando volta para a própria casa?

Satsuki: Mas ele sempre faz isso, ele é assim mesmo.

Amanojaku: ...Kayako era mais esquisita do que imaginei para gerar um filho desses... U.U’’

Satsuki: Não culpe a minha mãe!T.T

Momoko: Eu irei atender! Very Happy

Satsuki: Cuidado Momoko-chan!Talvez seja o fantasma e quem sabe, talvez seja pervertido como os outros!

Amanojaku: Mais 5 minutos e você vai pedir minha ajuda.

Satsuki: Pensando melhor, e se não for Keiichiro?Ele adora jogar videogame e não voltaria tão cedo!E quem viria aqui quando papai não está aqui?

Momoko: Alguém que nós conhecemos?

Amanojaku: Isso é até que é verdade, até parece que... Não, acho que ninguém viria apenas para ver essas duas crianças que moram aqui, a não ser que soubesse que Momoko estivesse aqui e ela é o que mais presta por perto, além de mim é claro.

Satsuki: Seu gato-monstro chato... ¬¬
Enquanto isso, na casa de Reo, ele já tinha deixado tudo planejado sobre o que iria fazer quando... E o fantasma bateu a porta ao mesmo tempo em que houve “blecaute”.

Reo: Ora, ora... O que temos aqui?Porque não entra de uma vez?A porta está aberta...

E Babasare abriu a porta e procurou até achar o garoto no quarto dele.

E rapidamente Reo pegou uma filmadora e ficou filmando o fantasma.

Reo: Agora, sim... Você vai ser o primeiro fantasma filmado e registrado no meu site!

Babasare: O______O

Reo: Pelas suas características horrorosas, suponho que seja Babasare!

Babasare: Como é que é?

Babasare avançou sobre Reo, mas ele conseguiu se desviar e saiu da sua quitinete com o fantasma atrás dele. Enquanto isso, o MP3 que ele deixou para trás, começou a fazer sons estranhos...

Enquanto isso, Keiichiro continuava a jogar, na casa de Hajime, que nem um maníaco e já tinha derrotado mais de 1000 soldados... Apelando com o poder especial.

Enquanto isso, Hajime tinha ido para a casa de Satsuki.
Momoko: Boa noite, Hajime-kun!Very Happy


Hajime: Boa noite, Momoko-chan! Very Happy

Satsuki: Não é um fantasma, mas é um pervertido, eu acertei! :O

Hajime: È cheiro de curry?Foi você que fez a comida, Momoko-chan?Se for, eu quero comer! Very Happy

Satsuki: E se for eu que tiver feito?

Hajime não deu atenção e correu para a cozinha só para ser servido logo.E Hajime logo estava comendo correndo.

Hajime: Isso é muito bom Momoko-san!è tão bom está vivo na mesma época que você! Very Happy

Momoko: Obrigada! Smile

Hajime pegou a panela do molho do curry e jogou tudo na panela do arroz e começou a comer da panela com os ingredientes misturados.

Satsuki: Mas o que é isso?Você estragou tudo!Agora eu e Momoko vamos ter que fazer mais para nós comemos...

Hajime: Mas continua gostoso!Tem suco? T.T

Satsuki: Acho que não...

Momoko: Então eu vou comprar! Very Happy

Hajime: Obrigado Momoko-san,vê se tem suco de pêssego! Very Happy

Momoko: Tudo bem. Smile

Satsuki: ...

E Momoko saiu, mas logo em seguida houve um “blecaute”, mas Hajime nem ligou para isso e continuou comenda na panela.

Amanojaku: As luzes sempre se apagam na casa de quem vai ser o alvo! Very Happy

Hajime: Mas o que?As luzes se apagaram quando? O.O

Satsuki: E não pode ser um blecaute normal?

Amanojaku: Na verdade, pode sim, mas como vocês tende atrair fantasmas e eu sempre confio no meu “radar”... Então deveriam se preocupar!

Satsuki: Você diz isso porque quer se alimentar do nosso medo!

Hajime: Que?Amanojaku está com fome?Não vou te dá o meu curry seu gato psicótico! D:<

Durante esse meio tempo, Reo estava fugindo da Babasare pelas ruas e viu a Momoko.

Momoko: Oi...

Reo: Ai que medo, sucesso, eu te quero tanto!Mas que medo!

E Reo continuou a correr e Momoko não viu Babasare.

Momoko: O que será que deu nele?
Perto daquele lugar, Reiichiro estava indo de ônibus para a reunião da assembléia da cidade, mas ele sentiu dores no estômago e sem querer soltou um ruído e cheiro desagradável

As pessoas perceberam que era o Reiichiro, então pegaram e jogaram ele para fora do ônibus.

Reiichiro: Mas porque eles fizeram isso?O.O

Na casa de Satsuki, a garota tentava ver se os telefones estavam funcionando, mas não estavam.E Hajime estava comendo ainda...

Amanojaku: Os telefones também param de funcionar!E depois para quem vocês vão tentar ligar?O seu pai tem menos chance contra o fantasma e ele nem poderá vê-lo por ser um adulto... Keiichiro e Reo estão fora de cogitação! E Momoko não deve ter levado um celular, porque ela poderá voltar logo...

Satsuki: Mas alguma coisa para tentar nós fazer desesperar?¬¬

Amanojaku: Bem, todas as outras pessoas distantes ou restantes que vocês conhecem têm ainda menos probabilidade de ajudar vocês.

Hajime: Você não tem alguma boa noticia?

Amanojaku: Bem, Momoko pode não ver o fantasma quando estiver caminhando pela rua porque não deve está com medo considerando o jeito dela ou simplesmente porque é corajosa o suficiente. Quanto a Keiichiro e Reo, se eles tiverem paranóicos, como o Hajime está para a comida, o suficiente por alguma coisa, não verão o fantasma. Mas você, Satsuki, está assustada com os ataques que o fantasma faz e isso basta! Very Happy

Satsuki: Obrigada pela sua preocupação comigo... ¬¬

E eles ouviram batidas fortes na porta.

Hajime: Deve ser a Momoko-san com o suco! *_*

E Hajime foi atender a porta.

Satsuki: Cuidado, Hajime-kun!

Hajime abriu a porta e viu Reo.

Reo: O fantasma está vindo!O fantasma invasor de casas!

Hajime fechou a porta na cara de Reo.

Hajime: Que ótimo, o idiota viu o fantasma e resolveu vir aqui com ele atrás dele... Que amigo do peito. ¬¬

Satsuki: Mas se ele morrer ai fora, como nós vamos esconder o corpo?Como explicaríamos para á policia?

Hajime: Tem razão e Momoko-san seria bem gentil para querer ajudar ele, eu queria ser que nem ela...Very Happy

Satsuki: Abre logo!
Hajime abriu a porta para Reo e fechou a porta rapidamente antes que o fantasma pudesse entrar e este ficou tentando derrubar a porta, mas logo desistiu.

Reo: O fantasma era Babasare, ela é horrenda e feia, fedia alguma coisa que não pude identificar!

Satsuki: Baba... Que?

Hajime: Ótimo, agora estou ficando com medo e logo poderei ver o fantasma!Obrigado!

Satsuki: Agente poderia ver no diário se tem algum modo de fazê-lo ela dormir!

Reo: É isso mesmo, toupeira, assim poderei filmar o ritual e tudo o mais e exibirei no WikiFreak e ficarei famoso como um grande pesquisador espiritual!

Hajime: Não chama ela de toupeira!

Reo: Que seja vamos!

E eles foram para o quarto pegar o diário no quarto de Satsuki. Mas quando viram, o quarto estava uma bagunça e uma garota, com uma roupa estranha, estava pegando fios de costura.

Satsuki: Mas o que é isso?

A garota disfarçada percebeu que foi flagrada e fugiu com os fios pulando pela varanda do quarto.

Hajime: Isso não se vê todo dia! Very Happy

Satsuki: Ela bagunçou meu quarto! D:

Reo: Procura logo a porcaria do diário!Estou com pressa!

Hajime: Cale a boca, só sabe reclamar!

Satsuki: ...¬¬’

Satsuki logo achou o diário e leu.

Satsuki: “[8 de dezembro]Eu estava me divertindo em casa,sozinha com Reiichiro enquanto os nossos pais estavam na assembléia da cidade e então eu ouvir barulho na casa da minha vizinha Miyo-chan,mas quando fui lá...Vi que Babasare tinha resolvido mudar o alvo para ir atrás do Reiichiro (e então eu quase fui devorada por cachorros da minha vizinha a toa...) e quando eu fui lá, a fantasma disse que ela seria uma parceira melhor para mim do que o Reiichiro...E eu fiquei irritada e prendi ela em uma estátua de Jizô ,recitando três vezes ”Babasare,suma daqui,não preciso de babaca como você“ no telhado enquanto abaixava uma espada para a estátua, e a abandonei em um Templo Shinto que parecia um lugar adequado... ”



Satsuki: Porque ela colocava tanta coisa no diário?

Hajime: Porque no fundo, continua sendo um diário. Very Happy

Satsuki: ...¬¬

Amanojaku: Mas vocês têm alguma estátua de Jizô?


Satsuki: Na verdade, não... Mas tenho a espada. O__O

Hajime: Eu acho que vi minha mãe jogar uma na lixeira, nós teremos que ir a minha casa!

Satsuki: Espere, Keiichiro está sozinho na sua casa! O__O

Hajime: Certo... Mas não se preocupe afinal ele nem vai prestar atenção para fantasma se ele aparecer... Porque Keiichiro só olha para o videogame.

Amanojaku: Babasare pode facilmente desviar a atenção de Keiichiro causando um blecaute... E pode causar um susto e medo suficiente nele para poder aparecer!

E então as luzes voltaram a se acender.

Amanojaku: Não fiquem felizes porque Babasare deve ter mudado de alvo para uma outra criança sozinha por perto!Quem será? =}

Satsuki: Então agora agente deve ir atrás do Keiichiro!

Reo: Eu fico aqui, porque estou com medo!

Hajime: E você se diz pesquisador espiritual!

Satsuki: Vamos buscar meu irmão!

Hajime: Você é bem corajosa, Satsuki...

Reo: Se fosse você não teria medo do Babasare!

Satsuki não deu atenção e levou a força Hajime junto.

Hajime: Não quero ir, estou de barriga cheia! D:

Satsuki: Vamos!

E eles foram embora.

Amanojaku: Agora estou sozinho com esse cara de polvo...

Reo: E eu consegui trazer a filmadora e vou aproveitar para ver se acho outro fantasma, começando por você Amanojaku!

E ele começou a filmar o gato psicótico.

Amanojaku: ...

Reo: Diga alguma coisa!

Amanojaku: Miau! =}

Reo: Seu chato... D:

E de repente Reo ouviu um barulho na outra parte da casa, alguém tinha arrombado a porta!

Reo: Nããããão!


Amanojaku: Sim! Very Happy

E entrou de repente pela sala, o motoqueiro fantasma, que teve coragem de entrar com a moto e tudo em dentro de uma casa, mas ele estava em alta velocidade e se chocou contra uma parede fazendo com que ele caísse da moto... Com a moto e os escombros sobre ele.

Amanojaku: Por isso que também não gosto de humanos que viram fantasmas!Continua sendo o estúpido que foi!E depois desse “espetáculo”,não me surpreendo que ele perdeu a cabeça quando vivo...

Reo: Mas pelo menos vou poder filmar mais um fantasma para mostrar no meu site!

Amanojaku: Um fantasma que só parece ser uma pessoa decapitada?Você vai ser preso... U.U’

Enquanto isso, Keiichiro jogava freneticamente na casa de Hajime, mas ocorreu um “blecaute”.

Keiichiro: Não!Eu estava quase conseguindo dominar o mundo, mas não importa... O mundo vai ser meu quando a luz voltar e eu continuar a jogar!E Keiichiro ouviu uma batida na porta, mas ele não sabia que era Babasare que então começou a usar sua voz falsa.

Babasare: Abre a porta.

Keiichiro: Abre você, caramba, sou só uma visita que perdeu o vislumbre de visão de conquista sobre o mundo!E então vem um estranho me dizer que devo abrir a porta? D:<

Babasare: o_o...

E de repente uma mão pegou o ombro de Keiichiro.

Keiichiro: AAAAAAHHHHH! D:
Satsuki: Calma, Keiichiro sou eu!Que bom que você não atendeu a porta, era o fantasma invasor de casas!

Hajime: Já peguei a estátua de Jizô, vamos!

Keiichiro: E outra coisa também é importante!

Keiichiro pegou o videogame e o jogo de Hajime.

Satsuki: Para que?O fantasma causa blecaute em qualquer lugar que vai, não é melhor jogar depois quando prendemos o fantasma?

E o Babasare arrombou a porta.

Babasare: Já cansei de as pessoas me responderem ou tentarem me enrolar!

Hajime pegou Satsuki e Keiichiro e saiu correndo de volta para casa de Satsuki!E quando chegaram à sala, Hajime caiu e logo a Satsuki viu o estrago do motoqueiro fantasma.

Hajime: Não agüento mais!Minha barriga já está doendo!

Satsuki: O que é isso Reo?

Reo: Um fantasma soterrado!

Satsuki: Ele quebrou a parede da sala! D:<

Reo: E arrombou a porta também.

E Keiichiro já tinha colocado o videogame para começar a jogar.

Amanojaku: Nem sei por que eu fico aqui ouvindo e vendo vocês...

E ouviram um barulho de trovão e eles foram olhar a chuva no cômodo que tinha várias janelas de vidro, menos o Keiichiro que ficou jogando.

Satsuki: Será que o fantasma fez chover?

Reo: Isso é impossível!

Hajime: O Kutabe não causou um relâmpago no outro dia e que causou um incêndio no auditório da escola?

Reo: ...Bem, talvez Babasare mostre algo interessante para ser filmado.

Nesse meio tempo, Keiichiro continuava jogar enquanto o motoqueiro fantasma ficava falando a toa.

Motoqueiro fantasma: E então, acho que o jeito da minha “vida” é meio entediante porque faz 13 anos que eu morri e só sei bater em vários lugares e arrancar a cabeças das pessoas no meu aniversário de morte... Antes e depois disso só posso arrancar cabeças falsas, para não banalizar, sabe?

Keiichiro: Eu estou tentando jogar, faça silêncio, por favor!

Motoqueiro sem cabeça: E só levo esse tipo de maneira de “vida” porque tive morte “ruim”... Tudo porquê eu quis mostrar quem era o vândalo da região para um taxista idiota!Quer dizer, ele acha que pode atropelar e abandonar uma mulher vestida de noiva, que parecia está feliz porque iria se casar?Não, só eu podia atropelar ela!E então eu fui tentar atacar o taxista em uma ponte, mas dei bobeira e bati num caminhão, cai da ponte e perdi a cabeça em uma correnteza... Nunca mais a vi.
Keiichiro: Desculpe, eu não estava ouvindo.

E de repente, mais um ”blecaute” aconteceu!

Keiichiro: Não, eu fui interrompido!O que pode ser pior do que isso?

Motoqueiro sem cabeça: Perder a cabeça?

Keiichiro: Isso não é nada!

Motoqueiro sem cabeça: ...

Keiichiro: Espere, você é um motoqueiro sem cabeça!Onee-chaaaan!

E Keiichiro foi até onde Satsuki e os outros estavam e Reo conseguiu se assustar com o choro de Keiichiro.

Satsuki: Calma, Keiichiro, o que é mais preocupante agora é aquela cosia feia do Babasare!

E de Babasare arrebentou parte das janelas de vidro e entrou na casa, rapidamente os quatros correram mais para dentro da casa.

Satsuki rapidamente pegou a espada da família e deu um plano com os outros na sala,ignorando que o motoqueiro sem cabeça ficava bagunçando a estante procurando algo para se divertir.

Satsuki: Sorte que meus pais nunca jogaram essas coisas fora!È melhor nós se separamos, assim o fantasma perderá tempo para decidir quem vai pegar primeiro!

Babasare finalmente conseguiu alcançá-los, mas Satsuki conseguiu jogar a panela do Curry para cima do fantasma que deu um grito e ficou transparente.

Satsuki: Será punido em nome do arroz! Very Happy

Hajime: Não!Por que você fez isso com o pobre do curry?

Satsuki: Se fosse a Momoko-chan, você iria adorar, vamos se separar!

Satsuki foi para o sótão, para chegar ao telhado, junto com Keiichiro. Hajime e Reo foram ao banheiro, mas Hajime mudou de idéia e foi atrás da Satsuki e acabou ficando na escada mesmo porque estava de barriga cheia. E Amanojaku ficou olhando e rindo da situação.

Hajime: Ei, fantasma, eu estou cansado demais para fazer escândalo!Vai pegar o idiota do Reo...

Só para varia nas atitudes, Babasare foi atrás do Reo.

Enquanto isso, Reo estava choramingando no banheiro.

Reo: Vou variar minhas filmagens, dizem que Hanako sempre aparece nos banheiros das pessoas que já vira ela... Hanako!

E Hanako apareceu.

Hanako: Oi! Very Happy

Reo: Cale a boca e responda o que eu te perguntar!E aja como fantasma de verdade!

Hanako: Então é só você. Cadê os outros?E principalmente a de cabelo roxo que me chamou naquela escola velha... Mas eu só vim aqui para dizer que o Akagami Aogami se libertou porque certos humanos quiseram diminuir o lixo na escola velha e jogaram fora a garrafa que selou ele. E deve ter quebrado. Ele está vindo. Tchau.

E ela sumiu, mas Reo ouviu do Akagami Aogami.

Akagami Aogami: Papel... Esquece isso, eu vou ter minha vingança contra os que me prenderam!

E um braço saiu da privada e tentou pegar Reo.

Reo: Isso é mais interessante!

Mas Babasare invadiu o banheiro e foi pega por engano pela mão pervertida.

Babasare: Sai para lá, sua mão nojenta!

Enquanto isso, Hajime estava se arrastando para fora da casa, para o bem dele, já que tinha certeza que Satsuki e Keiichiro ficariam bem. Mas assim que ele saiu e estava um pouco antes do portão externo da casa, viu um MP3 flutuando vindo da rua.

Hajime: Mas o que é isso?

E ele ouviu uma voz saindo do MP3.

Fantasma do piano: Lembra-se de mim?Agora vou me vingar de vocês!E posso tocar a música através desse negócio!

Hajime: Caramba eu pensei que fosse um game boy igual ao do Keiichiro com o Missigno capturado estragando o negócio! :O

E de repente surgiu outra coisa atrás dele, um fantasma de um samurai.

Hajime: O que está acontecendo aqui?

Samurai fantasma: Não precisa ter medo, eu vim acabar com esse fantasma high-tech!Eu me matei porque o Japão está se ocidentalizando e me deparo com isso entre os mortos?BANKAI!

E ele rapidamente atacou com uma espada no MP3 forçando o fantasma sair do objeto que ficou quebrado!

E enquanto isso Satsuki chegou ao telhado, deixando o Keiichiro no sótão, então ela colocou a estátua de Jizô e baixou a espada em frente a ele, mas ela percebeu que Hajime parecia ter problemas lá em baixo e então tomou preucação.

Satsuki: ”Babasare, suma daqui com os outros fantasmas, não preciso de babacas como vocês“,”Babasare, suma daqui com os outros fantasmas,não preciso de babacas como vocês“,”Babasare, suma daqui com os outros fantasmas,não preciso de babacas como vocês“!

E de repente, um enorme simbolo de luz envolveu toda a área da casa, o motoqueiro sem cabeça percebeu o que estava acontecendo e se mandou quase atropelando, com a moto, o Hajime.

O fantasma do piano tentou escapar, mas o samurai fantasma o segurou.

Samurai: Não!Agora você vai aprender que lugar de fantasma é em coisas velhas e não em tecnologias!

E todos os fantasmas invasores foram puxados para dentro da estátua, enquanto isso Momoko e Reiichiro já tinham chegado a tempo de ver o mega Reimin que a Satsuki estava fazendo. Pelo menos Momoko, entendeu o que Satsuki estava fazendo.

Amanojaku: agora que estava ficando bom a bagunça...

Satsuki: Ótimo, fantasmas voltem às formas humildes que vocês merecem!

E um vento forte saiu da estátua por causa da força do Reimin.

Hajime: Estou conseguindo ver à calcinha! Very Happy

Momoko: Puxa como fica maravilhosa a Satsuki colocando os fantasmas em Reimin.Very Happy

Reiichiro: Caramba, a porta foi arrombada! :O

Depois, dentro de casa.

Reiichiro: Você pode me explicar o que foi tudo isso, Satsuki?Porque está tudo quebrado?

Satsuki: Bem, é como o motoqueiro do outro dia e o gato que fala!Não dá para explicar facilmente!

Reiichiro: Tudo bem! Very Happy

Keiichiro: Que bom que você já está aqui pai!

Hajime: Mas, Momoko-chan, você não viu um fantasma horrosa encapuzada?

Momoko: Não, mas eu me encontrei com esse senhor e nós demoramos um pouco porque estávamos conversando. Mas comprei suco! Very Happy

Hajime: Obrigado, Momoko-san! Very Happy

Satsuki: Mas porque será que você não viu?

E Reo chegou.

Reo: Simples, porque nós estávamos com medo!

Hajime: Era só isso?

Satsuki: Na verdade, Reo, foi porque você estava com medo e veio correndo até aqui!

Reo: Não importo, eu filmei fantasma o suficiente para mostrar ao mundo... Mas o que?A bateria tinha acabado quando?Será que gravou alguma coisa?Quero indenização!

Amanojaku: Ah, humanos são patéticos, mas você é pior!

Todos: ...


Fim do capitulo. Continua...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Oda Nobunaga
Novato
Novato


Sexo : Masculino
Virgem Galo
Número de Mensagens : 101
Idade : 23
Karma Karma : 0
Moedas de Ouro 40
Data de inscrição : 23/01/2011

Ficha Do Dobrador
Profissão:
Nação Atual:
Arma:

MensagemAssunto: Re: Gakkou No Kaidan[Histórias de Fantasmas]   Sab 05 Mar 2011, 10:53 pm

Capitulo 7: Utsushimi,o fantasma metido!

E mais uma vez, um desocupado estava andando na velha escola... Até que ele passou por um espelho e ele achou que tinha visto algo de diferente e quando foi olhar de novo para o espelho, ele foi puxado pelo próprio reflexo, para dentro do espelho...

No dia seguinte, à tarde, Reo estava enchendo a paciência do grupo com suas histórias mirabolantes.

Reo: E então, ele se virou para o espelho e viu a cara feia dele agindo como se não fosse um reflexo!

Todos: ...

Reo: Ficaram com medo?

Hajime: A estátua fantasma me dá mais medo que isso...

Reo: Eu sei isso é incrivelmente assustador, não é?Porque fui eu que inventei!

Satsuki: Atrás de você...

E Reo se virou e viu o zelador feio da escola e então deu um grito histérico!

Zelador: O horário letivo terminou vocês podem voltar para casa.

Reo: Não me assuste desse jeito sua toupeira!

E Reo, como estava histérico, bateu no zelador que caiu e ficou desmaiado.
Momoko: Ele não deveria ter feito isso com o zelador! :O

Satsuki: O que vamos fazer? :O

Hajime: Vamos sair correndo! D:

Reo: Eu sou muito bom!O pesquisador espiritual aqui tem força, também!

Nesse meio tempo a Momoko, Satsuki e Hajime já tinham saindo correndo. Depois, um pouco longe dali...

Reo: Vocês não deveriam ter me deixado sozinho, o diretor me pegou porque alguns alunos o avisaram que eu dei uma surra no zelador... E levei mais um aviso!

Hajime: Se você não ficasse histérico por causa das histórias que você mesmo conta, teria menos problemas!¬¬

Satsuki: Se eu não conseguir olha para os espelhos hoje, a culpa será sua, Reo!

Keiichiro: Momoko-san, mim não estava lá... Reo contou o que?

Momoko: Bem, na verdade foram umas dessas histórias de Reo... Tem certeza que você quer ouvir o que ele contou?

Keiichiro: Acho melhor não, obrigado.

Mais tarde, na casa de Reo... O Reo tinha chegado e foi procurar chamando sua mãe e achou ela jogando o vídeo game dele.

Reo: Ei, eu chamei você várias vezes, porque você não me respondeu?

Sra. Kakinoki (?): Dããããã...

E ela continuou a jogar o videogame apesar de a tela do jogo nem aparecer na televisão que parecia fora de sinal. Rapidamente Reo achou que fosse uma cilada e foi ligar para a Satsuki para pedir ajuda...

Enquanto isso, a Satsuki não tinha nada para fazer e ficou pensando na sua mãe e na Momoko...

Amanojaku: Ei, inútil... Keiichiro está te chamando faz séculos. D:<

Satsuki: Você poderia pelo menos bater na porta antes de entrar!

Amanojaku: Com essas patas de gatos?Você nem poderia esperar uma gentileza dessas de um fantasma como eu, tampouco como de um gato... E principalmente de um fantasma em um gato!

E Keiichiro entrou com o telefone.

Keiichiro: É o cara de polvo!Ele quer falar com você!

Satsuki: Keiichiro ,eu já te disse que se ele ligasse,era melhor evitá-lo!

Keiichiro: Mas ele não parava de ligar feito um desesperado e me encheu a paciência! T.T

Amanojaku: Talvez ele tenha visto algum fantasma e quem sabe, pode ser da escola velha... Não se esqueçam de que se vocês querem que eu saia desse gato, têm colocar todos os fantasmas de lá para dormir! Very Happy
Satsuki: Ele tem razão, Kaya é importante para nós! D:

E Satsuki foi ouvir pelo telefone o que Reo tinha a dizer.

Reo: Me ajude, minha mãe está muito estranha!Eu tentei ligar para o Hajime, mas não consegui!

Satsuki: Ele é sortudo... Quer dizer, e o que tem a sua mãe?

Reo: Ela estava jogando o meu videogame e...

Satsuki: O que você tem contra uma mãe jogar videogame? D:

Reo: Não é bem isso...

Satsuki: Minha mãe tinha guardado um Odissey100 importado dos estados unidos!Foram umas das 1000 primeiras unidades... E desde que ela morreu, eu jogo várias vezes com carinho. T.T

Reo: Que história linda, sua toupeira, mas...

Satsuki: Ela sabia jogar bem, por um lado, jogos antigos não costumavam ser difíceis... Ela também colecionou outros videogames. Seu chato, agora eu estou com mais saudades da minha mãe... T.T

Enquanto isso, no quarto onde Reo estava... A mãe de Reo apareceu e pegou o cara de polvo, fazendo com que este soltasse outro grito histérico.

No outro lado da linha...

Satsuki: Reo?Aconteceu alguma coisa?É melhor eu chamar o Hajime! D:

E enquanto isso Hajime estava conversando no seu telefone e Satsuki começou a chamar por ele na varanda da casa dela.

Hajime: E então, isso não te faz rir?Pois é e ele...

Satsuki: HAJIME-KUN!HAJIME-KUN!HAJIME-KUN!HAJIME-KUN!HAJIME-KUN!

Hajime: Desculpe-me, Momoko,a minha vizinha doida está me chamando,acho teremos que conversar depois. Very Happy

Momoko: Tudo bem. Very Happy

E Hajime foi para a varanda dele.

Hajime: O que foi?Eu estava falando com a Momoko!

Satsuki: Estamos com um grande problema!É sobre o Reo!

Hajime: O que ele aprontou dessa vez?E você me interrompeu falando com a Momoko-san só para ouvir você falar do Reo? D:<

Satsuki: Bem, mas acho que ele está com problemas por causa de algum fantasma!Ele me ligou e depois deu um grito, melhor a agente verificar!

Hajime: Certo... U.U’


E eles foram para a quitinete de Reo e bateram na porta.

Hajime: Alguém está ai?

E então Reo atendeu.

Reo (?): Essa pergunta é meio ridícula porque jamais obterá uma resposta negativa. Embora tenha uma conotação que só parece dá uma chance para uma resposta negativa.

Hajime: O que? O.O

Satsuki: Você me ligou dizendo que sua mãe estava estranha e depois gritou, você teve algum problema?

Reo (?): Não, eu não tive nenhum...

Satsuki: Então tudo bem. Smile

Hajime: Tchau. Smile

Reo (?): O______O...

E Reo (?) fechou a porta enquanto eles foram embora.

Hajime: Não deve ter sido nada, ele costuma ficar com medo fácil!

Depois, no dia seguinte, na escola... Momoko estava indo conversar com Satsuki e os outros. Quando ela chegou, viu Satsuki olhando para um compact.

Momoko: Que coisa linda! Very Happy

Satsuki: Obrigada! *_*

Momoko: Onde você arranjou esse compact? Smile

Satsuki: Bem... Era da minha mãe. T.T

Hajime: Admita você pensou que a coisa linda era você, mas quem diria isso? Very Happy

Satsuki deu um chute voador em Hajime que acabou empurrado contra a parede e caiu no chão.

Hajime: Pelo menos pude ver a sua calcinha! Very Happy

Satsuki pulou em cima dele e tentou torcer o braço dele.

Satsuki: Foi você que disse isso? D:<

Hajime: Ei, Reo, venha me ajudar aqui! D:

Reo estava sentado na cadeira dele, mas ele não disse nada e saiu com um grupo de alunos.

Hajime: Depois se pergunta por que não te respeito como amigo de verdade!T.T

Satsuki finalmente tinha soltado o Hajime.

Satsuki: Eu reparei que ele nem falou com agente o dia todo!
Hajime: E ele está andando com pessoas de outra classe!Ele está estranho...

Satsuki: Você anda com o Keiichiro e Momoko, que são de outras classes, gosta de olhar as minhas calcinhas, mas diz que não sou linda... E você reclama que Reo está estranho e andando com pessoas de outra classe?¬¬’

Momoko: Talvez Hajime-san quis dizer que Reo não está sendo como ele é sempre.

Hajime: Momoko-san tem razão, no máximo, teria dito alguma bobagem nessa manhã toda.

Satsuki: Talvez ele esteja zangado com alguma coisa...

E eles foram tentar saber de alguma coisa com o professor.

Hajime: Então você tem alguma idéia do que aconteceu com o Reo Kakinoki para ele ter ficado estranho?

Prof. Sakata (?): Você tem que ser mais especifico, afinal têm vários Reo Kakinoki no mundo... Por exemplo, tem outra pessoa chamada Hajime Aoyama que é um gerente de um departamento industrial!

Satsuki: Bem, mas você pode considerar que o Reo que nós conhecemos....O.O

Prof. Sakata: Esse “nós” também é invalido, é o Reo que vocês dois conhecem ou que nós três conhecemos?Menos ambigüidade, por favor!

Hajime: Esquece... U.U’’

E Hajime e Satsuki estavam indo embora da escola, mas na saída...

Hajime: Aquele tal do Sakata não entendeu nada!Está estranho como o Reo!

Satsuki: O Reo disse também que a mãe dele estava estranha!O.O

Hajime: Então você acha que pode ter um fantasma envolvido nisso? D:

Satsuki: Quem sabe...?Mas pode não pode ser outra coisa?

E de repente “Kaya” apareceu.

Amanojaku: Agora que vocês perceberam?Já eram para está se acostumando com essas coisas!Mais um Reimin foi quebrado! >Very Happy

Satsuki: O que você quis dizer com isso?

Amanojaku: Que o Reimin, foi quebrado... Quer que eu desenhe?¬¬’’

Hajime: Mas você veio só para isso?

Amanojaku: Bem, preciso ver se a pessoa que usa a cabeça está disponível, porque não dá para ficar dependendo de vocês... Não que eu não saiba me virar sozinho!Onde está a Momoko?

Satsuki: Ela foi para o banheiro do segundo andar... Mas para que você quer falar com ela?O.O

Amanojaku: Não é da sua conta!E porque essa escola mais nova parece com a velha?Tudo bem...

E o gato foi para dentro da escola.

Hajime: Isso me preocupa... O_O

Satsuki: Eu durmo no mesmo teto que ele e não aconteceu nada comigo, então não tem problema! U.U’

Enquanto isso, Keiichiro estava no banheiro da escola, lavando as mãos. E o cara de polvo apareceu.

Keiichiro: Mim queria saber o que aconteceu ontem à noite, porque o Onii-chan e Onee-chan foram para a sua casa ontem, não foram? D:

Reo (?): Não se usa pronome “mim” como no caso da sua frase.

Keiichiro: Bem que a Onee-chan me disse para evitar você. O___O...

E de repente um monte de garotos com óculos saíram do banheiro e Reo (?) começou a rir feito besta.

Keiichiro: Vocês estão mim zoando?

Reo (?): Agora você vai virar um de nós, agora vamos te capturar!

E os garotos pularam em cima de Keiichiro, mas eles apanharam dele... No final do massacre de Keiichiro, Reo (?) estava implorando perdão, no chão, enquanto Keiichiro se aproximava dele ameaçando desferir um golpe fatal.

Reo (?): Ok, você não precisa participar da minha sociedade!Mas me poupe!

Keiichiro: Seu tolo! Acha que alguém fraco como você é que deveria aceitar as minhas ordens já que você mesmo, pensando ser mais forte, desejou que mim aceitasse suas ordens!
Reo (?): Você vai se rebaixar ao meu nível?

Keiichiro: não mude de assunto, vou desferir o meu golpe final em você!

Reo (?): Então você espera por isso?

E quando Keiichiro percebeu, o reflexo dele tinha saído do espelho e agarrado ele.

Keiichiro: Legal, até meu reflexo é independente e faz o que quer! Very Happy

E o reflexo de Keiichiro começou a puxar-lo p ara o espelho.

Keiichiro: Espere um pouco, nããããããão! D:

Mais tarde, Satsuki chegou a casa dela e foi procurar chamando Keiichiro e achou ele jogando videogame.

Satsuki: Keiichiro, porque você não me respondeu?Você colocou a sua mochila no sofá de novo?Limpou a banheira ou conseguiu enganar papai para ele limpar de novo?

Keiichiro (?): Eu não respondi porque “Keiichiro?” não é uma pergunta,não existe uma pergunta sem complemento e sem nexo como este.Quanto a mochila,a pergunta sobre se a mochila está ai só é valida se você acredita que seus sentidos são mentirosos,mas se forem,então está ai.Quanto a banheira,eu tenho mais o que fazer...

Satsuki: O__O...

E Keiichiro (?) continuou a jogar videogame.

Satsuki: Mas qual é seu problema?Por que você não largue esse videogame de Hajime, que você tem desde que Babasare atacou aqui, e volte usar o videogame da nossa mãe?

Keiichiro: Chega de perguntas e perguntas, agora é hora de você usar óculos!

E Satsuki percebeu que “Keiichiro” estava de óculos, mas ele tirou e revelou que não tinha olhos.

Satsuki: Que ótimo, depois do fantasma maníaco por pés e da fantasma maníaca por lábios,agora tem um fantasma maníaco por olhos a solta por ai?¬¬’

E ela foi pega pelo seu pai, Reiichiro (?), que começou andar e carregar ela a procura de um espelho.

Satsuki: Mas você também está com estes óculos esquisitos!E porque está me carregando?Além de tudo o fantasma transforma as pessoas em “robôs”?Papai me solte, por favor! D:

E quando ele viu, ela foi empurrada para um espelho grande de uns dos cômodos da casa, mas Reiichiro (?) usou tanta força que o espelho se quebrou.

Reiichiro (?): Quebrou. o_o

Satsuki: Ótimo... Bom para mim. ¬¬’’

E Reiichiro (?) levou ela para outro espelho da casa e empurrou ela, com cuidado,para dentro do mundo do espelho.

Satsuki: Alguém me ajude!

E ela quase tinha entrado no espelho, mas alguém chutou Reiichiro (?) e puxou a Satsuki de volta para o mundo real. E ela viu que era Hajime.

Satsuki: Caramba era um mundo brilhante e tinha um monte de pessoas gritando!Foi incrível, quero ir lá de novo! Very Happy

Hajime: Desculpe-me por ter te salvado. ¬¬’’

E Hajime e Satsuki viram os seus reflexos saírem do espelho e tentarem pegar eles, mas conseguiram escapar rapidamente.

E eles saíram correndo da casa.

Satsuki: Obrigada por você ter se preocupado comigo e vindo até a minha casa! Very Happy

Hajime: Não precisa me agradecer, eu estava só indo para a casa de Momoko-san, mas achei que pudesse garantir a solução dos problemas se eu pegasse o diário aqui e colocasse o fantasma que está fazendo tudo isso para dormir!

Satsuki: O____O’’...

Hajime: O bom é que o fantasma que fingia ser a minha mãe ficava perguntando onde é que estava o meu videogame, como achei isso estranho, eu pude vir aqui logo!Ok, eu me preocupei com você, não precisa reclamar...

Satsuki: ...¬¬’’

Hajime: Ali tem uma estação de polícia! Very Happy

Satsuki: E como é que a policia vai resolver uma situação dessas? ¬¬’

Hajime: É verdade...

E eles viram uma multidão usando óculos saindo de vários lugares e indo atrás deles,depois surgiram mais na frente dele.Então eles viram que só Ava para entrar no portão para a escola velha e foram para lá.

Logo que os dois entraram, eles fecharam entrada interna da escola e deixaram as pessoas lá fora gritando para os deixarem entrarem.

Satsuki: Porque de todos os lugares, acabamos vindo parar aqui?

Hajime: Talvez a sua mãe quisesse assim como o da primeira vez. ¬¬

E então Reo (?) apareceu em uma escada, chamando a atenção deles e foram atrás do Reo (?) e acabaram em dentro de uma sala.

Reo (?): Eu pensei que vocês tivessem se tornados vítimas do Utsushimi, o fantasma do espelho, que substituem as pessoas reais pelos reflexos delas, mas como não viraram... Ótimo, agora me sigam por aqui.

E Reo (?) virou as costas.

Hajime: Não!Você é um impostor também!

Satsuki: Mas como você descobriu?

Reo (?): Muito perspicaz humano tolo... Você viu que as letras da minha roupa estão invertidas como se eu fosse um reflexo do verdadeiro cara de peixe?

Hajime: Na verdade é porque Reo de verdade não fala desse jeito como você falou agora a pouco e ele diria que era um pesquisador espiritual!Mas agora que falou desse detalhe...

Reo (?): ...Ok, eu ainda posso prender vocês no mundo do espelho!

E atrás dele, apareceu uma parede estranha onde apareciam as pessoas reais que estavam no mundo do espelho, mas estavam tortas... E gritavam de dor em frente ás luzes brilhantes.

Hajime: Satsuki era esse mundo que você queria ver de novo?

Satsuki: Bem... Aquele é o Keiichiro?O.O

O Keiichiro estava entre as pessoas tortas gritando.

Keiichiro: Isso dói, Onee-chan! T.T

Reo (?): Logo as pessoas lá fora vão conseguir arrombar a porta!Será um pouco doloroso, mas vocês vão se acostumar...

Keiichiro: Seu tolo, você acha que irá enganar eles com essa propaganda enganosa?Tem gente aqui que foi pega anteontem e continuam a gritarem de dor! D:

Reo (?): Eu não disse que melhorava em dois dias... E quando se acostumarem será bem fácil viver no mundo do espelho!Logo irão aprender a se mexerem direito lá dentro, mas ficarão nós imitando no espelho por toda a nossa existência!

Keiichiro: Então porque vocês não continuaram aqui?

Reo (?): Ok, nem sei porque finjo que estou tentando confortar vocês!Sou um fantasma e não estou nem ai se vocês não querem ir para o mundo do espelho!Vocês são os últimos dos humanos que restaram!
Hajime: Do mundo? O.O

Reo (?): Foi modo de falar,mas eu tenho certeza quase toda a cidade foi capturada!

Satsuki: Keiichiro, eu vou te salvar!

Ela pegou uma vassoura velha e iria bater nos espelhos, mas “Kaya” apareceu na frente e sem querer a Satsuki bateu nele por instinto.

Hajime: Amanojaku?

Satsuki: Onde você estava até agora?E por que você nós atrapalhou?

Hajime: Por que você está fedendo?

Amanojaku: É uma longa história.

Quase uma hora atrás,quando o Amanojaku entrou na escola nova e foi para onde a Momoko estava,chegando a tempo de vê-la lavando as mãos.

Momoko: Amanojaku, o que você veio fazer aqui? o.o

Amanojaku: Você ainda é você?Cadê a Kayako quando agente precisa que ela possuía você?Não importa, você e eu bastamos para resolver isso.

Momoko: Mas o que você quer?

Amanojaku: Alertar você sobre o que está acontecendo, eu falaria para a Satsuki, mas ela diria que eu estaria tentando por medo nela só para ter o que comer. E como ficaria inconveniente para mim o fantasma ficar dominando geral, eu resolvi vir aqui avisar você para avisar os outros.

Momoko: Bem que meu sexto radar estava sentindo algo estranho... Mas pensei que seria estranho quase sempre aparecer fantasmas.

Amanojaku: É melhor se acostumar com isso!E acho que cheguei meio tarde...

E um monte de garotas com óculos saíram das cabines do banheiro e tentaram pegar a Momoko, mas o Amanojaku foi atrapalhar elas.

Amanojaku: Saem para lá, só eu posso atacar a Momoko! D:<

Estranhamente, todos ouviram vozes de dor e suplícios vindos no outro banheiro. Mas Amanojaku não deu atenção.

Mas sem perceberem, o reflexo da Momoko conseguiu pegar a verdadeira Momoko e puxou ela para dentro do espelho.

Amanojaku: Bem, um fantasma clone da Momoko também é interessante, mas agora só sobrou eu para resolver as coisas... Muito, bem, vocês serão as primeiras dos fantasmas a serem fatiadas por mim! D:<

Amanojaku não percebeu, mas uma da garotas conseguiu pegar ele e jogou ele no buraco da privada.

Amanojaku: Que nojo, como é que Hanako agüenta ficar perto desse tipo de lugar?

E quando as garotas iam embora, elas foram atacadas por trás pelo Amanojaku e caíram todas arranhadas.

Amanojaku: Eu não pouparei ninguém! D:<

E finalmente tinha saído do espelho, o clone da Momoko.
Amanojaku: Bem... Eu não tenho tempo para perder com essas coisas!Talvez a Satsuki tenha percebido o que está acontecendo e possa conseguir resolver as coisas com o diário...

E Amanojaku foi para a casa rapidamente e só pode ver a Satsuki entrando na casa dela.

Amanojaku: Pensando bem. Porque eu não ponho o fantasma para dormir?E porque justo agora tem um fantasma que não faço a menor idéia de como fazer dormi-lo?O.O

E ele foi ver o diário.

Amanojaku: Eu não acredito, com essas patas de gato ridículas, como eu vou me virá para pegar um espelho e mirar no outro espelho maior com um monte daqueles clones?Vou ter que pedir para a Satsuki fazer isso... U.U’

E quando ele viu, Satsuki e Hajime estavam saindo da casa.Então o gato maníaco resolveu segui-los.

E agora Amanojaku finalmente tinha alcançado eles.

Amanojaku: Agora peguem o diário que eu trouxe, eu não tenho tempo para explicar como colocar o fantasma do sushi e sashimi em Reimin, vão que eu vou segura-lo já que o fantasma está dificultando as coisas para mim!

Reo (Utsushimi): Meu nome é Utsushimi!

Hajime e Satsuki fugiram para outra sala e rapidamente foram procurar o fantasma no diário.

Enquanto isso Amanojaku trava uma luta mortal contra o Utsushimi.

Reo (Utsushimi): Por que você está no lado dos humanos se você é um fantasma?

E Amanojaku pegou os óculos do “Reo” com a boca.

Amanojaku: Em primeiro lugar, porque um gato falante tem que ser um fantasma?Segundo, como você sabe se eu nunca fui humano?E terceiro, o que é realmente válido, você está causando problemas para mim ao fazer o que quer!Até mais!

E Amanojaku quebrou os óculos onde tinha os olhos do fantasma que soltou um grito.

Enquanto isso, a Satsuki achou a citação sobre o fantasma.

Satsuki: “[11 de Dezembro] Foi um dia estranho porque a cidade toda passou a usar óculos e tentavam me agradar com vários presentes e oportunidades legais para mim... Depois de alguns dias, vi que eles não tinham olhos e nem reflexos, então eu pesquisei e descobri que era o Utsushimi querendo se aproveitar de mim! O que não é nenhuma novidade se comparando aos outros fantasmas... Além disso, ele prendeu várias pessoas em uma parede estranha e tinha percebido que os clones de todo mundo era meio molenga.”

Hajime: É melhor ler logo como se coloca o fantasma em Reimin. U.U

Satsuki: “Para colocar o fantasma para dormir basta colocar um espelho menor na frente de um maior... O estranho é que isso poderia acontecer como um acidente.”

Satsuki conseguiu rapidamente achar um pequeno espelho e Hajime se lembrou do enorme espelho na escadaria e foram para lá.Mas os clones fantasmas das pessoas já tinham entrado e estavam subindo nela e os dois viram o clone da Momoko na frente dos outros.

Hajime: Mas isso está errado! D:
Hajime foi rapidamente até a Momoko.

Satsuki: Hajime-kun, o que você vai fazer?

E Hajime tirou o óculo que o clone da Momoko estava usando.

Hajime: Agora sim, Momoko-san fica mais bonito no estilo natural, mesmo que fique sem olhos, sem pés e sem lábios ao mesmo tempo! Very Happy

Momoko (?): Meus olhos foram com os óculos! ):

Todos: ...

Satsuki: Não é hora para essas coisas, Hajime-san! D:<

Momoko (?): E porque estou sumindo? O.O

E o clone da Momoko sumiu do nada e quando os dois viram, foram agarrados pelos clones que começaram a puxar eles para o grande espelho.

Enquanto isso, onde o Utsushimi e Amanojaku estavam brigando, eles viram a “Momoko” saindo da parede das pessoas que estavam tortas.

Amanojaku: Mas para você conseguir sair aparentemente sozinha...

Momoko (Kayako): È necessário um fantasma está possuindo a pessoa! >Very Happy

Reo (Utsushimi): O que há com vocês?Fantasmas não gostam de humanos!Ou será que sem querer eu vim parar no mundo paralelo?
Momoko (Kayako): Experimente não se meter com humanos errados e talvez nenhum fantasma venha reclamar com você... Além de que se aproveitou da minha felicidade quando eu era viva. Agora, eu vou poder me vingar direito dando uma lição em você!Quem sabe, se tornará um fantasma melhor!

Reo (Utsushimi): Espere, talvez tenha um erro na sua frase...

“Momoko” de um chute voador na “cara” do Utsushimi e ele voou até a parede da sala e caiu desmaiado.

Momoko (Kayako) Tudo bem, Amanojaku? >Very Happy

Amanojaku: Tudo bem... O_O

Enquanto isso, Satsuki deixou o espelho que ela iria usar cair enquanto era puxada pelo clones e Hajime já tinha sido jogado agora dentro do espelho graças a ajuda do reflexo dele.

Satsuki: Alguém me ajude! T.T

E então, algo pareceu brilhar no bolso do casaco dela, ela viu que era o compact. O brilho do espelho do compact era tão intenso que fez com que os clones largassem Satsuki.

Satsuki: como eu me esqueci disso? O_O

E do saiu do espelho, um clone de Hajime, mas Satsuki virou o pequeno espelho do compact em frente ao grande espelho da escada.

Satsuki: Por favor!Voltem para onde vieram!

Hajime (?): Mas eu acabei de chegar! T.T
Satsuki: Cale a boca... ¬¬


E quando o pequeno espelho foi mirado no maior,um brilho intenso tomou conta da zona da escola.E Satsuki se viu refletida várias vezes,mas conseguia ver até seis delas.

Satsuki: O que eu não entendo é que os meus reflexos parecem querer prender os fantasma do espelho ao mirar este compact, mas porque ela não tenta me pegar igual ao reflexo dos outros? O.O

Satsuki (?): E porque sempre que um de nós,quando saímos daqui,nós não conseguimos imitar os olhos das pessoas verdadeiras, mas quando estamos no aqui espelho, agente consegue imitar os olhos? O.O

Satsuki (2?): E o que é de mim?Eu sou um reflexo do reflexo desse compact para o espelho grande... Serei eu a verdadeira Satsuki?Ou a verdadeira Satsuki do verdadeiro mundo dos espelhos? O_O

Satsuki (3?): Mas assim eu sou seu reflexo e estou invertida!Logo eu sou a verdadeira versão, apesar de eu ser invertida, então eu sou a Satsuki do mundo verdadeiro, mas o contrário de um verdadeiro mundo do espelho?O_O

Satsuki (4?): Isso não vai acabar nunca se agente for ver...o_o

Satsuki (5?): Uos aditrevni e olaf missa! Uos o od odnum od olhepse oriedadrev?o_o

Satsuki (6?): E começa tudo de novo...U.U’

E o fantasma dos espelhos foi sugado com seus capangas para o grande espelho que acabou se quebrando, os clones sumiram e as pessoas reais (ao menos o do mundo de Satsuki supostamente verdadeira) voltaram a aparecer em frente à escola velha e os dois foram sair lá de dentro, Momoko também reapareceu vindo de lá dentro.

Momoko: Mas o que será aconteceu comigo de novo?Talvez eu tenha sido possuída de novo... Obrigada Kayako-san! Very Happy

Satsuki a ouviu por perto, mas só conseguiu entender o nome de sua mãe.

Satsuki: Eu também queria agradecer a minha mãe, eu consegui salvar todos graças ao compact que era da minha mãe!

Hajime: E lá vem o cara de polvo... ¬¬

Keiichiro chegou com Reo e abraçou a Momoko antes de abraçar a Satsuki.

Keiichiro: Finalmente eu sair de lá! D:

Reo: Mas isso foi fantástico, eu queria ter tirado foto de alguns deles para mandar para o meu site!

Hajime: Já vai começar...

Reo: Ah,por favor,tem que admitir que sou bom!

E enquanto isso o Amanojaku estava em cima da escola velha e estava tentando entender qual era o mundo verdadeiro já que lhe ocorreu a idéia de que reflexo também poder ser refletidos por outro espelho e por mais outros... E assim por diante.

Amanojaku: Deixa para lá...

Fim do capitulo.Contiua...





Capítulo 8: O fantasma que causava circuitos mortais

Em um prédio qualquer... Um computador era utilizado sem um usuário aparente e estava entrando em um estranho homepage... E de repente o prédio em que o computador estava,foi demolido.

Algum tempo depois, na escola atual, os estudantes estavam tendo aula de informática.

Satsuki: Mas que como isso é complicado, eu não consigo me conectar na internet!Eu aperto nessa imagem da conexão, mas não funciona!

E ela tentava apertar o dedo com mais força na tela. E Reo já quis se intrometer.

Reo: Você tem que usar o mouse!

Satsuki: É essa coisa que parece uma copiadora?

Reo: isso é um scanner que você usa para mandar imagens e fotos para o computador!O mouse é essa coisa arredonda com um fio!

E Satsuki pegou o mouse e encostou-o na tela, mas não aconteceu nada.

Satsuki: Não funciona! D:

Reo: Sua toupeira deixe que eu te mostre!E a escola devia ter conexão automática!

E Reo pegou o mouse, mas na hora de tentar conectar o computador em que a Satsuki estava todos os computadores se desligaram!

Satsuki: Isso é normal? O.O

Reo: Bem, não sei...

Aluno 1: Eu acabei de ligar o meu computador que é lento! T.T

Keita: Caramba, eu ia ganhar um prêmio por ser o milionésimo visitante do site onde eu estava! O.O

Aya: Sei você queria era infectar os todos os computadores daqui, clicando ai para “receber o prêmio”, para não ter que fazer as futuras pesquisas escolares neles!¬¬

Keita: Obrigado pela ajuda... ¬¬

Prof. Sakata: Façam silêncio, eu irei ver o que houve... Com exceção de você, Satsuki Miyanoshita, pode ficar a vontade! O.O

Todos: O_O’...

Prof.Sakata: E eu estou de olho em você, Kakinoki D:<

Todos: O_O’...

E o professor saiu da sala.

Hajime: Reo, já que você sabe tudo, será que você sabe o que aconteceu?


Satsuki: E será que talvez um fantasma tenha feito isso?O.O
Hajime: Não pergunte isso, Satsuki! O.O

Satsuki: Só foi uma...

Reo: Há uma possibilidade!

Hajime: E lá vamos nós, obrigado Satsuki! U.U

Reo: Pode ser o Yomi Net, já ouviram falar?

Hajime: Se soubéssemos agente poderia especular sobre isso sozinho sem te que te perguntar.

Reo: Dizem que é um homepage de um fantasma que está por ai na internet, mas que se vocês entrarem lá, poderão se comunicar com espíritos!

Hajime: Sei... ¬¬

Satsuki: Mas tenho um mau pressentimento que é verdade!

Reo: Mas é verdade!

Depois eles foram contar isso para Momoko e Keiichiro.

Satsuki: Mas deve ser bobagem essa história de homepage fantasma, onde já se viu um fantasma usar computador?

Reo: A princípio eles não usavam telefones, pianos e motos, mas isso contradiz com que já vimos!Então o Yomi Net pode ser real!

Hajime: Mas acho que uma homepage fantasma já e demais!¬¬’

Satsuki: E depois não achei nada no diário fantasma!

Momoko: Mas não havia muito computadores quando Kayako-san era criança, não é?

Keiichiro: Mas o que é uma homepage, Momoko-nee-chan-san?

Momoko: È algo que se usa para se comunicar com as pessoas ao redor do mundo!Se existe uma homepage feita por um fantasma, talvez nós pudéssemos até conversar com fantasmas!

Reo: Já chega, agora estou com vontade de procurar esse site!Eu o publicarei a existência dele no Wikifreak e mostrarei a todos vocês sobre a verdade sobre isso!

Hajime: Se você se considera um grande pesquisador espiritual, já deveria está buscando informação sobre esse site!¬¬’

Reo: ...

Depois, de noite, Reo estava tentando achar o site do Yomi Net do modo que seria muito fácil... Digitando o nome do site na barra de endereço.

Reo: Eu acho que consegui!

Mas era apenas uma página qualquer com o nome que ele digitou...

Reo: Então deve ter um nome um pouco diferente!

Mas deu um blecaute e tudo ficou escuro.
Reo: Sem problemas, eu posso...

E algo invadiu o quarto, quebrando a janela, e golpeou Reo fortemente e ele caiu desmaiado. Quando ele acordou, já estava amanhecendo e mãe dele foi acordar-lo sem entrar no quarto.

Sra. Kakinoki: Filho, você vai se atrasar para a escola!

Reo: Isso não é justo! D:<

E a única coisa que ele viu de diferente no quarto, foi que seu lençol foi roubado e a janela estava quebrada... Depois, Reo foi para a escola e ele aproveitou um tempo vago para procurar o site dos mortos no computador da sala de informática. E Satsuki e Hajime o encontraram lá.

Satsuki: Você ainda está procurando isso?

Reo: Não, estou tentando agora ver como eu o perco!

Hajime: não precisa ficar teimando com isso...

Satsuki: Se você ficar perdendo tempo só com esse computador, vai acabar virando um idiota!

Hajime: Satsuki, ele já é um idiota.

Reo: O que vocês estão falando ai?

Satsuki: Bem, eu tenho uma novidade, eu recortei um cupom do jornal hoje de manhã que concede um desconto de 105 yenes do shake! Very Happy

Hajime: E o que você pensa em fazer com isso?

Satsuki: Em vender... Lógico que eu vou para lá!¬¬

Hajime: E dai?

Satsuki: Bem, eu convidei Keiichiro e Momoko-chan e eles também vão, mas se vocês não quiserem...

Hajime: Momoko-kun-chan-san também vai?Então eu vou! *_*

Satsuki: Tudo bem... ¬¬

Hajime: Vamos se encontrar na frente da estação de trem, certo? Very Happy

Satsuki: Foi onde eu combinei de agente se encontrar... Qual é seu problema?¬¬

Hajime: Nada! Very Happy

E Satsuki e Hajime foram embora, deixando Reo sozinho.

Reo: Obrigado por verem se eu quero ir, mas eu não vou porque tenho que fazer minha pesquisa já que eu sou o grande pesquisador espiritual. D:<

Na saída... Hajime já tinha se encontrado com Satsuki.

Satsuki: Porque você demorou tanto?

Hajime: Eu estava fazendo as tarefas de limpeza, mas eu consegui sair mais cedo do que deveria, porque o zelador, que estava me vigiando,teve um ataque... E eu aproveitei e fugir.

Satsuki: o_o...

Hajime: Relaxe, outros alunos viram e foram chamar o diretor e a ambulância, eu só aproveitei o caos e sair de cena logo. Momoko-san é uma prioridade. U.U

Satsuki: Ok. Você se lembrou de convidar o Reo?È porque eu não me lembrei...

Hajime: Ele que decida sozinho se que ir com agente, ele tem 10 anos e pode pensar sem problemas!A neurose dele por informação sobre fantasmas deve se superada sozinha...

Satsuki: Mas ele não tem 12 como nós?

Hajime: Que diferença faz?Cadê a Momoko-kun-chan-san? ¬¬

Satsuki: Ela foi na frente com Keiichiro.

Hajime: Mas que garoto atrapalhador... Ele não pode esperar ficar mais velho para ficar chamando a atenção de Momoko-chan toda hora?¬¬’

Satsuki: ...

Enquanto isso, Reo estava tentando achar o site.

Reo: Esses buscadores automáticos são muitos ruins, se fosse eu que fizesse esses programas, já tinha achado!

E de repente uma página estranha apareceu na tela, ao mesmo tempo em que as luzes se apagaram. Na tela, apareceu um portal que se abriu... E saiu uma voz do computador.

Voz: Azul ou vermelha?Se escolher azul, você entrará no nosso mundo!Se escolher a vermelha, ficara na sua vida patética. Very Happy

Reo: Já ouvi sobre um fantasma que usa essa conversa de azul ou vermelha, pode ser os dois?

Voz: Então entrará vivo aqui e depois sofrerá. >Very Happy

Reo: Que? O.O

E a tela sumiu e apareceu uma imagem de um aviso que o computador tinha recebido um vírus do tipo cavalo de tróia e que não foi possível desconectar para salvar o computador.

Reo: Acho que eu fui enganado e o diretor vai me matar quando vir que eu infectei um computador da escola, eu acho melhor eu ir se encontrar com os outros para ter um álibi! O.O

Enquanto isso, na frente da estação de trem, Hajime e Satsuki se encontraram com a Momoko e Keiichiro que estava brincando com um boneco da metade do tamanho dele.

Satsuki: Desculpe-me pela demora, Momoko!Keiichiro, onde você arranjou esse brinquedo?

Keiichiro: Se você o quer, vai tem que comprar um brinquedo só para você. U.U

Momoko: Você não demorou, mas Keiichiro-kun me pediu para comprar o brinquedo para ele.

Hajime: Eu sabia que ele iria aproveitar ela! Very Happy

Satsuki: Que coisa, eu sinto muito, Momoko-chan... Eu cobrirei o seu prejuízo ao comprar o brinquedo! T.T

Momoko: Tudo bem, não se preocupe! Very Happy

E Reo chegou bem na hora, em frente da estação de trem, mas não viu ninguém... Na verdade, não tinha visto ninguém até chega lá.

Reo: Será que eles já foram antes de mim?Vou ligar para o Hajime!

E Reo ligou para ele. E o celular de Hajime começo a tocar.

Momoko: Que legal, Hajime-kun, você também tem um celular assim como eu! Very Happy

Hajime: Talvez seja o Reo ligando para mim no celular dele querendo se encontrar com agente... U.U’

Satsuki: Só eu e Keiichiro não temos celular... T.T

Keiichiro: Você está enganada, eu pedir para Momoko-chan comprar um para mim quando agente estava vindo aqui! Very Happy

Satsuki: ...¬¬’’

Depois de o celular de Hajime tocar várias vezes...Sem Hajime dá atenção.

Satsuki: É melhor você atender logo, assim ele para de atrapalhar agente!¬¬’

Hajime: Tudo bem... U.U’
E ele atendeu.

Hajime: Decidiu agora?E já está atrasado demais para decidir, cara de polvo... ¬¬’

Reo: Eu só estou querendo encontrar vocês para eu ter meu álibi quando o professor perceber que eu infectei um computador da escola... Onde vocês estão?Estou na frente da estação de trem e não vi ninguém até chegar aqui!

Hajime: Mas nós estamos na frente da estação de trem!E tem um monte de gente aqui!Ou você esqueceu seus óculos de novo?

Reo: Será que eu fui ao um mundo paralelo?Onde tudo parece ser como um reflexo da vida real, mas sem pessoas reais?Acho que já passei por isso antes... O.O

Hajime: Do que você está falando agora, cara de polvo? ¬¬’’

E pelo menos onde Reo estava uma garota passou perto do cara de polvo.

Reo: Uma garota? O.O

Hajime: Que garota?Se você viu alguma, então isso prova que há gente ai!

E Reo foi tentar conversar com a garota e ignorou o Hajime que tentava falar com ele.

Hajime: Ei, Reo?Você vem ou não vem? E pode esquecer essa garota, já que você nunca teria chance com uma...

Momoko: O que aconteceu?

Hajime: Reo me abandonou no meio da conversa, depois ele reclama que eu o deixo na mão! D:<

Satsuki: Então vamos tomar shake! Very Happy

Keiichiro: Oba! Very Happy

Momoko: Que ótimo! Very Happy

Hajime: Certo...

A Satsuki e Momoko foram na frente de Hajime aproveitou que tinha uma grade no chão, onde saia ventos fortes causado pelo trem...Na hora em que a duas passaram,passou um vento forte que fez com que as saias delas se levantassem e Hajime rapidamente pegou a câmera dele e fotografou a cena.

Hajime: Duas em uma foto! Very Happy

Satsuki: Pelo menos não foi tão frio, já que estamos de bermudas por baixo da saia, não é, Momoko-kun? >Very Happy

Momoko: É verdade, Satsuki-kun! Smile

Hajime: Você disse que não iria mais usa isso... T.T

Satsuki: Como assim?

Hajime: Ontem à noite você apareceu vestida com uma roupa igual à daquela menina que apareceu no seu quarto naquela noite em que Babasare atacou!Você disse que iria deixar de usar isso se eu desse um pouco de algodão...
Satsuki: Aquela não era eu! O.O

Hajime: Será que ela está “atacando” de novo?Qual é a dela?

Momoko: Ela também bateu na porta da minha casa e disse para eu dá dois botões. :O

Hajime: Então acho que essa garota deve saber quem nós somos! :O

Keiichiro: Vamos logo, antes que o cara de polvo resolva aparecer!

E eles foram para a lanchonete enquanto criavam teoria a respeito da garota disfarçada.

Enquanto isso, no mundo onde Reo estava...

Reo: Ei, garota, eu quero te perguntar uma coisa!

E ela se virou e Reo deu um grito.

Datsueba: Corvade... Não viu nem 99,99% desse lugar.

Reo: Você vira assim de repente! D:

Datsueba: É o que as “pessoas normais” fazem quando são chamadas. U.U

Reo: Quem é você?E onde foi todo mundo?

E ela levantou o braço apontando para um lugar.

Reo: Olha de repente, fica apontando desse jeito para os lugares... Dá para agir como se fosse alguém com hábitos normais?Parece um fantasma fazendo clichê de filmes e mangá de terror. ¬¬

Datsueba: Olha para lá, logo!

E Reo apenas viu a loja de shake.

Reo: Para a loja de shake?

Datsueba: Sim, nós hackeamos sua memória e vimos que quem você procura estão lá. >Very Happy

Reo: Então tchau... Espere você hackeou minha memória?O_O
Datsueba: Exato, ou já se esqueceu do cavalo de tróia que te mandamos?Se te demos um vírus... Normal agente hackear sua cabeça oca.

Reo: Que?

Datsueba: Se esqueceu do convite do computador?¬¬

Reo: Então eu estou no site do mundo dos mortos! Very Happy

Datsueba: Na verdade, aquilo era um link direto para outro mundo, ou agora nesse caso, nesse mundo...

Reo: Então eu morri?O.O

Datsueba: Mais ou menos, antes você vai ser encaminhado para a “sala de espera”, mas por está vivo vamos ter que fazer um serviço burocrático. E antes de tudo isso, você vai parar em outra sala de espera. Tchau. U.U’

Reo: Que?Eu sou um grande pesquisador espiritual!Mereço privilégios! D:

Datsueba: Você é apenas um cara que tem a palavra “senha” como sua senha para qualquer coisa que necessite de uma senha!

Reo: Senha que?

E ele parou instantaneamente em um campo de lírios.

Reo: Agora sim. Acho que estou na parte de morrer!Vou me gabar para os outros! Very Happy

E ele ligou para o Hajime de novo, mas este atendeu e deu o celular na mão de Satsuki.

Hajime: Você que se vire com ele!¬¬’

Keiichiro: O shake está muito bom, Momoko-chan, compra outro para mim? Very Happy

Momoko: Tudo bem, Keiichiro-kun.

Hajime: ...¬¬’

Satsuki criou coragem para falar com Reo.

Satsuki: Que foi Reo?Eu já dei os cupons e você não pode decidi ou pedi mais nada!

Reo: Não preciso disso, sua toupeira... Tem um monte de flores de lírios em minha volta e acho que fui para o outro mundo, quer dizer, talvez eu achei o site do Yomi Net através de um computador da escola e na verdade era algo que me trouxe para o mundo dos mortos!E provavelmente eu já estou na espera para morrer e este lugar parece confortável!Não é demais?

Satsuki: Minha mãe adorava lírios... T.T

Reo: Você ouviu o que eu disse sua toupeira?Eu consegui entrada antecipada para o mundo dos mortos, eu!O grande pesquisador espiritual! Very Happy

E a ligação caiu porque Reo estava cansado de falar com ela e campo em que ele estava tinha sumido e ele caiu para o nada.

Satsuki: Eu gostava de colher essas flores com ela... Ei, você desligou no meio da nossa conversa! D:

Satsuki e os outros viram, pela janela da lanchonete, um monte de carros da policia e de outros serviços indo para a escola...

Momoko: Será que deveríamos ver o que é?

Hajime: Eu tenho um mau pressentimento que é com o Reo! U.U’

Satsuki: Ele disso alguma coisa sobre um computador da escola...

Hajime: Se ele for o causador de problemas, então podemos pará-lo!

Keiichiro: Talvez agente ganhe uma recompensa! *_*

Eles foram para e escola e puderam entrar lá, e viram que a porta da sala tinha apenas uma faixa amarela de “não entre” e todos viram o diretor, policiais, técnicos.

Diretor: Vocês podem entrar, essa faixa é por pura estética!

E eles entraram e viram que eles estavam em volta do computador onde Reo estava antes e na tela tinha um olho vermelho.

Hajime: Vocês sabem o que aconteceu?O Reo estava aqui, mas onde ele foi?

Policial: Bem... Aparentemente esse computador infectado está fazendo um vírus estranho se espalhar por toda a cidade!E o pior é este protetor de tela!

Técnico: E não vi nada de errado dentro do computador que pudesse explicar isso!Nem consigo sair desse protetor de tela...

Diretor: E vocês citaram o Kakinoki?Se bem que suspeito que ele esteja por trás disso...
E chegou mais uma pessoa na sala.

Entregador de comida: Alguém pediu comida?

Diretor: Fomos nós, agora vamos comer algumas coisas porque estamos com fome... E quanto a vocês, jovens, podem ficar aqui à vontade!

E eles foram embora.

Satsuki: Eles acham mesmo que tudo que acontece tem base científica?

Hajime: Reo seria assim se não acreditasse em fantasmas...

Momoko: O que vamos fazer agora?

Keiichiro: Ir embora?

Hajime: tem alguma coisa na tela além desse olho feio! :O

E eles viram, pela tela, o Reo jogado em um chão...

Keiichiro: Lá se foi a nossa chance de não ver ele de novo! ¬¬’

Enquanto isso, no mundo onde estava Reo... O cara de polvo finalmente tinha acordado e ele viu uma fila de pessoas que iam até um pequeno barco que partia para um rio.E Reo se aproximou de lá.


Reo: Que legal tudo isso ai... Deve significar que é o rio Sanzu!Mas o que é isso?

Uma das pessoas não parava de se mexer como se estivesse ouvindo uma banda favorita barulhenta.

Reo: O que a senhora está fazendo, isso é a fila para o mundo dos mortos e você está dançando?

Mulher: Cale a boca, seu cara de polvo, eu gosto de dançar! Very Happy

Reo: ...

E dois homens que pareciam serem sacerdotes surgiram e começaram a puxar a mulher para fora da fila e foram para bem longe.

Datsueba: Ela vai ficar no limbo do mundo dos vivos porque é demais para o mundo dos mortos.

Reo: Desde quando você estava aqui! O.O

Datsueba: Bem, vamos aos negócios... Você não tem algum relevante tipo: Perdeu parte do corpo, ou deixou parentes para trás, teve um acidente idiota por quaisquer motivos ou simplesmente é um maníaco demente obcecado por alguma coisa?


Reo: Deixe-me pensar...

Datsueba: Estou brincando, eu já te disse que hackeei sua cabeça oca... Sei que você entrou por acidente e não tem a menor relevância em tudo que faz.

Reo: Então eu posso sair daqui?

Datsueba: Não, você é muito patético para voltar... E depois, eu sou um fantasma tipo demônio!Portanto devo te maltratar como a maioria dos fantasmas não humanos!Vou começar a forçando você a atravessar o rio!

Reo: Nem pensar!

Datsueba: Por que não?

Reo: Primeiro que eu não vou com um bando de molengas!Quero ir ao mundo dos mortos do jeito privado como um grande pesquisador espiritual!

Todos da fila: ... ¬¬’’

Datsueba: Mais alguma coisa? ¬¬’

Reo: Porque só tem gente feia e com cabelo preto e tudo o mais?Uns dos meus supostos lacaios que acho que é o único que tem cabelo preto, não parece ter o cabelo tão preto...

Datsueba: Pessoas que parecem legal não vão parar aqui, ficam numa espécie de limbo... Como certa mulher chamada Kayako Miyanoshita. Ela era gente legal, bem bonita e já estava aceitando a morte!Diferente desses bobos que acham que fazer caras de velhos sonsos significa está conformado. Very Happy

Todos da fila: ...¬¬’’

Reo: E outra coisa, várias pessoas morrem toda hora... Como vou para o fim da fila?

Datsueba: Tudo bem, eu irei te levar direto para o barco.

Reo: Mas nesse barco só tem gente comum!

Barqueiro do rio: Claro, eu só levo gente morta através do rio... Não se preocupa se eu tentar te afogar. ¬¬

Datsueba: Já chega de conversa fiada, eu sei tudo sobre você!Sei que nem é um grande pesquisador espiritual!E nem gente legal é... Se essa garota de cabelo roxo que eu vi na sua memória aparecesse aqui, eu a deixava voltar viva mesmo ou dava mais privilégio!Mas você?Nem pensar!

Reo: Então tchau...

E ela virou uma velha monstruosa e asquerosa.

Reo: Credo, por que quer me assustar?

Datsueba: Na verdade sei que você vai fugir, mas essa minha forma maior facilitaria o ato de eu ir capturar você. U.U

Reo: Você pensa! :O

Datsueba: Já chega!Vou te afogar assim mesmo!

Reo: Não, eu não quero ir nesse rio Sanzu de serviço público!

E Reo saiu correndo com a velha atrás dele.

No mundo dos vivos, os outros estavam escutando a conversa deles pelo computador.

Keiichiro: Rio Sanzu?È o rio do mundo dos mortos onde as pessoas atravessam quando morrem!Então Reo morreu, vamos embora agora!

Todos: ...

E na tela apareceu a Datsueba atrás de Reo.

Hajime: Parece uma velha demoníaca, mas não um fantasma... Então não podemos fazer nada. U.U

Momoko: Então o que faremos agora?

Satsuki: Então o Yomi Net era um portal para o rio Sanzu, deve ter algo no diário!Eu já vi falar dessa velha e do rio em alguma parte.

Todos: ...

Hajime: Alguém acha que Reo merece uma chance?

Keiichiro: Não.

Momoko: Mas ele faria isso por nós?Talvez todos merecessem uma chance!

Hajime: Acho que Momoko-chan pode está certa... Mas Reo acabou se metendo nos problemas por causa dessa obsessão!Além de quando ele morrer no futuro, ele vai voltar ai de qualquer jeito e sumir de vez... Exceto nós que somos legais demais para sumir para sempre.

Momoko: Talvez ele aprenda a lição!

Hajime: Certo, só espero que ele depois não faça coisa do tipo, levar agente para um lugar onde uma mulher morreu atropelada e começa a tirar fotos na gente. Não vou me surpreender que ela vá aparecer na fotografia abraçando um de nós.

Momoko: Se ele for tão obsessivo assim, eu deixo você bater nele a vontade. Very Happy

Hajime: Pode deixar, especialmente se ele te machucar, Momoko-chan!

Keiichiro: Sei você está querendo chamar atenção dela... ¬¬

Satsuki já tinha pegado o diário porque não queria ouvir a conversa de Hajime com a Momoko... E começou a ler.

Satsuki: “[7 de fevereiro]As pessoas continuam sumindo.Deve ser um monte de coisas,mas como eu praticamente só falo da minha vida e de fantasmas nesse diário...Deve ser obra do demônio do submundo que pega gentes perdidas em estradas e a leva para o rio Sanzu. E como eu vou resgatar pessoas perdidas que vão para outro mundo?Não sei...Nunca vi a Datsueba,mas qualquer cosia é só erguer esse selo e dizer que quer ir para casa.”...Não diz como colocar em Reimin!

Keiichiro: Então agente só precisa de uma desculpa para salvar Reo...

Hajime: Talvez Momoko-chan esteja certa!Reo já deve ter aprendido a lição!

Momoko: Acho que para mandamos o selo para o Reo, agente deveria colocar isso nesse scanner!

Satsuki: Momoko-chan, você sabe mexer nisso! Very Happy

Hajime: Que esperteza, Momoko-chan! Very Happy

Keiichiro: *_*...

Momoko: Bem, obrigada, por um lado eu estou na sexta série... E já fiz a quinta série, onde vocês aprendem a mexer nos computadores, então é normal eu saber usar... Smile

Todos: ...

E eles colocaram o selo no scanner... A imagem demorou para carregar e Reo já tinha caído no rio e estava se afogando!

Datsueba: Bem feito seu imbecil.

E o celular de Reo tocou e ele atendeu.

Reo: Estou em um péssimo momento lutando pelos meus direitos!Sabe por quê?Datsueba não quer que eu tenha uma morte digna e privada!Agora estou me afogando no rio que eu tive o azar de cair!

Satsuki: Pegue o selo que vai aparecer e deseje voltar para seu mundo!

Reo: Mas e minha viagem ao mundo dos mortos?

Satsuki: Agente já está vendo que você não vai morrer dignamente e com viagem privada ao mundo dos mortos, mas tudo bem se você prefere morrer afogado por causa de uma reclamação e insistência boba...

Reo: Então ok!

E um selo apareceu no ar e Reo conseguiu pegar antes que Datsueba tomasse alguma atitude.

Reo: Quero voltar para minha casa!Quero voltar minha casa!

Datsueba: Vai apelar para o selo?Tudo bem, afinal quanto mais rápido você da minha frente, melhor! Very Happy

Reo: Nem os fantasmas me respeitam! T.T

E Reo voltou ao mundo dos vivos e estava todo paralisado e foi jogado no canto da sala.

Hajime: Será que ele aprendeu alguma lição?

Momoko: Nós esperamos que sim.

Satsuki: Deveria me agradecer!

Keiichiro: Podemos deixar ele ai agora?

Reo: Eu... Fui ao mundo dos mortos... Eu sou um grande... Pesquisador de fantasma... da escola...da história...fui mais longe! Very Happy

Hajime: Ele não tem salvação. Vamos embora pessoal. U.U’

E o diretor entrou na sala.

Diretor: Kakinoki, eu sabia que você estava por trás disso!Quanto a vocês quatros levarão nota 10 em disciplina e 5 pontos de bônus ,em todas as matérias,nas suas notas de seus boletins por descobrirem que era ele que estava atrás da rede de vírus pela cidade!

Hajime: Caramba, como nós somos sortudos! Very Happy

Momoko: Muito obrigada, diretor. Very Happy

Keiichiro: É quase tão bom quanto o cara de polvo ser preso! Very Happy

Satsuki: Obrigada, diretor!Minha mãe ficaria orgulhosa de ouvir isso! Very Happy

Reo: Mas... Eu descobri... O site... Dos mortos!Apesar de ter causado... Problemas! Very Happy

Diretor: Agora você assumiu mesmo que abriu um site que aparentemente não deveria abrir e que acabou causando o problema em todos os computadores da cidade!Você acaba de receber mais um aviso e vai escrever um relatório do seu delito e vou chamar os seus pais agora mesmo!Vai ter sorte se você não for preso pela policia!

Reo: Eu... Escapei do mundo dos mortos! *_*

Todos: ...

O diretor levou Reo para sua sala enquanto os outros foram se divertir em outra lanchonete.

Momoko: Então como as pessoas não se perdem mais facilmente, o demônio do submundo tenta atrair as pessoas pelo computador para levá-los ao mundo dos mortos.

Hajime: Deve ser isso mesmo.

Satsuki: Parece ser isso mesmo.

Keiichiro: Igual aquela doida que usa ainda VHS e que fica saindo da televisão para matar os outros...

Hajime: Mas uma pergunta que não que ser calar!Quem é a garota disfarçada? :O

Todos: :O...

Fim do capitulo. Continua...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Gakkou No Kaidan[Histórias de Fantasmas]   Hoje à(s) 4:29 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Gakkou No Kaidan[Histórias de Fantasmas]
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Parceria] Bulba RPG
» Histórias de Terror
» Cores Originais de Várias Marcas e Anos - Site!!!
» Hyouka - História
» P-40K / P-40E / P-40N Por Cineas !

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: :: Fan-Area :: :: Fan-Fics :: Off Fan-Fics-
Ir para: